Cesare Facchinetti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cesare Facchinetti
Cardeal da Santa Igreja Romana
Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais

Título

Cardeal-bispo de Ostia-Velletri
Ordenação e Nomeação
Ordenação Episcopal 9 de outubro de 1634
Cardinalato
Criação 13 de julho de 1643, pelo Papa Urbano VIII
Brasão
CoA Cardinals Facchinetti.svg
Dados Pessoais
Nascimento Estados Pontifícios Bolonha
17 de setembro de 1608
Falecimento Estados Pontifícios Roma
31 de janeiro de 1683 (74 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Cesare Facchinetti (17 de setembro de 1608 - 31 de janeiro de 1683) foi um cardeal italiano, Deão do Sagrado Colégio dos Cardeais.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Ludovico Facchinetti, 2.º marquês de Vianino, senador de Bolonha, o embaixador do regimento da cidade de Bolonha, antes da Santa Sé, e de Violante Correggio, condessa de Coenzo. Ele era o último membro masculino sobrevivente da família. Era sobrinho neto do Papa Inocêncio IX e sobrinho do cardeal Giovanni Antonio Facchinetti de Nuce.[1]

Vida religiosa[editar | editar código-fonte]

Foi a Roma em 1632. Feito referendário dos Tribunais da Assinatura Apostólica da Justiça e da Graça. Foi nomeado pelo Papa Urbano VIII secretário da Sagrada Congregação dos Bispos e Regulares. Também foi prelado da Sagrada Congregação do Bom Governo e de várias outras congregações romanas. Núncio extraordinário na Espanha para negociar uma liga dos príncipes cristãos contra os turcos, em 12 de maio de 1639.[1]

Episcopado[editar | editar código-fonte]

Eleito arcebispo-titular de Damieta, em 5 de setembro de 1639, foi consagrado em 9 de outubro, no convento de Princesa Doña Juana, Descalzas Reales, Madri, por Diego Castejón Fonseca, ex-bispo de Lugo, o governador da arquidiocese de Toledo, assistido por Timoteo Pérez Vargas, ex-bispo de Ispaã, e por Juan Alfonso Ocón, bispo de Yucatán. Núncio apostólico na Espanha, em 6 de setembro. É nomeado Secretário da Sagrada Congregação dos Bispos e Regulares, em 1642. Transferido para a Sé de Senigália, mantendo a denominação de arcebispo-titular de Damieta, em 18 de maio de 1643.[1]

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

Foi criado cardeal no consistório de 13 de julho de 1643 pelo Papa Urbano VIII, recebendo o barrete cardinalício e o título de Cardeal-presbítero de Santos Quatro Coroados em 31 de agosto.[1] Foi transferido para a Sé de Espoleto, mantendo a denominação de arcebispo-titular de Damieta, em 2 de agosto de 1655.

Em 24 de agosto de 1671, opta pelo título de São Lourenço em Lucina e torna-se o cardeal-protopresbítero.

Passa para a ordem dos cardeais-bispos, recebendo a Sé Suburbicária de Palestrina. Em 6 de fevereiro de 1679, passa a Sé Suburbicária de Porto e Santa Rufina, tornando-se também vice-decano do Sacro Colégio dos Cardeais.

Em 10 de dezembro de 1679, passa a ser o deão do Sacro Colégio dos Cardeais, passando a ser o titular da Sé Suburbicária de Ostia-Velletri, após a morte do cardeal Francesco Barberini, sênior.[1]

Faleceu em 30 de janeiro de 1683, em decorrência de cálculo renal em Roma. Sepultado na capela de Santa Teresa, na igreja de Santa Maria della Scala, em Roma.[1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Bernardino Spada
Archbishop CoA PioM.svg
Arcebispo-titular de Tamiathis

16391672
Sucedido por
Neri Corsini
Precedido por
Lorenzo Campeggi
Brasão episcopal
Bispo de Senigália

16431655
Sucedido por
Francesco Cherubini
Precedido por
Francesco Boncompagni
Cardeal
Cardeal-padre de Santos Quatro Coroados

16431671
Sucedido por
Francesco Albizzi
Precedido por
Lorenzo Castrucci
Brasão episcopal
Bispo de Spoleto

16551672
Sucedido por
Ludovico Sciamanna
Precedido por:
Rinaldo d’Este
Cardeal
Cardeal-padre de São Lourenço em Lucina

Sucedido por:
Carlo Rossetti
Cardeal protopresbítero
16711672


Precedido por
Rinaldo d’Este
Cardeal
Cardeal-bispo de Palestrina

16721679
Sucedido por
Alderano Cibo
Precedido por
Ulderico Carpegna
Cardeal
Cardeal-bispo de Porto e Santa Rufina

16791680
Sucedido por
Carlo Rossetti
Precedido por:
Francesco Barberini
Brasão arquiepiscopal
Cardeal-bispo de Óstia-Velletri

Sucedido por:
Niccolò Albergati Ludovisi
Deão do Sacro Colégio dos Cardeais
16801683