Cheias de Charme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cheias de Charme
Encantadoras (Título Internacional)[1]
Cheias de Charme (BR)
Logotipo da telenovela
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Comédia
Musical
Duração 60 minutos
Criador(es) Filipe Miguez
Izabel de Oliveira
País de origem  Brasil

Inadequado para menores de 10 anos i DEJUS (Brasil) [2]

Idioma original Português
Produção
Diretor(es) Denise Saraceni
Elenco Taís Araújo
Leandra Leal
Isabelle Drummond
Cláudia Abreu
Ricardo Tozzi
Marcos Palmeira
Titina Medeiros
Humberto Carrão
ver mais
Tema de abertura "Ex Mai Love" - Gaby Amarantos
Tema de
encerramento
"Ex Mai Love" - Gaby Amarantos
Exibição
Emissora de
televisão original
Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 16 de abril de 2012 - 28 de setembro de 2012[3]
N.º de episódios 143
Cronologia
Último
Último
Aquele Beijo
Guerra dos Sexos
Próximo
Próximo
Programas relacionados Geração Brasil
Sem Lenço, sem Documento
Quatro por Quatro
Maria, Maria
As Três Marias
Celebridade

Cheias de Charme é uma telenovela brasileira produzida e exibida no horário das 19 horas pela Rede Globo, entre 16 de abril e 28 de setembro de 2012, em 143 capítulos,[4] substituindo Aquele Beijo e sendo substituída por Guerra dos Sexos.

Escrita por Filipe Miguez, Izabel de Oliveira, Daisy Chaves, Isabel Muniz, João Brandão, Lais Mendes Pimentel, Paula Amaral e Sérgio Marques, com a supervisão de texto de Ricardo Linhares. Teve direção de Allan Fiterman, Maria de Médicis, Natália Grimberg e Denise Saraceni, direção geral de Carlos Araújo e direção de núcleo de Denise Saraceni.[5] [6]

Contou com Taís Araújo, Leandra Leal, Isabelle Drummond, Ricardo Tozzi, Malu Galli, Marcos Palmeira, Humberto Carrão, Tato Gabus Mendes, Alexandra Richter, Bruno Mazzeo, Giselle Batista, Jonatas Faro, Aracy Balabanian, Jayme Matarazzo, Tainá Müller, Chandelly Braz, Titina Medeiros e Cláudia Abreu nos papéis principais.

Foi transmitida na SIC entre 25 de fevereiro e 20 de setembro de 2013, substituindo Aquele Beijo e sendo substituída por Sangue Bom.

Foi reapresentada no Novelão da Semana do Vídeo Show entre 1º de julho e 5 de julho de 2013 em 5 capítulos substituindo Cordel Encantado e sendo substituída meses depois pela minissérie Anos Dourados

Enredo[editar | editar código-fonte]

Trama principal[editar | editar código-fonte]

Três empregadas domésticas – Maria da Penha (Taís Araújo), Maria do Rosário (Leandra Leal) e Maria Aparecida (Isabelle Drummond) – são as protagonistas da trama que marcou a estreia de Filipe Miguez e Izabel de Oliveira como autores titulares da TV Globo. Além da relação entre patroas e empregadas, a trama também mostrou os desafios das mulheres contemporâneas, que precisam conciliar trabalho e família, e o poder de comunicação da internet.

As três se conhecem na prisão. Penha, empregada doméstica de Chayene (Cláudia Abreu), uma famosa cantora piauiense de eletroforró, denuncia a patroa por agressão; Rosário, cozinheira do bufê do seu Malaquias (Cláudio Tovar), é detida ao invadir o camarim do cantor Fabian (Ricardo Tozzi); e Cida, empregada na casa da família Sarmento, envolve-se em uma briga após flagrar o namorado, Rodinei (Jayme Matarazzo), aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz). As três domésticas vão para a delegacia. Por causa da demora no atendimento, elas começam a reclamar e acabam sendo presas por desacato à autoridade. Atrás das grades, elas lembram o dia ruim que tiveram e Rosário sugere que todas façam um pacto para somar forças e melhorar de vida: “Dia de empreguete, véspera de madame”, diz. Todas topam. E logo deixam a prisão.

