Charles Barbier

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nicolas-Charles-Marie Barbier de la Serre (Valenciennes, 18 de maio de 1767 - 1841) foi um capitão no Exército Francês durante o início do século XIX.[1]

Barber era era um oficial de artilharia e passava muito tempo na linha da frente, pelo que usar uma lamparina para escrever/ler as mensagens que recebia/enviava durante a noite era perigoso, pois corria o risco de se expor ao fogo inimigo. Por esse motivo criou um código que consistia numa série de pontos salientes numa folha de papel, que podia ser utilizado para comunicar silenciosamente e sem luz, conhecido como sonografia.[2] No entanto, o sistema foi rejeitado pelos militares, que o consideraram demasiado complicado.[carece de fontes?]

Em 1823, Barbier visitou o Instituto Nacional dos Jovens Cegos em Paris, onde o seu sistema foi bem recebido. Entre os alunos que assistiram a esta apresentação encontrava-se Louis Braille, então com quatorze anos, que se interessou pelo sistema e apresentou algumas sugestões com vista ao seu aperfeiçoamento. Face à recusa de Barbier em fazer quaisquer alterações ao seu sistema, Braille modificou o sistema ele próprio e criou o sistema de escrita padrão para deficientes visuais usado até aos dias de hoje, o Braille.[2]

Referências

  1. Braille Invents His Code (em inglês) 200 Years: The Life and Legacy of Louis Braille American Foundation for the Blind. Visitado em 10 de abril de 2013.
  2. a b Le Braille (em francês) Ministère de l'Economie, des Finances et de l'Industrie (2008-04-08). Visitado em 10 de abril de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.