Cerco de Charleston

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Batalha de Charleston
Guerra da Independência dos Estados Unidos
CharlestownSC1780.jpg
Detalhes da campanha em um mapa feito por um engenheiro britânico em 1780 mostrando as defesas de Charleston
Data 29 de março – 12 de maio de 1780
Local Charleston, Carolina do Sul
Desfecho Vitória britânica
Rendição da cidade
Combatentes
 Grã-Bretanha US flag 13 stars – Betsy Ross.svg Estados Unidos
Comandantes
Sir Henry Clinton
Mariot Arbuthnot
Charles Cornwallis
Benjamin Lincoln
Forças
13 500:
infantaria,
fuzileiros,
marinheiros,
milícia
artilharia
5 466:
infantaria,
milícia,
artilharia
Baixas
76 mortos,
182 feridos
92 mortos,
148 feridos
5 266 capturados

O Cerco de Charleston foi uma das grandes batalhas que aconteceram perto do fim da Guerra Revolucionária Americana, depois que os ingleses começaram a mudar sua estratégia para as colônias do sul dos Estados Unidos. Depois de um cerco de seis semanas, o Major Benjamin Lincoln do Exército Continental se rendeu para os britâncios junto com seus 5 mil homens. Essa foi a maior quantidade de perdas sofridas pelos americanos em uma batalha durante a guerra.[1]

Referências

  1. Carl P. Borick. A Gallant Defense. [S.l.]: Univ of South Carolina Press, 2003. p. 169. ISBN 978-1-57003-487-9.