Chá de hibisco

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Um copo de Água de Jamaica

O chá de hibisco, especialmente o que é feito com as flores do Hibiscus sabdariffa, conhecido como vinagreira no Brasil, e como “sorrel” ou “roselle”, ou ainda “karkaday” noutras línguas, é uma bebida conhecida em todo o mundo. No Brasil terá sido introduzida com o nome de “água de Jamaica” a partir de novelas mexicanas.

Na África ocidental, o “jus de bissap” é popular em todos os países e vendido como refresco nas ruas. É baseado num chá de flores de hibisco, hortelã, baunilha e sumo de laranja ou doutros frutos e servido com gelo; é por vezes considerado a “bebida nacional do Senegal”. [1]

Na Itália, o chá, conhecido como "carcade" ou "chá italiano" é geralmente bebido frio e açucarado Muitas vezes, com suco de limão espremido na hora. Introduzido enquanto a Eritreia foi uma colônia italiana (1860-1941), uma vez que seu uso era muito mais difundido. Mussolini promoveu o hábito de beber chá em vez de "arcade inglese", após as penalidades para a guerra na Etiópia que atingiu a Itália.

Referências