Charles Léo Lesquereux

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Léo Lesquereux
Botânica, briologia
Charles Léo Lesquereux, em 1864.
Nacionalidade Flag of Switzerland.svg suíça
Nascimento 18 de novembro de 1806
Local Fleurier, Suíça
Morte 25 de outubro de 1889 (82 anos)
Local Columbus, EUA
Atividade
Campo(s) Botânica, briologia
Instituições Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos

Charles Léo Lesquereux (Fleurier, 18 de novembro de 1806 - Columbus, 25 de outubro de 1889) foi um explorador, paleobotânico e briólogo suíço [1] .

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era filho de Aimé (huguenote francês) e de Marie Anne Lesquereux. Embora com alto grau de surdez finalizou seus estudos na "Academia de Neufchatel", especializando-se em fósseis e em musgos. Ali conheceu sua futura esposa, Sophia von Reichenberg.

Como especialista em pântanos, trabalhou para o governo suíço de 1844 a 1848, antes de instalar-se em Boston, EUA. Lá continuou o trabalho técnico de Louis Agassiz (1807-1873) sobre a formação da hulha.

Chegou aos Estados Unidos em 1848 completamente surdo. Lá conduziu as pesquisas sobre os depósitos de carvão em Illinois, Indiana, Mississippi e Kentucky. Foi colaborador de William Starling Sullivant em seus estudos de briologia, já que era um especialista em fósseis botânicos. Participou em nove expedições botânicas pelos Estados Unidos [2]

Foi membro da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Description of the Coal Flora of the Carboniferous Formation in Pennsylvania and Throughout the United States. Três vols. 1880-1884
  • Icones Muscorum. Dois vols (1864)
  • Com W. S. Sullivant, publicou duas edições de um tratado denonominado Musci Exsiccati Americani (1856, 1865)

Homenagens[editar | editar código-fonte]

O gênero botânico Lesquerella da família Brassicaceae foi nomeado em sua honra.

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Brummitt RK; Powell CE. (1992). Authors of Plant Names. Royal Botanic Gardens, Kew. ISBN 1-84246-085-4.
  • Allen G. Debus (dir.) (1968). World Who’s Who in Science. A Biographical Dictionary of Notable Scientists from Antiquity to the Present. Marquis-Who’s Who (Chicago) : xvi + 1855 p.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Botânicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Wikipedia-pt-hist-cien-logo.png Portal de história da ciência. Os artigos sobre história da ciência, tecnologia e medicina.