Charles Hatchett

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Hatchett
Química
Nacionalidade Reino Unido Britânico
Nascimento 2 de janeiro de 1765
Local Londres
Morte 10 de março de 1847 (82 anos)
Local Londres
Atividade
Campo(s) Química
Instituições Museu Britânico
Conhecido(a) por Nióbio
Prêmio(s) Medalha Copley (1798)

Charles Hatchett (Londres, 2 de janeiro de 1765 — Londres, 10 de março de 1847) foi um químico inglês, que descobriu o elemento químico nióbio.[1]

Em 1801, trabalhando para o Museu Britânico em Londres, analisou um pedaço do mineral columbita da coleção do museu. A columbita revelou-se um mineral complexo, porém Hachett descobriu que continha uma “terra nova” que implicava na existência de um novo elemento. Hatchett denominou este elemento de ‘’columbium’’ (Cb). Em 26 de novembro deste mesmo ano anunciou a sua descoberta perante a Royal Society. O elemento posteriormente foi redescoberto e renomeado como “niobium’’ (Nb).

Mais tarde encerrou seus trabalhos como químico e dedicou-se em tempo integral aos negócios da família.

Prêmio Charles Hatchett[editar | editar código-fonte]

O Institute of Materials, Minerals and Mining (Londres) concede anualmente, a partir de 1979, o “Prêmio Charles Hatchett” ao químico "autor do melhor artigo sobre ciência e tecnologia do nióbio e das suas ligas."[2]

Referências

  1. http://www.jstor.org/pss/3557720 Charles Hatchett, químico descobridor do Nióbio
  2. Charles Hatchett Award (em inglês)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
George Atwood
Medalha Copley
1798
com George Shuckburgh-Evelyn
Sucedido por
John Hellins