Charles Frederick Worth

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Frederick Worth
Nome completo Charles Frederick Worth
Nascimento 13 de outubro de 1825
Bourne,  Inglaterra
Morte 10 de março de 1895 (69 anos)
Paris,  França
Nacionalidade Inglaterra Inglês
Ocupação Estilista

Charles Frederick Worth (Bourne, 13 de outubro de 1825Paris, 10 de março de 1895)} é considerado como o "Pai da alta-costura" e dos desfiles de moda com modelos. Foi um costureiro inglês do século XIX.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em sua juventude, Worth trabalhou como aprendiz na casa Swan & Edgar (comerciantes de tecidos) em Londres.[1] Em 1846, mudou-se para Paris, e, após doze anos trabalhando para um atacadista de seda, começou a trabalhar como costureiro em sociedade com um sueco chamado Bobergh. Seu talento como estilista chamou a atenção da imperatriz Eugénia, esposa de Napoleão III, e, através dela, de toda a alta sociedade parisiense.[2]

Após a Guerra Franco-Prussiana, durante a qual ele transformou a própria casa em hospital militar, o sócio se retirou e ele continuou o negócio com a ajuda dos filhos, John e Gaston, ambos naturalizados franceses. Em seu apogeu, a Maison Worth chegou a empregar 1200 pessoas e ditou os padrões da moda de toda a Europa.

Worth foi o criador de desfiles de moda com modelos humanas e teve ajuda de sua esposa Marie Vernet .

A Casa Worth[editar | editar código-fonte]

[carece de fontes?] "A casa de alta-costura de mais prestígio em Paris no início do século era a Casa Worth (nessa época nas mãos do filho do fundador, Jean-Phillipe e Gaston). A Worth vestia uma elite rica, que incluía a realeza européia, herdeiras estadunidenses e atrizes famosas. Suas criações do início da década eram ostensivamente caras, e às vezes tinham uma exuberância quase vulgar, que as anunciava como modelos da Worth e as identificava quem as vestia como mulheres associadas à riqueza e poder. Com filial em Londres, onde o poder de compra era consideravelmente alto." - trechos retirados do livro "Moda do Século XX", de Valerie Mendes e Amy de La Haye.

Charles Frederic Worth, também foi o idealizador da haute couture (alta costura). Essa denominação goza de uma proteção juridica e deve respeitar critérios estabelecidos, que são definidos pela Câmera de Comércio e Industria de Paris. São regras que somente os nomes aprovados anualmente por uma comissão do Ministério da Industria, (Chambre Syndicale de La Houte), tem a permissão de usar tal título. - Produzir moda de alta qualidade e exclusiva, sob encomenda para cliente particulares. - Ter atelie em Paris com pelo menos 15 funcionários fixo em tempo integral. - Apresentar coleções inéditas duas vezes ao ano, com pelo menos 35 looks no total, sendo dia e noite. - Hoje nem todos são mais sediados em Paris. Resumidamente são essas as principais exigências da haute couture.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Valerie Mendes. A MODA DO SECULO XX (em Português). 2ª ed. [S.l.]: Martins Fontes - WMF, 2009. 314 p. ISBN 9788578270834

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.