Charles Kingsley

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Kingsley
Charles Kingsley
Nascimento 12 de junho de 1819
Dartmoor,  Inglaterra
Morte 23 de janeiro de 1875 (55 anos)
Eversley,  Inglaterra
Nacionalidade Inglesa
Ocupação escritor

Charles Kingsley (Dartmoor, 12 de junho de 1819Eversley, 23 de janeiro de 1875) foi um romancista inglês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Kingsley nasceu no vilarejo de Holne, em Dartmoor, Devon, segundo filho do reverendo Charles Kingsley e sua esposa Mary. Seu irmão Henry Kingsley também tornou-se romancista.

Kingsley cresceu em Clovelly, Devon e em Barnack, Northamptonshire; estudou em Helston Grammar School [Escola de Gramática Helston] antes de frequentar o King's College London e a Universidade de Cambridge. Em 1839, conheceu Frances ‘Fanny’ Grenfell, pela qual se apaixonou, casando-se em 1844. Em 1842, decidiu seguir a profissão de ministro da igreja. Em 1844, foi reitor (sacerdote paroquial) de Eversley, Hampshire e em 1860 foi nomeado Regius Professor de História Moderna na Universidade de Cambridge.

Em 1869, desistiu do magistério e, de 1870 a 1873, foi cônego da catedral de Chester. Lá, fundou a Sociedade de Ciências Naturais, Literatura e Artes de Chester, que teve grande importância na criação do Grosvenor Museum. Em 1872, aceitou a presidência do Instituto de Birmingham e Midland, tornando-se seu 19º presidente. Kingsley morreu em 1875 e foi sepultado em St Mary's Churchyard, Eversley.

Obra literária[editar | editar código-fonte]

O interesse de Kingsley por história aparece em vários de suas obras, incluindo The Heroes (1857) (Os heróis), um livro infantil sobre mitologia grega e vários outros romances, dos quais os mais conhecidos são Hypatia (1853) (Hipácia), Hereward the Wake (1865) e Westward Ho! (1855).

Sua preocupação com temas de reforma social é ilustrada no seu grande clássico infantil The Water-Babies (1863): um conto-de-fadas sobre um menino limpador de chaminés. Este livro manteve sua grande popularidade até a década de 1920.

Kingsley foi influenciado por escritores e pensadores de sua época, tais como Frederick Denison Maurice e George MacDonald. Como romancista, sua principal faculdade consiste em seu poder descritivo. Ele escreveu também poesia, ensaios políticos e vários volumes de sermões.

Lista de obras[editar | editar código-fonte]

  • Alton Locke (1849)
  • Yeast (1849) [Fermento]
  • Hypatia (1853) (Hipácia)
  • Glaucus, or the Wonders of the Shore [Glaucus, ou as maravilhas da praia] (1855)
  • Westward Ho! [Para oeste, avante!] (1855)
  • The Heroes, Greek fairy tales [Os heróis: contos de fadas gregos] (1856)
  • Two Years Ago [Há dois anos] (1857)
  • The Water-Babies (1863)
  • Hereward the Wake (1866)
  • The Hermits (1869) [Os eremitas]
  • Madam How and Lady Why (1869) [Madame Como e Senhora Por Que]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Charles Kingsley


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles Kingsley