Maria da Penha mora no Borralho, bairro fictício próximo a Jacarepaguá, zona oeste do Rio de Janeiro, com seu marido Sandro (Marcos Palmeira), o filho Patrick (MC Nicollas) e os irmãos Alana (Sylvia Nazareth) e Elano (Humberto Carrão), que ela criou quando seus pais desapareceram. Sandro era pedreiro, até sofrer um acidente de trabalho – caiu de um andaime –, e isso virou desculpa para não fazer mais nada. Ele dá muita dor de cabeça para a mulher, chegando a se envolver com agiotas e a investir o pouco dinheiro da família em trambiques. Por conta disso, o casamento deles vive em crise. Penha é cozinheira de mão-cheia, honesta e caprichosa, que construiu a casa onde mora e nunca deixou faltar nada para o filho e os irmãos. Até ajudou Elano a se formar no curso de direito. No serviço, porém, ela não tem paz, afinal trabalha na casa de Chayene, uma patroa que não economiza nos insultos. A piauiense é a rainha do eletroforró. Fez fama com a canção Xote da Brabuleta e é conhecida por seu jeito extravagante de se vestir e de falar. Ela é do tipo que maltrata os que a contrariam e só se aproxima das pessoas por interesse. Autointitula-se “brabuleta-mor”; carinhosamente chama Fabian, cantor lançado por ela, de “frango”; e suas domésticas são “curicas”. Seu braço-direito é Laércio (Luiz Henrique Nogueira), seu ex-marido. Chayene se separou dele quando começou a colher os frutos da fama, que, curiosamente, ele a ajudou a construir. Louco por ela, Laércio mantém-se ao lado da cantora, zelando para que ela fique bem. Os contratos de shows são fechados por Tom Bastos (Bruno Mazzeo), a raposa do meio artístico, também empresário de Fabian.

O último ataque de Chayene – ela jogou sopa na cara de Penha – rendeu processo jurídico. A doméstica ligou para o programa de rádio Bom Dia, D. Maria e contou, ao vivo, o que sua patroa havia lhe aprontado. Foi um bafafá, que virou notícia em todos os jornais. O assunto foi parar na justiça. De um lado Chayene, protegida por Dra. Lygia (Malu Galli), advogada de um dos melhores escritórios de advocacia da cidade. De outro, Elano, advogado recém-formado e irmão de Penha. A defesa tentava um acordo, e a acusação brigava pela indenização: “Perdão da Chayene não paga as minhas contas”, dizia Penha. Estava claro que as duas não chegariam ao acordo.

Lygia fica impressionada com a sinceridade e a disposição de Penha, que trabalha para sustentar a família sozinha. Durante o julgamento, a doméstica contou todos os desaforos que escutou durante os anos que trabalhou para Chayene. Por conta de tudo isso, Lygia não acha justo brigar para que Penha não seja indenizada, e sim processada por calúnia. Depois de muitas brigas, Chayene se surpreende com a decisão da juíza: Jociléia Imbuzeiro Migon, vulgo Chayene, é condenada a pagar 20 salários mínimos a Penha pelos danos sofridos. E ainda é condenada a seis horas de prestação de serviços à comunidade do Borralho, em atividade ligada à limpeza e a saneamento.

Lygia e Penha vivem situações muito semelhantes. Na casa da doméstica, Patrick vive reclamando que a mãe não tem tempo para ele. Os filhos de Lygia têm a mesma queixa. O espanhol Alejandro (Pablo Bellini), marido da advogada, não é tão encostado quanto Sandro, mas dinheiro só sai da bolsa da esposa. A diferença é que Alejandro é um bom pai para Manuela (Beatriz Petrenchunk) e um bom padrasto para Samuel (Miguel Roncato). O mesmo não se pode dizer de Sandro, um mau exemplo para o filho. Tocada com o caso de Penha, Lygia a contrata para trabalhar em sua casa. Só que Penha não consegue ficar muito tempo lá, por se sentir incomodada com o assédio do patrão. A advogada nem desconfia da real razão da saída de Penha.

Maria do Rosário passou parte da infância num orfanato. Aos 10 anos, o garçom Sidney Monteiro (Daniel Dantas) a adotou e deu a ela todo amor, educação e apoio que só um pai poderia oferecer a uma criança. A moradora do Borralho é especialista em pratos saudáveis e sofisticados. Seu tempero faz sucesso entre artistas e pessoas da alta sociedade. Mas os sonhos de Rosário vão além das panelas e receitas. Tudo o que ela mais quer é ser cantora profissional e levar as canções que compõe ao sucesso. Para tudo ficar perfeito, ela gostaria de fazer um dueto com Fabian, seu ídolo, sucesso do ritmo sertanejo universitário. Rosário é “fabianática”, com direito a santuário de imagens do artista e uma coleção de CDs. É capaz de loucuras só para ficar frente a frente com Fabian.

