Charles Bunbury

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sir Charles James Fox Bunbury (Messina, 4 de fevereiro de 1809Bury, Suffolk, 18 de junho de 1886), 8.º baronete de Bunbury (Oxon), foi um naturalista inglês que se notabilizou nos campos da botânica e da paleontologia, com estaque para o estudos das marcas vegetais encontradas em carvões.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Messina, primeiro filho de Sir Henry Bunbury, 7.º baronete de Bunbury, e de Louisa Amelia Fox. Foi educado no Trinity College da Universidade de Cambridge[1] . Casou com Frances Joanna Horner, filha de Leonard Horner, a 31 de Maio de 1844, em Londres, não tendo filhos[2] .

Foi juiz de paz e delegado régio em Suffolk, sendo nomeado em 1868 para o cargo de High Sheriff de Suffolk.

Dedicou-se ao estudo das ciências naturais, sendo um botânico diligente e um geólogo especializado na paleontologia e na paleobotânica. Colectou espécimes de plantas em expedições à América do Sul (1833) e à África do Sul (1838). Acompanhou o seu amigo Sir Charles Lyell, pioneiro da geologia, numa expedição à ilha da Madeira.

Foi eleito sócio (fellow) da Royal Society em 1851.

Faleceu em Barton Hall, Bury, Suffolk no ano de 1886 e foi sucedido no seu título pelo seu irmão mais novo, Sir Edward Herbert Bunbury, 9.º baronete Bunbury.

Notas

  1. Bunbury, Charles James Fox in Venn, J. & J. A., Alumni Cantabrigienses, Cambridge University Press, 10 vols, 1922–1958.
  2. The Peerage.com.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]