Cera perdida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde Junho de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
1.
2.
3.
4.
5.

Cera perdida é um método de escultura por moldagem.

Em primeiro lugar, cria-se a escultura em cera, muitas vezes cera de abelha. Em seguida, coloca-se a escultura dentro de alguma caixa ou buraco e preenche-se o espaço com concreto ou material semelhante, deixando, contudo, um buraco entre a escultura de cera e o ar. Em seguida, aquece-se essa forma e a cera evapora, deixando o molde da escultura. Por fim, coloca-se bronze ou outro material no molde. Quando o bronze esfria, quebra-se a fôrma e a escultura está pronta.

O processo de cera perdida também conhecido como Microfusão é um processo muito utilizado por joalherias para a fabricação de jóias, pois esse processo permite que um nível de detalhamento muito maior que o processo normal de fundição.

A cera utilizada nesse processo é uma mistura de parafina, cera de carnaúba e cera de polietileno. A mistura desses 3 produtos formam um produto, consistente, que permite esculpir com detalhes e que não é quebradiço.

Outra composição é feita trocando a cera de carnaúba pelo Breu. [1]

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.

Referências