Depois do escândalo no camarim do rapaz, que a levou à cadeia e a fez conhecer Penha e Cida, Rosário tem a certeza de que descobriu como se aproximar de Fabian. Chayene, a ex-patroa de Penha e madrinha musical do cantor, está sem empregada, e Rosário se candidata à vaga. No dia em que decide largar o trabalho no bufê, Rosário conhece Inácio (Ricardo Tozzi), um sósia de Fabian. Os olhos são diferentes, assim como a cor dos cabelos, o jeito de se vestir e de se comportar. Mas a fisionomia é idêntica. Na ocasião, o rapaz estava se candidatando a uma vaga para ser motorista do bufê. Um fica encantado com o outro.

Rosário é aprovada por Chayene e ganha o emprego. As primeiras impressões da cozinheira não são tão boas: acha Laércio esnobe e a nova patroa, como bem avisou Penha, um nojo. Mas qualquer sacrifício é válido para entrar no mundo das estrelas. Trabalhar na casa da rainha do eletroforró seria o primeiro passo para conhecer Fabian e mostrar a ele seu talento como cantora.

Rosário começa a namorar Inácio, mas não para de pensar em Fabian. Só que, para a sua tristeza, todas as revistas destacam o romance entre a rainha do eletroforró e o príncipe das domésticas, Fabian – trata-se de um romance de fachada, pois o cantor não quer saber de Chayene. E a cantora só quer se aproveitar da popularidade dele para fazer ainda mais sucesso. Fabian aceita o falso romance para não se indispor com Chayene, que o chantageia dizendo saber de um segredo dele.

Inácio morre de ciúmes do adversário. E a semelhança física faz com que Rosário fique mesmo muito confusa: ela chega a dar um beijo em Fabian, pensando ser Inácio. O casal acaba se afastando.

Maria Aparecida é a gata borralheira da história. Sua mãe, copeira na casa dos Sarmentos, morreu quando ela ainda era uma pré-adolescente. A família do patrão, Ernani Sarmento (Tato Gabus Mendes), disse que cuidaria dela, mas foi a madrinha, Dona Valda (Dhu Moraes), cozinheira da casa, quem ficou com a guarda da menina. Cida, como prefere ser chamada, cresceu junto com as filhas de Sarmento – Ariela (Simone Gutierrez), a mais velha, e Isadora (Giselle Batista) –, mas herdou a função da mãe: arrumadeira da casa, no condomínio Casagrande. Seus estudos eram pagos pela família, mas, quando completou 18 anos, teve a carteira assinada e se tornou oficialmente uma trabalhadora doméstica. Cida sonha ser jornalista e passa as noites relatando num diário seus dias, dramas e fantasias.

Logo no começo da novela, a jovem sofre uma decepção amorosa ao flagrar o namorado, Rodinei, aos beijos com Brunessa. Para se vingar, ela agarra o primeiro rapaz que vê, Elano, irmão de Penha, que se apaixona instantaneamente por ela. A noite termina em confusão, e ela é levada para a delegacia.

A jovem fica ainda mais confusa quando começa a ser cortejada por Conrado (Jonatas Faro), filho do milionário Otto Werneck (Leopoldo Pacheco). O rapaz pensa que Cida faz parte da família Sarmento e tenta conquistá-la de olho na suposta fortuna dela. Mas será que o namoro sobreviveria à revelação de que Cida é empregada da casa? Por via das dúvidas, ela prefere guardar esse segredo até o último instante. Com o tempo, Cida resolve dizer que é filha de criação do Dr. Ernani Sarmento e decide apresentar o rapaz à família. Ernani só pensa em lucrar com a situação. Ele é filho de um magnata, mas os Sarmentos enfrentam uma fase financeira ruim. Sendo assim, os patrões de Cida convidam Conrado e a avó, Máslova Tilman (Aracy Balabanian), para um jantar pomposo. E toda a família trata Cida como se ela realmente fosse filha de criação. Cida vive seu dia de madame.

