Centro Universitário de Belo Horizonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
UniBH
Centro Universitário de Belo Horizonte
Brasão do Centro Universitário de Belo Horizonte.png
Lema A Marca da Educação
Fundação 10 de março de 1964
Tipo de instituição Filantrópica, Privada
Mantenedora Anima Educação
Orçamento anual R$ 227.105.748,52
Total de estudantes 19000 (2012)
Reitor(a) Rivadávia Alvarenga Neto
Sede Brasao de Belo Horizonte.png Campus Estoril, Belo Horizonte
Campi Brasao de Belo Horizonte.png Campus Antônio Carlos, Belo Horizonte

Brasao de Belo Horizonte.png Campus Lourdes, Belo Horizonte Brasao de Belo Horizonte.png Campus Cristiano Machado, Belo Horizonte

Estado Brasão de Minas Gerais.svg Minas Gerais
Nomes anteriores FAFI-BH
Página oficial www.unibh.br
UNIBH.png
Instituições de ensino superior do Brasil Brasil

O Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH) é uma instituição de ensino superior e de ensino técnico localizada no município de Belo Horizonte, no estado de Minas Gerais, Brasil[1] . É considerado o melhor centro universitário de Belo Horizonte e um dos melhores centros universitários do Brasil, segundo a nota ICG do MEC (pesquisa 2011)[2] . É um dos nomes mais fortes do ensino superior em BH, juntamente com a UFMG e PUC Minas. É também um dos centros universitários mais prestigiados do país, devido ao seus projetos de extensão e seu esforço em levar educação privada de qualidade até aqueles menos favorecidos. O UniBH também possui dez cursos estrelados pelo Guia do Estudante da Editora Abril e dois cursos considerados como os melhores do país, Educação Física e Matemática, segundo o RUF 2012 (Ranking Universitário da Folha de São Paulo). Vencedor de vários prêmios como o Santander Universidades. Parte do UniBH foi vendido em 2008 para o grupo Anima Educação que também havia comprado o Centro Universitário UNA. A aquisição da instituição causou sérias mudanças deixando a maioria de seu corpo docente (e as vezes, o corpo discente) preocupados com o futuro educacional da instituição. Atualmente, apesar de todas as mudanças, não houve queda relevante na qualidade de seus inúmeros cursos.

Com mais de quatro décadas de funcionamento, o UniBH possui quase 50 cursos de graduação nas modalidades de bacharelado, licenciatura e tecnologia, e dezenas de cursos de extensão, pós-graduação e MBA. O UniBH já possuiu o curso de Mestrado para graduados em nutrição, o curso se extinguiu em 2008.

Destacam-se os cursos de Medicina (um dos mais concorridos da capital), Direito, Pedagogia, Relações Internacionais, Ciências Contábeis, Ecologia e os cursos de Comunicação Social, que possui dentre os seus formados grande parte dos jornalistas atuantes na imprensa mineira. Com o objetivo de integrar ensino, pesquisa e extensão, a instituição mantém a TV UniBH (presente nas TVs por assinatura), que opera desde 1998 exibindo uma programação variada, que inclui os conhecimentos produzidos pelo centro universitário.

História[editar | editar código-fonte]

A instituição foi fundada pelo Professor Ney Soares, sua esposa e um grupo de amigos professores em 10 de março de 1964, como Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras (Fafi-BH). Eram oferecidos quatro cursos lecionado por um grupo de 31 professores. Por mais de 35 anos, a Fafi-BH funcionou apenas no prédio da Lagoinha (atual Campus Antônio Carlos). Em fevereiro de 1999, com a nova Lei de Diretrizes e Bases, a Fafi-BH foi credenciada como Centro Universitário, se tornando o Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH). Comprando um grandioso espaço da empresa Mendes Júnior (hoje o campus Estoril), o UniBH se expandiu de acordo com a necessidade da população mineira em educação superior. A instituição foi a primeira de Minas Gerais a oferecer estudos noturnos. Alguns cursos, como o de Jornalismo chamaram a atenção por sua qualidade, sendo que atualmente jornalistas presentes na mídia mineira e de importância nacional estudaram no "Uni". A instituição ainda possuía um campi na região central de Belo Horizonte, o Campus Floresta, que foi desativado nos anos 2000.

