Central nuclear de Almaraz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2012)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Centranuclearalmaraz2.JPG
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Central nuclear de Almaraz

A central nuclear de Almaraz é uma central nuclear situada no município de Almaraz (Cáceres), na comarca natural Campo Arañuelo e refrigerada pelo rio Tejo. É do tipo PWR e pertence às empresas Iberdrola, Unión Fenosa e Endesa.

Tem dois reactores: Almaraz I de 973,5 MW e Almaraz II de 982,6 MW. Produz 9% de toda a energia que se produz em Espanha [carece de fontes?]. O sistema de refrigeração é de circuito aberto (para a albufeira de Arrocampo).

Começou a ser construída em 1972; o primeiro reactor começou a operar em 1981 e o segundo em 1983. Ocupa uma área de 1 683 hectares.

Segundo o Foro Nuclear, durante 2005 a unidade I gerou 7 823,32 milhões de kWh e a unidade II gerou 5 536,66 milhões de kWh.

Foi a quarta central nuclear construída em Espanha, depois da José Cabrera (Zorita) , Santa María de Garoña (Burgos) e Vandellos I (Tarragona), sendo, não obstante, a primeira central de segunda geração em Espanha.

Gestão[editar | editar código-fonte]

A central de Almaraz é gerida por:

  • Iberdrola (51,2%)
  • Endesa (23,3%)
  • Unión Fenosa (19,3%)
  • Hidroeléctrica del Cantábrico (5,5%)
  • Nuclenor (0,7%)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre construção civil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.