Só que Isadora, filha de Ernani, está de olho no rapaz e tenta, de todas as maneiras, estragar o romance da doméstica. E consegue. Ardilosa, Isadora manda para Conrado e todos os seus amigos uma mensagem com uma foto de Cida usando o uniforme de empregada. O rapaz fica indignado e não quer mais saber da jovem.

O clipe das Empreguetes[editar | editar código-fonte]

Certo dia, as domésticas aproveitam que Chayene está na Bahia para um show com Ivete Sangalo e promovem um encontro na casa da cantora. Em meio aos desabafos, pois cada uma tem um problema maior que o da outra, as amigas dão uma espiada no closet da cantora e experimentam seus acessórios e roupas. Exaustas, adormecem entre as plumas e paetês de Chayene. Rosário desperta com uma composição na cabeça, pega o violão de Chayene e começa a compor freneticamente. Empolgada, acorda as meninas e conta seu plano: gravar um clipe. Sem nada a perder, Penha e Cida topam na hora. Cenário? A extravagante mansão de Chayene. Figurino? O guarda-roupa da rainha do eletroforró, com plumas, paetês e muito mais. Com a ajuda do produtor musical Kleiton (Fabio Nepo), elas gravam o clipe. Kleiton corre para o estúdio no Borralho, animado com o material que tem nas mãos, e, como num conto de fadas, elas se transformam num bem-sucedido trio de cantoras.

Rosário se empolga e quer colocar o clipe na internet, mas Elano, advogado e irmão de Penha, alerta que pode ser perigoso, afinal usaram a casa, o estúdio e as roupas de Chayene para fazer o clipe, o que pode trazer complicações legais. A frustração é geral. O que elas nem imaginam é que o clipe vai parar na internet, mudando radicalmente as suas vidas e a de todos que as cercam.

O clipe faz um sucesso tremendo, mas Chayene descobre que ele foi gravado em sua casa e decide punir as domésticas. Socorro, a mais nova “curica” de Chayene, tem acesso ao DVD e conta tudo para a patroa. A cantora fica indignada e decide agir: acusa o trio de invasão de domicílio e furto. Tentando se defender, as domésticas acabam desacatando o delegado e são presas.

Para tirá-las da cadeia, Kleiton cria a campanha Empreguetes Livres. O movimento tem grande resposta do público e, junto com a dedicação profissional de Elano, contribui muito para que as Empreguetes conquistem a liberdade. Só que elas são obrigadas a aceitar um acordo: fingir que convivem em harmonia com suas patroas.

O sucesso do trio na internet leva Tom Bastos a se interessar pelo grupo e registrar o nome Empreguetes. Ele acaba convencendo o trio a aceitá-lo como empresário. Quem não gosta nada disso é Chayene.

Desesperada com o sucesso estrondoso do grupo, que acabou piorando a crise profissional que vivia, Chayene decide recorrer à Madame Kastrup (Lady Francisco), uma famosa vidente. Só que a cartomante só lhe prevê problemas, provocados pelas Empreguetes.

Chayene até tenta sabotar o trio de qualquer jeito, só que nada funciona, e as Empreguetes alcançam o estrelado. Depois de Vida de Empreguetes, elas lançam Marias Brasileiras, Forró das Curicas e Nosso Brilho. Indignada, Chayene decide implantar um espião entre as Empreguetes. A função fica com Socorro.

Para não ficar por baixo, Chayene lança novo hit: Vida de Patroete. E, sempre que possível, diz ter sido a responsável pelo lançamento das Empreguetes. Ela até consegue fazer sucesso com a canção, mas nada ofusca o brilho do grupo rival.

Para manter Fabian sob seu controle – o rapaz já havia conseguido se desvencilhar dela ao descobrir um segredo da cantora –, ela diz estar grávida dele. Tudo mentira. O objetivo é voltar a ter destaque na mídia. Chayene chega a contratar Epifânia (Ilva Niño), mãe de Socorro, para lhe servir como “personal parteira”.

Crise[editar | editar código-fonte]

Enquanto isso, a fama das Empreguetes só aumenta, inclusive internacionalmente. O trio é entrevistado pela jornalista americana Bárbara Field. O encontro, porém, fica marcado pelo atraso de Penha, sinal de que cada uma das cantoras dá uma importância diferente ao sucesso que elas estão fazendo e de que ainda precisam afinar o foco profissional. Para Rosário, o grupo não é um hobby. Penha diz que seu filho vem em primeiro lugar.

Para recuperar sua popularidade, Chayene aceita participar de um reality show. Ela fica confinada em sua mansão e mostra a sua intimidade para os fãs. As Empreguetes são uma das convidadas. Durante a exibição do programa, Fabian arma um plano para obrigar Chayene a fazer uma ultrassonografia diante das câmeras. Ela, então, assume não estar grávida, diz ter tido uma “gravidez psiquiátrica”. Diante das câmeras, conta que perdeu o bebê durante a gravação do programa. Depois do vexame, é convidada a abrir um show das Empreguetes – para ela, derrota total.

De fato, Penha começa a demonstrar insatisfação com a carreira de cantora e fica ainda mais balançada quando recebe um convite para trabalhar no escritório de advocacia de Otto (Leopoldo Pacheco). A ideia é que ela possa dar consultoria às domésticas e orientar as patroas. Penha fica encantada com a possibilidade de ajudar as pessoas. A crise entre as Empreguetes piora quando Penha e Cida descobrem, pelos sites de fofoca, que Rosário está investindo na parceria com Fabian, sem sequer consultar as amigas.

Morrendo de ciúmes da aproximação de Fabian e Rosário, Chayene joga caldo verde quente no rosto do cantor, deixando-o todo deformado. Para evitar o desgaste com a imprensa e para não ter perdas financeiras, Tom Bastos sugere que Inácio substitua Fabian, que passa a usar máscaras para esconder a cicatriz.

As Empreguetes vivem uma crise definitiva quando Penha e Cida se atrasam para um festival, resultado de uma armação de Chayene e Socorro, que sabotam o voo das cantoras. O ocorrido foi logo depois de as vilãs terem publicado o primeiro clipe oficial das Empreguetes na web, antes do lançamento, e estragado o contrato do trio com os patrocinadores do festival. Aproveitando a situação, Chayene assume o palco enquanto o grupo não está completo. Rosário decide se apresentar sozinha, mas acaba sendo vaiada. O ocorrido é a gota d’água para o grupo: Penha, Rosário e Cida decidem acabar com as Empreguetes, para a alegria de Chayene. Entristecidos com a decisão do trio, Elano e Kleiton promovem a campanha Empreguetes Para Sempre. Fãs e famosos aderem ao movimento.

Socorro no estrelato[editar | editar código-fonte]

Depois de ter ajudado Chayene a acabar com o grupo rival, Socorro cobra uma promessa feita a ela pela diva: ajudá-la a se lançar como cantora. Chayene desconversa. Diz que se fizer isso ficará claro que as duas estavam mancomunadas. Mas, sem saída depois de tanta pressão, Chayene declara Socorro “brabuleta-irmã-adotiva”.

Rosário decide seguir carreira solo, mas, a pedido do patrocinador, precisa dividir o palco com Fabian. A essa altura, Inácio já está se passando pelo cantor, sem que ninguém, nem sequer Rosário, desconfie. O sósia canta em playback ou dubla Fabian, que, às vezes, participa dos shows cantando ao vivo nos bastidores. Socorro decide se vingar de Chayene ao descobrir que a diva não pretende deixá-la subir ao palco com ela. Para puni-la, Socorro dá um chá de ferra-goela para a patroa, e Chayene se apresenta com voz de pato. Como a cantora não tem condições de continuar o show, Socorro assume seu lugar no palco.

Passado certo tempo, Chayene recupera a voz e ressume seu lugar. Ela só não contava que Laércio descobriria seu segredo – ela deu chá de ferra-goela para Rejane (Ana Paula Bouzas), antiga vocalista da Banda Leite de Cobra, e tomou o lugar dela – e decidiria se vingar, dedicando-se a preparar Socorro para o estrelato. Era esse o segredo que Fabian tinha descoberto da rainha do eletroforró.

Chayene descobre que Inácio está no lugar de Fabian e revela a verdade a todos durante um show de Rosário. Fãs de Fabian partem para cima de Chayene ao saberem que o rosto do ídolo ficou deformado por culpa dela.

A cantora está mesmo em uma péssima fase. Ao voltar de uma viagem, Chayene descobre que Socorro tomou o seu lugar de diva, transformando-se em Lady Praga. A situação fica ainda mais grave quando as Empreguetes descobrem terem sido sabotadas por Chayene. Completamente perdida, a diva-vilã decide aceitar a derrota e colaborar com Láercio e Socorro. Além do mais, não tem mais nada: assinou uma procuração sem ler e passou todos os seus bens para o ex-marido.

Para tentar melhorar as coisas a sua volta, Chayene decide voltar às origens e fazer um show em Sobradinho, sua terra natal, ao lado de Socorro. Só que, ao chegar lá, a diva é desprezada pelos conterrâneos. Eles só querem saber de Socorro. Depois de tanto constrangimento, Laércio encontra Chayene largada na estrada, bêbada, e a leva para casa. Ela, então, pede perdão a Laércio. Parece ter aprendido a lição, mas nem por isso deixa de ser castigada: começa a trabalhar como mulher-gorila em um parque de diversões. Além de ser vaiada pelo público, que debocha de sua performance, Chayene ainda ganha pouco com seu show decadente.

Penha e seus amores[editar | editar código-fonte]

Cansada dos trambiques armados pelo marido, Penha (Taís Araújo) decide expulsá-lo de casa. Mesmo assim, ele continua aprontando. Chega a ser preso por não pagar a pensão do filho, Patrick (MC Nicolas). Vivendo a solteirice, Penha conhece vários pretendentes. O radialista Gentil (Gustavo Gasparani), o empresário Otto (Leopoldo Pacheco) e o surfista Gilson (Marcos Pasquim) disputam o amor da Empreguete. Sandro morre de ciúmes de todos eles e, por conta disso, decide mudar de vez – além do mais, teme perder o amor do filho. Ele começa a trabalhar e se torna um homem responsável. Depois de participar do quadro Se Vira nos 30, do Domingão do Faustão, investe o dinheiro recebido na reforma da Associação de Moradores do Borralho. Apesar de muitos pretendentes, é ao lado de Sandro que Penha termina a novela.

Cida e suas confusões amorosas[editar | editar código-fonte]

Depois da decepção amorosa com Rodinei (Jayme Matarazzo), pego aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz), Cida (Isabelle Drummond) também sofre ao se envolver com Conrado (Jonatas Faro). Ele só quer ficar ao seu lado por achar que ela faz parte da abastada família Sarmento, sem saber que eles já não são tão ricos assim.

Isadora (Giselle Batista), filha mais nova de Ernani Sarmento (Tato Gabus Mendes), tenta roubar o namorado de Cida para ter direito à herança do rapaz e salvar sua família da pindaíba. E ela consegue atingir seu objetivo: leva Conrado a descobrir que Cida não é filha de criação dos Sarmentos, e sim empregada da família.

Cida volta para Rodinei, e Conrado pede Isadora em casamento. Brunessa não desiste de infernizar o romance de Rodinei e Cida e diz estar grávida do rapaz. No fundo, ela não sabe se o filho é dele ou de Humberto (Rodrigo Pandolfo), marido de Ariela (Simone Gutierrez). Decepcionada, Cida termina o namoro com Rodinei. O rapaz, então, conhece Liara (Tainá Müller), recém-chegada de Berlim, e os dois começam um romance. Brunessa acaba perdendo o bebê e confessa para Cida que só engravidou para fisgar Rodinei.

Elano (Humberto Carrão), irmão de Penha (Taís Araújo), tenta se aproximar de Cida, mas ela não tira Conrado da cabeça. E o rapaz alimenta as esperanças dela. No dia do seu casamento com Isadora, ele dá a entender que ainda gosta da moça.

Após o enlace, Conrado tenta se aproximar de Cida. Isadora percebe a mudança de comportamento do marido e fica completamente enlouquecida de ciúmes. Ele, para provar que quer mudar de vida, arruma um emprego de vendedor de sapatos italianos. Cida não consegue resistir ao ex-namorado, e Isadora flagra os dois se beijando. O casamento termina, após um escândalo da Sarmento, que, muito carente, começa a se envolver com o grafiteiro Niltinho (Sérgio Malheiros).

Apesar de não ter conseguido conquistar o coração de Cida, Elano vive um momento especial na área profissional. O projeto do novo escritório de advocacia proposto por Otto (Leopoldo Pacheco) será comandado por ele. E o rapaz não fica muito tempo sozinho, logo encontra uma namorada: Stela (Day Mesquita).