Em 2003 a instituição foi investigada pelo Ministério Público Federal por irregularidades na administração depois da morte do fundador e reitor Ney Soares. Segundo o Uai (portal) a família Soares estaria desviando dinheiro da instituição para fins pessoais de maneira exagerada. Como a instituição era uma fundação filantrópica a família detentora da parte "privada" da instituição foi obrigada a abrir mão da reitoria e administração do centro universitário. Apesar da mudança, o UniBH mergulhou em uma crise financeira devido a nova política de abertura de instituições de ensino superior no Brasil; a concorrência desleal com as novas faculdades oferecendo mensalidades mais baratas e a política de que "a educação não se vende" do "Uni" ocasionou um rombo financeiro gigantesco. O UniBH tentou buscar ajuda em bancos mas o mundo estava em recessão devido a crise de 2008. O ano foi marcante na instituição. Além dos problemas financeiros, uma aluna havia sido baleada com dois tiros no campus Estoril. O crime foi motivado por ciúme de um ex-namorado. Sem opção, o UniBH passava a fazer parte do grupo Anima Educação, a onde drásticas mudanças ocorreram para re-estabilizar a instituição, que conseguiu de maneira plausível manter a qualidade de seu ensino em meio aos expressivos problemas financeiros.

  • 2011 ao período atual

Em 2011 o UniBH liderava o posto de melhor centro universitário de Belo Horizonte (segundo o Ministério da Educação) e o de terceira melhor instituição superior, seguida da UFMG e PUC Minas, respectivamente. Atualmente, com importante participação e referência no estado de Minas Gerais na educação superior, o UniBH possui um dos melhores ambientes de estudo (destaque à grandiosa estrutura do Campus Estoril, aos modernos laboratórios do Campus Antônio Carlos e aos investimentos em tecnologia no novo Campus Lourdes) e vem crescendo absurdamente devido os investimentos do grupo Anima, que pretende se expandir por toda a Minas Gerais como dito pelo grupo no jornal Estado de Minas. A instituição vai ser parceira dos projetos da Copa do Mundo FIFA.[3]

Campi[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:UNIBHest.png
Fachada do Campus Estoril, sede do UniBH.
  • Campus Estoril (Localizado na Região Oeste de Belo Horizonte, ao lado do bairro Buritis)

Sede e maior campi do UniBH, o espaço do campus Estoril era a antiga sede da empresa Mendes Júnior. Uma pequena parte da propriedade foi vendida a companhia de trânsito de Belo Horizonte, BHTrans e sua maioria foi vendida ao centro universitário. Ao longo dos anos a instituição foi obrigada a aumentar o número de salas para comportar mais alunos, sendo assim o plano B e C da propriedade ganharam diversas novas de salas de aula. Outro ponto interessante é a bela natureza presente dentro e a volta do campus que está localizado em uma região privilegiada de BH. Aos pés de serras e picos do bairro nobre Buritis. O Campus possui uma agência do HSBC, várias lanchonetes, uma clinica de saúde e um centro de esportes grandiosos. Os cursos mais importantes sediados no Estoril são Medicina e todos os seus laboratórios, Educação Física, Engenharia Civil, Geografia, Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Química.

  • Campus Antônio Carlos (Antigo Campus Diamantina, localizado no bairro Lagoinha, região Noroeste da capital mineira)

Antiga sede e primeiro campi do UniBH, o campus Antônio Carlos, antigo campus Diamantina, mudou de nome para que os estudantes não confundissem que o campi ficasse na cidade de Diamantina. Possui todos os laboratórios de alta tecnologia dos cursos de Comunicação Social e a sede da TV Uni. Também possui o único auditório de grande porte da instituição, o auditório Ney Soares.

  • Campus Lourdes (Localizado na região centro-sul de Belo Horizonte)

Antes, apenas a faculdade de Direito do UniBH, hoje também sedia o curso de Relações Internacionais e cursos de MBA e Pós-graduação. O único campi da instituição localizado na região central de BH, mudou de "casa" em 2011 para comportar mais alunos devido ao excessivo crescimento da faculdade.

  • Campus Cristiano Machado (Localizado no vetor norte da capital)

Instalada dentro do complexo do Extra Minas Shopping, na Avenida Cristiano Machado, 4000, bairro União.

Crise Financeira[editar | editar código-fonte]

Em 2008, com o "estouro" da crise mundial, a fundação mantedora do UniBH (Fundac) teve dificuldade financeiras em pagar as dividas da instituição, estimadas na época em R$ 52 milhões segundo o Estado de Minas. O grupo educacional Anima, que já era administrador do Centro Universitário UNA, pagou a dívida e adquiriu parte do UniBH. Atualmente, a instituição não sofre riscos financeiros e se mantém em uma situação melhor do que em 2008.[3]

Mantenedora[editar | editar código-fonte]

Anima Educação, Instituto Mineiro de Educação e Cultura UNIBH S.A. (IMEC).

