Charles Péguy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Charles Péguy

Charles Péguy (Orleães, 7 de Janeiro de 18735 de Setembro de 1914), foi um escritor francês[1] .

Foi o fundador de Cahiers de la Quinzaine em 1900.

Faleceu na Batalha do Marne.

Obra[editar | editar código-fonte]

  • Jeanne d' Arc (1897)
  • Notre Patrie (1905)
  • Situations (1907–1908)
  • Notre Jeunesse (1909) - Defense of Alfred Dreyfus.
  • Clio, dialogue de l'histoire et de l'âme païenne (1909–1912)
  • Le Mystère de la charité de Jeanne d'Arc (1910)
  • Victor-Marie, comte Hugo (1911)
  • L'Argent (1912)
  • Le Porche du mystère de la deuxième vertu (1912)
  • Le Mystère des saints Innocents (1912)
  • La Tapisserie de sainte Geneviève et de Jeanne d'Arc (1913)
  • La Tapisserie de Notre-Dame (1913)
  • Ève (1913)
  • Note sur M. Bergson (1914)
  • Cahiers

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Charles Péguy (em inglês). Encyclopædia Britannica. Página visitada em 15 de Abril de 2014. Cópia arquivada em 17 de Abril de 2013.


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.