Charles Burns

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Burns
Sollies Ville - Charles Burns - P1200291.jpg

Nascimento 27 de Setembro de 1955 (58 anos) Washington, D.C.  Estados Unidos
Nacionalidade amerciano
Área(s) de atuação
Escritor
Diretor
Ilustrador
Roteirista
Cartunista
Trabalhos de destaque Black Hole

Charles Burns (nascido em 27 de setembro de 1955) é um cartoonista americano, ilustrador e diretor de cinema. Burns é conhecido pelo seu meticulosa arte-final em alto contraste e histórias assustadoras.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Mora em Filadélfia com a sua esposa, a pintora Susan Moore, e duas filhas pequenas, Ava e Rae-Rae. Seu pai era um oceanógrafo do governo. A família mudava-se com freqüência, tendo morado no Colorado, Maryland e Missouri antes de se estabelecer em Seattle, quando Burns estava na quinta série.

Trabalho[editar | editar código-fonte]

Os primeiros trabalhos de Charles Burns incluem ilustrações para o fanzine Sub Pop, mas ele ganhou notoriedade quando seus quadrinhos foram publicados pela primeira vez nas primeiras edições da RAW, revista avant-garde de quadrinhos fundada em 1980 por Françoise Mouly e Art Spiegelman[1] .

A maioria dos contos de Burns, publicados em vários edições ao longo das décadas, foram posteriormente recolhidos nos três volumes da "Biblioteca de Charles Burns":

  • El Borbah (1999);
  • Big Baby (2000);
  • e Skin Deep (2001)

Um quarto e último volume, "Bad Vibes", ainda não foi publicado.

De 1993 a 2004, ele publicou os 12 capítulos da sua premiada graphic novel Black Hole, ganhadora do Eisner Award de Melhor Álbum de 2006, e de nove Harvey Awards[2] . Em outubro de 2005, ele lançou uma coleção um pouco "remasterizada" de Black Hole em capa dura. Em 2007, Burns contribuíram com material para a antologia de aimações de terror francês chamada "Peur(s) Du Noir" (ou no inglês, Fear(s) of the dark)[3] .

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Entrevistas[editar | editar código-fonte]

Referências