Cursos[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Designerlançamento.png
Laçamento do curso de Design no auditório Ney Soares do UniBH no Campus Antonio Carlos.

A instituição oferece cursos nas diversas áreas do conhecimento, visando atender às diferentes necessidades de formação de seus alunos. Todos os cursos seguem as diretrizes curriculares nacionais, estabelecidas pelo Ministério da Educação brasileiro. A partir de 2014 a instituição passa a lecionar cursos técnicos profissionalizantes a partir do programa PRONATEC.

Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.ª Ana Paula de Almeida Amorim

Instituto de Comunicação e Design (ICD)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.º Rodrigo Cesar Severino Neiva

Instituto de Engenharia e Tecnologia (IET)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.º Joaquim José da Cunha Junior

Instituto de Educação e Design (IED)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.ª Dra. Helivane de Azevedo Evangelista

Instituto de Ciências Humanas (ICH)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.ª Dra. Helivane de Azevedo Evangelista

Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA)[editar | editar código-fonte]

Diretor: Prof.º Rodrigo Cesar Severino Neiva

Principais reitores e pró-reitores[editar | editar código-fonte]

  • Profº. Rivadávia Alvarenga Neto (Reitor - 2011- presente)
  • Profª. Vânia Amorim Café de Carvalho (Vice-Reitora Executiva - 2012 - presente)
  • Profª. Sueli Maria Baliza Dias (Reitora - 2004-2011)
  • Profº. Johann Lunkes (Pró-reitor de Graduação - 2009-2011)
  • Profª. Raquel Parreira Reis Carvalho (Pró-reitora de graduação - 2004-2009)
  • Profª. Marisa da Silva Lemos (Pró-reitora de pós-graduação - 2004-2009)
  • Profº. Francisco Mercêdo Moreira (Reitor - 2003-2004)
  • Profº. Ney Soares (Reitor/Fundador - 1964-2002)
  • Profª. Maria Lúcia Soares (pró-reitora/Fundadora - ?-2003)

Vestibular[editar | editar código-fonte]

Ficheiro:Medicina2etapa.png
Imagem da 2ª etapa do vestibular para Medicina em 2012 no Campus Estoril. Estima-se que para esse curso existam 30 candidatos por vaga.

O UniBH realiza dois vestibulares por ano para ingresso no primeiro e segundo semestre. Pode-se realizar a prova de etapa única de conhecimentos gerais ou usar a nota do ENEM. Alunos que prestarem vestibular para o curso de Medicina realizam uma 2ª etapa do vestibular. O "Uni" já realizou vestibulares unificados com o Centro Universitário UNA e com a Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais. A mesma também aderiu a realização de vestibular agendado. Obtenção de novo título não exige prova de seleção.

Parcerias com universidades internacionais[editar | editar código-fonte]

O UniBH mantém convênios com instituições de ensino superior de outros países, oferecendo possibilidades de intercâmbio aos seus alunos, como as instituições portuguesas Universidade de Coimbra, Universidade de Évora, Universidade do Porto e Manhattan Institute of Management.

Eventos[editar | editar código-fonte]

O UniBH disponibiliza seu grandioso espaço no campus Estoril para realizar grandes eventos musicais e culturais em Belo Horizonte. O campus já recebeu festivais como o Campus Fest com Michel Teló e Grupo Sambô, e o Axé Facul com Cheiro de Amor e Skank. Também já realizou o festival de mangá/anime, o Anime Festival.

Copa do Mundo FIFA 2014[editar | editar código-fonte]

O UniBH vem tentando se beneficiar com os investimentos e necessidades de Belo Horizonte na Copa do Mundo FIFA 2014. Em maio de 2012 o campus Estoril recebeu o ex-técnico da seleção brasileira Carlos Alberto Parreira. Ele é um dos consultores do governo de Minas Gerais para a Copa. Ele avaliou as instalações dos cursos de saúde da instituição para que o UniBH seja um dos parceiros para os projetos da Copa do Mundo. Segundo o Blog do Uni, Parreira ficou impressionado com as instalações. Em outubro de 2012 o UniBH se torna a primeira instituição de ensino superior particular de Minas a assinar uma parceria com a Secopa, que vai permitir a participação de docentes e de alunos do UniBH na elaboração de projetos relacionados à Copa das Confederações e à Copa do Mundo de 2014.[4]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências