Chang'e 3

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Current event marker.png
Este artigo ou seção contém material sobre uma missão espacial atual.
As informações podem mudar durante o progresso da missão.
CELstart-rocket.png
Chang'e 3
Chang'e3Moon.jpg
Chang'e 3 na Lua fotografada pelo rover Yutu
Operação República Popular da China AENC
Contratantes principais Shanghai Aerospace System Engineering Institute
Tipo de missão exploração lunar
Destino Lua
Lançamento 01 de dezembro de 2013 17:30 UTC
Local do Lançamento Centro Espacial de Xichang
Veículo de Lançamento Longa Marcha-3B
Data de inserção orbital 06 de dezembro de 2013 09:53 UTC
Duração da missão módulo aterrissador 1 ano
rover 3 meses (previsão)
Fim da missão 1 de março de 2014 (previsão)
Designação COSPAR 2013-070A
Massa de pouso 1.200 kg
do rover 140 kg


Chang'e 3 (chinês simplificado: 嫦娥三号, pinyin: Cháng'é Sānhào) é uma missão de exploração lunar não-tripulada chinesa, realizada pela Administração Espacial Nacional da China, a terceira do programa espacial Chang'e e a primeira dotada de um módulo de alunissagem e de um rover. Ao contrário das duas missões anteriores, Chang'e 1 e Chang'e 2, projetadas apenas para entrar em órbita da Lua, esta missão teve o objetivo de pousar pela primeira vez uma sonda chinesa no solo lunar.

A missão foi lançada em 1 de dezembro de 2013 do Centro Espacial de Xichang, no sudoeste da China, por um foguete Longa Marcha–3B [1] como parte da segunda fase do Programa Chinês de Exploração Lunar, que culminará com o pouso de uma nave tripulada entre 2025 e 2030 na superfície do satélite.[2] O rover de exploração do solo lunar tem o nome de "Coelho de Jade" ou Yutu e foi assim batizado após uma grande votação pela Internet, um nome que tem origem no mito chinês sobre a existência de um coelho branco que viveria na Lua.[3]

A sonda pousou com sucesso na Lua às 14:11 (UTC) de 14 de dezembro, duas semanas após seu lançamento e oito dias após entrar em órbita lunar.[4]

Origens[editar | editar código-fonte]

O programa Chang'e teve início em 24 de outubro de 2007 com o lançamento da primeira sonda não-tripulada, a Chang'e 1, que entrou em órbita lunar em 5 de novembro daquele ano[5] e operou até 1 de março de 2009, quando foi intencionalmente derrubada sobre o satélite.[6] Os dados levantados pela sonda ajudaram a criar um mapa em 3-D de alta resolução de toda a superfície. A ela seguiu-se a Chang'e 2, lançada em 1 de outubro de 2010, que fez pesquisas de solo a partir de uma órbita de 100 km de altitude, preparando o terreno para a futura alunissagem da Chang'e 3. Em 2012 esta sonda foi deorbitada da Lua e redirecionada para uma missão posterior ao redor do asteróide 4179 Toutatis.[7]

Assim como as anteriores, a Chang'e 3 é uma missão precursora do programa que abre caminho para uma futura missão não-tripulada que deverá recolher material lunar e trazê-lo de volta à Terra,[8] e o posterior envio de uma missão humana tripulada a partir de 2025.[9]

Missão[editar | editar código-fonte]

Módulo de alunissagem[editar | editar código-fonte]

Em março de 2012, a AENC começou a construção do módulo, que fará pesquisas no solo independentes do rover e de sua missão móvel.[10] Ele é equipado com um gerador termoelétrico de radioisótopos que produz a energia suficiente para os três meses planejados de operação. O módulo possui uma massa de 1200 kg e carrega sete equipamentos científicos e câmeras. Além de pesquisar o solo e a atmosfera lunares, ele também fará imagens da Terra e de outros corpos celestes a partir da Lua.[8] Para isso, ele está equipado com um telescópio astronômico que contém uma câmera de raios ultra-violeta de alta energia. Ele será o primeiro observatório lunar, fazendo estudos contínuos por longos períodos de corpos celestes, para estudar sua variação de luz e o baixo sistema galáctico de coordenadas. Através desta câmera, o módulo também fará estudos sobre como a atividade solar afeta a ionosfera perto da Terra.[11]

Rover[editar | editar código-fonte]

O Yutu visto da Chang'e 3 em solo lunar. (Xinhua / CCTV News)

A Chang'e 3 incorpora um rover ao módulo de alunissagem, chamado Yutu (Coelho de Jade em português). Ele foi desenhado para fazer pesquisas no solo e explorar o satélite de maneira independente. Seu desenvolvimento começou a ser feito em 2002, no Instituto de Engenharia de Sistemas Aeroespaciais de Xangai e foi completado em 2010. Ele possui seis rodas, tem 1,5 m de altura e pesa aproximadamente 120 kg, com uma capacidade de carga de até 20 kg;[8] pode transmitir imagens ao vivo pela televisão e tem a capacidade de cavar e fazer análises simples de amostras do solo. Pode também se mover em inclinações e tem sensores automáticos que previnem o choque com outros objetos.

