Charles Péguy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Péguy

Charles Péguy (Orleães, 7 de Janeiro de 18735 de Setembro de 1914), foi um escritor francês[1] .

Foi o fundador de Cahiers de la Quinzaine em 1900.

Faleceu na Batalha do Marne.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Jeanne d' Arc (1897)
  • Notre Patrie (1905)
  • Situations (1907–1908)
  • Notre Jeunesse (1909) - Defense of Alfred Dreyfus.
  • Clio, dialogue de l'histoire et de l'âme païenne (1909–1912)
  • Le Mystère de la charité de Jeanne d'Arc (1910)
  • Victor-Marie, comte Hugo (1911)
  • L'Argent (1912)
  • Le Porche du mystère de la deuxième vertu (1912)
  • Le Mystère des saints Innocents (1912)
  • La Tapisserie de sainte Geneviève et de Jeanne d'Arc (1913)
  • La Tapisserie de Notre-Dame (1913)
  • Ève (1913)
  • Note sur M. Bergson (1914)
  • Cahiers

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Charles Péguy (em inglês) Encyclopædia Britannica. Visitado em 15 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 17 de Abril de 2013.


Ícone de esboço Este sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

‎ ‎

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Charles Péguy