Chaosium

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Chaosium Inc. é uma das editoras de RPG mais antigas ainda em atividade. Fundada por Greg Stafford, seu primeiro jogo foi na verdade um wargame, chamado White Bear and Red Moon (Urso Branco e Lua Vermelha), publicado em 1975. Depois o jogo foi revisado e republicado em 1981 com o nome Dragon Pass, chegando a ter uma expansão, o Nomad Gods. White Bear and Red Moon é notável por conter o primeiro material publicado sobre o mundo de Glorantha, mais tarde usado como cenário oficial dos jogos de roleplaying RuneQuest, Hero Wars e HeroQuest. A Chaosium é também a editora de Call of Cthulhu, baseado nas histórias de H.P. Lovecraft.

História[editar | editar código-fonte]

As regras do RuneQuest, o primeiro RPG da Chaosium, foram destiladas em um formato mais genérico e universal, conhecido depois como Basic Roleplaying (BRP), ou Sistema d100. Estas regras genéricas formaram a base de muitos RPGs posteriores da Chaosium, tais como Call of Cthulhu, Stormbringer, Nephilim e Ringworld.

A Chaosium e Greg Stafford também foram responsáveis pelo jogo Pendragon, um RPG na época arturiana, agora publicado pela White Wolf através da Arthaus Publishing Inc, seu braço para jogos estrangeiros e menos populares. Outros jogos de nota incluem Mythos, Elfquest, Worlds of Wonder, Superworld, Hawkmoon, Stormbringer e o frequentemente esquecido Prince Valiant (jogo no universo do Príncipe Valente).

Diversos autores notáveis de RPG escreveram materiais para a Chaosium, incluindo Steve Perrin, Sandy Petersen, Lynn Willis, Keith Herber, David Conyers, Ken St. Andre e David A. Hargrave.

Revistas[editar | editar código-fonte]

A Caosium publicou três revsitas, todas já extintas, para promover seus produtos:

  • Wyrm's Footnotes, com quatorze edições publicadas de 1976 a 1995. Inicialmente com material de suporte para White Bear and Red Moon, mas a partir de sua 11a edição, em 1981, tornou-se a revista oficial de RuneQuest[1] .
  • Different Worlds, quarenta e sete edições bimestrais publicadas entre 1979 e 1987[2] .
  • Starry Wisdom, uma revista com temática nos mundos de H. P. Lovecraft, com apenas três edições, todas em 1997[3] .

Distribuição[editar | editar código-fonte]

Alguns produtos da Chaosium foram traduzidos para o francês, português, japonês, alemão, espanhol e italiano. Sendo publicados na França pela Jeux Descartes, na Alemanha pela Pegasus Press, na Espanha pela Joc Internacional e pela La factoría de idéias, e na Itália pela Stratelibri e pela Grifo Edizioni.

Em meados da década de 1980, a Chaosium entrou em um arranjo complexo com a Avalon Hill para esta publicar material de RuneQuest, enquanto a Chaosium mantinha controle editorial sobre o mundo de Glorantha, para dar suporte ao jogo da Avalon Hill. Apesar deste acordo ter permitido a sobrevivência da empresa, ele também permitiu que RuneQuest definhasse lentamente, levando a produtos de qualidade questionável, longos intervalos sem nenhum produto publicado e, eventualmente, a morte do jogo por completo.

Fracassos Editoriais[editar | editar código-fonte]

Em resposta à popularidade de jogos de cartas colecionáveis após o surgimento de Magic: The Gathering, a Chaosium lançou o jogo de cartas Mythos, já descontinuado.

Em fins da década de 1990, a Chaosium se viu dividida em várias empresas menores, cada qual mantendo foco em algumas linhas de produtos da companhia. A Green Knight Publishing foi formada para focar no Pendragon, a Chaosium manteve o Call of Cthulhu, Stormbringer, e Mythos, enquanto Greg Stafford fundou a Issaries, para publicar HeroQuest e trazer de volta o mundo de Glorantha. Charlie Krank tornou-se presidente quando Greg Stafford deixou a empresa.

Referências

  1. Wyrm's Footnotes #1-14 (em inglês) Magazine Indices: Glorantha.. Página visitada em 29 de fevereiro de 2012.
  2. Different Worlds (em inglês) RPG.net.. Página visitada em 29 de fevereiro de 2012.
  3. Starry Wisdom (em inglês) Chaosium Inc Website Oficial.. Página visitada em 29 de fevereiro de 2012.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]