A energia do rover é suprida através de painéis solares e foi planejado para uma missão de três meses, com a exploração de uma área de 3 km² ao redor do módulo de alunissagem, chegando, em linha reta, a uma distância máxima de 10 km da base fixa. Ele carrega em sua parte inferior um radar capaz de fazer pesquisas no solo a até 30 m de profundidade e de investigar a estrutura da crosta lunar a até centenas de metros.[11] Também carrega um espectrômetro de raios X e de raios infravermelhos.

Local de pouso[editar | editar código-fonte]

Local do pouco da Chang'e 3 comparado com todos os pousos anteriores na Lua, tripulados e não-tripulados

Os dados topográficos coletados pelas sondas Chang'e 1 e Chang'e 2 foram usados para selecionar um local de pouso para a Chang'e 3. Ela foi programada para alunissagem na área conhecida como Sinus Iridum (latim para "Baía do Arco-íris"), a 44º de latitude norte, uma planície de lava basáltica que forma a extensão noroeste do Mare Imbrium.[12] Este foi o primeiro pouso de uma sonda no satélite desde 1976, quando a soviética Luna 24 pousou na Lua, quebrando um intervalo de 37 anos na exploração da superfície lunar.[13]

Pouso[editar | editar código-fonte]

A Chang'e 3 entrou em órbita da Lua a 100 km de altitude em 6 de dezembro, cinco dias após seu lançamento da Terra. O pouso, feito com a ajuda de 28 pequenos propulsores que controlavam a desaceleração,[14] ocorreu às 14:11 (UTC) de 14 de dezembro, 30 minutos antes do previsto, fazendo da China o terceiro país a realizar um pouso controlado no satélite, após a União Soviética e os Estados Unidos. Apesar de programado anteriormente para ser feito em Sinus Iridum, o pouso acabou acontecendo 40 km ao sul da cratera Laplace A, na borda do Mare Imbrium, já fora de Iridum.[15] Logo após o pouso, a nave abriu seus painéis solares e transmitiu uma imagem do solo à sua frente.[4] Sete horas após o pouso, o rover Yutu desembarcou da sonda rolando no solo lunar.[16]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. China launches its first moon rover, the “Jade Rabbit” CBS News (1 de dezembro de 2013). Visitado em 02/12/2013.
  2. Leonard, David. China Readying 1st Moon Rover for Launch This Year Space.com. Visitado em 02/12/2013.
  3. Ramzy, Austin. China to Send ‘Jade Rabbit’ Rover to the Moon The New York Times. Visitado em 02/12/2013.
  4. a b Sonda chinesa que leva jipe-robô à Lua pousa com sucesso Folha de S Paulo. Visitado em 14/12/2013.
  5. China's 1st moon orbiter enters Earth orbit ChinaView. Visitado em 02/12/2013.
  6. China's lunar probe Chang'e-1 impacts moon ChinaView. Visitado em 02/12/2013.
  7. Lakdawalla, Emily. Update on yesterday's post about Chang'E 2 going to Toutatis The Planetary Society. Visitado em 02/12/2013.
  8. a b c Chang’e-3: China To Launch First Moon Rover In 2013 AsianScientist. Visitado em 02/12/2013.
  9. China considering manned lunar landing in 2025-2030 ChinaView. Visitado em 02/12/2013.
  10. China Starts Manufacturing Third Lunar Probe Xinhuanet. Visitado em 02/12/2013.
  11. a b 欧阳自远:嫦娥三号明年发射将实现着陆器与月球车联合探测 (em chinês) Xinhuanet. Visitado em 02/12/2013.
  12. China To Launch Second Lunar Probe In 2010 SpaceDaily. Visitado em 02/12/2013.
  13. Luna 24 NASA. Visitado em 02/12/2013.
  14. China’s Chang’e-3 and Jade Rabbit duo land on the Moon NASA Spaceflight.com. Visitado em 14/12/2013.
  15. Chang'e 3 has successfully landed on the Moon! Planetary Society. Visitado em 18/12/2013.
  16. Kremer, Ken. China’s Maiden Lunar Rover ‘Yutu’ Rolls 6 Wheels onto the Moon Universe Today. Visitado em 15/12/2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]