Cessna Skymaster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
336 Skymaster
337 Super Skymaster
Picto infobox aircraft.png
Cessna 337F Super Skymaster
Descrição
Tipo / Missão Transporte aéreo táctico
País de origem  Estados Unidos
Fabricante Cessna
Período de produção 1963-1982
Quantidade produzida 2993 unidade(s)
Introduzido em 1962
Variantes O-2 Skymaster (militar)
Conroy Stolifter versão STOL (1 construído)
Spectrum SA-550 versão STOL (2 construídos)
Tripulação 1 piloto
Passageiros 2 macas e 1 acompanhante ou 5 passageiro(s)
Especificações
Dimensões
Comprimento 9,09 m (29,8 ft)
Envergadura 12,1 m (39,7 ft)
Altura 2,34 m (7,68 ft)
Área das asas 18,7  (201 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 1 204 kg (2 650 lb)
Peso carregado 2 000 kg (4 410 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x Continental ou Rolls-Royce turbo comprimidos
Potência (por motor) 210 hp (157 kW)
Performance
Velocidade máxima 320 km/h (173 kn)
Velocidade de cruzeiro 232 km/h (125 kn)
Alcance (MTOW) 1 553 km (965 mi)
Teto máximo 5 945 m (19 500 ft)
Razão de subida 6.1 m/s
Notas
Na versão armada podem ser montados suportes nas asas para 4 lança foguetes ou 4 metralhadoras ou 4 bombas.

Cessna Skymaster é uma aeronave bimotor civil produzida nos Estados Unidos. Conta com a disposição dos motores em tandem, asa alta e trem retráctil.[1]

Pode transportar para além do piloto, cinco passageiros ou duas macas e um acompanhante.

É, normalmente, conhecido pela alcunha do Puxa-Empurra, devido às suas hélices tractora e motora.

Emprego na Força Aérea Portuguesa[editar | editar código-fonte]

FTB em serviço na FAP

A Força Aérea Portuguesa encomendou 40 aeronaves fabricadas sob licença pela empresa francesa Reims (por isso denominadas Reims-Cessna FBT-337), para serem empregues na Guerra do Ultramar, acabando por receber apenas 32 unidades. Este tipo de aeronave tinha como destino primário substituir os North-American T-6 na função de Reconhecimento Armado e de complementar os Dornier Do 27 nas funções de Ligação, Comando Aéreo e Comunicações.

Como as primeiras aeronaves entraram ao serviço em Dezembro de 1974, depois da revolução de 25 de Abril, já não chegaram a ser enviados para África.

Actualmente este tipo de aeronave utilizado pela Esquadra 502, colocada na Base Aérea Nº1 para missões de transporte aéreo táctico e de instrução de pilotagem em aviões plurimotores.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Força Aérea Portuguesa

Referências

  1. Wood, Derek: Jane's World Aircraft Recognition Handbook, pág. 471. Jane's Publishing Company, 1985. ISBN 0-7106-0343-6
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cessna Skymaster
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.