Cesare Battisti (geógrafo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Placa dedicada a Cesare Battisti na rua homônima em Roma:
LA DISPERATA AVSTRIACA FEROCIA
VOLLE OFFESI E PVNITI
IN CESARE BATTISTI
LA STIRPE LA FEDE
L'AMORE DELLA PATRIA E DELLA LIBERTÀ
E NELLA CIECA BARBARIE DEL SVPPLIZIO
SÉ CONDANNÒ ALL'OBBROBRIO DEL MONDO
LVI VOTANDO ALL'AMMIRAZIONE DEI SECOLI
---
ALLA MEMORIA DEL MARTIRE
ROMA
INTERPRETE DEL CVORE D'ITALIA
XX SETTEMBRE MCMXVI

Cesare Battisti (Trento, 4 de fevereiro de 1875 — Trento, 12 de julho de 1916) foi um geógrafo e político irredentista italiano.

Nasceu no Trentino quando esta região ainda fazia parte do Império Austro-Húngaro, filho de Cesare, comerciante, e da nobre Maria Teresa Fogolari.

Depois de ter frequentado o ginásio em Trento, transfere-se a Graz, onde encontra e se une ao grupo dos marxistas alemães, com quem funda um jornal que será prontamente censurado. Posteriormente vai a Florença para frequentar a universidade. Gradua-se em 1898 em Letras e sucessivamente consegue uma segunda licenciatura em geografia. Seguindo os passos do tio materno, dom Luigi Fogolari (condenado a morte pela Áustria por conspiração mas depois foi-lhe concedida clemência), abraça os ideais patrióticos do irredentismo.

Já formado, ocupa-se de estudos geográficos e naturalísticos, publicando alguns guias de Trento e de outros centros da região e o importante volume "Il Trentino". Concomitantemente ocupa-se e problemas sociais e políticos e, comandando o movimento socialista trentino, luta para melhorar as condições de vida dos operários, pela Universidade italiana de Trieste e pela autonomia do Trentino. Em 1900 funda o jornal Il Popolo e o hebdomadário ilustrado Vita Trentina, que dirige por muitos anos.

Desejando combater pela causa trentina com a política, em 1911 se elege deputado do Reichsrat, o Parlamento de Viena. Em 1914 entra também na Dieta de Innsbruck.

Casou-se com Ernesta Bittanti (1871-1957) e teve três filhos: Luigi (1901-1946), Livia (1907-1978) e Camillo (1910-vivo).[1]

O quarto túnel na strada delle 52 gallerie do monte Pasubio, construído durante as batalhas da Primeira Guerra Mundial, é nomeado em sua homenagem.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cesare Battisti (geógrafo)
  • BIGUZZI, Stefano - Cesare Battisti. Milão: UTET, 2008

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.