Separado e pobre, Conrado acaba indo morar na pensão do Borralho. Apesar de o rapaz aparentar estar mudando de vida, Cida se nega a ficar com ele. Ela tem a certeza de que ele continua o mesmo preconceituoso de sempre. A moça, então, aproxima-se de Elano, com quem se casa no final da novela, no mesmo dia em que Rosário (Leandra Leal) e Inácio (Ricardo Tozzi). Conrado termina a trama ao lado de uma ricaça.

Rosário e suas paqueras[editar | editar código-fonte]

Rosário (Leandra Leal) sempre foi fã do cantor Fabian (Ricardo Tozzi). Esforçou-se muito para mostrar a ele seu talento musical e, quem sabe, conquistar o seu amor. Mas foi Inácio (Ricardo Tozzi), sósia do cantor, quem demonstrou carinho sincero por ela. Só que Inácio não aguenta de ciúmes da namorada. Os dois se separam quando Inácio percebe que Rosário tem dúvidas quanto ao que sente por ele.

Depois que ficou famosa, ela se tornou alvo constante dos galanteios de Fabian, e até mesmo Tom Bastos (Bruno Mazzeo) se declara para a moça. Inácio, então, aproxima-se de Dinha (Juliana Alves), que logo percebe que Inácio não é apaixonado por ela e desmancha o namoro.

Depois de muitas brigas e decepções, Inácio e Rosário se casam, no mesmo dia em que Cida e Elano. Rosário logo engravida.

Família Werneck[editar | editar código-fonte]

Otto Werneck (Leopoldo Pacheco) é empresário do ramo da construção civil. Seu filho Conrado (Jonatas Faro) nasceu em berço de ouro e teve tudo que sempre quis. Diferente do filho e da finada esposa, Otto é uma figura austera e detesta ostentar. E Conrado só decepciona o pai: além de mau-caráter, não se esforça para crescer profissionalmente. A faculdade de direito só foi concluída graças às falcatruas que aplicou. E, apesar de formado, Conrado não fez a prova da Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB, o que o impede de exercer a profissão. Quem apoia os caprichos do rapaz é dona Máslova (Aracy Balabanian), a avó materna dele. Sonsa e interesseira, ela culpa o genro pela morte da filha e encoberta as armações do neto.

Família Sarmento[editar | editar código-fonte]

Dr. Ernani Sarmento (Tato Gabus Mendes) é casado com Sônia (Alexandra Richter) e pai de Ariela (Simone Gutierrez) e Isadora (Giselle Batista). Ariela vive de dietas e se casa com Humberto (Rodrigo Pandolfo), com quem tem um filho, Bubi. A caçula é elegante e bonita, mas muito invejosa.

No decorrer da trama, depois de muitas armações, Sarmento vive um complicado momento profissional e financeiro. Ele tem de pagar uma fortuna ao fisco por ter sonegado impostos e ainda corre o risco de perder o título da OAB. Diante da situação, ele decide dar um ultimato à família: “Vocês vão ter que trabalhar”, o que leva todos à loucura. Sônia fica possessa quando descobre que terá de vender suas joias. Mal ela sabe que precisará se adaptar logo a essa nova vida, porque o marido perde a licença para advogar.

Ao ver seu mundo ruir, Sarmento decide revelar um segredo: é pai de Cida (Isabelle Drummond). A moça desconfia da história, afinal ele só se aproxima depois que ela se torna uma cantora famosa. Até então, Sarmento nunca a protegeu dos maus-tratos da família. Cida acredita que ele esteja de olho na fortuna que ela está acumulando com o sucesso das Empreguetes.

A situação de Sarmento fica ainda mais complicada quando ele é preso pela Polícia Federal ao ser flagrado tentando aliciar uma testemunha. Já totalmente envolvida pelo amor paterno de Sarmento, Cida contrata um advogado para tirá-lo da cadeia.

Com a ajuda do advogado Elano (Humberto Carrão), a jovem descobre que Sarmento está lhe aplicando um golpe. Ele não é pai dela e, de fato, só se aproximou pelo dinheiro. O ex-advogado é preso ao tentar fugir de jatinho – por violar as condições da sua liberdade provisória e tentar deixar seu domicílio sem autorização judicial.

Cida consegue provar na justiça que os Sarmentos a exploraram, e muito, enquanto trabalhou para eles como doméstica. A jovem é indenizada por danos morais e materiais.

Além de perder todo o prestígio social, ter seus bens bloqueados, o marido preso e ser obrigada a indenizar Cida, Sônia se vê sem o apoio das filhas. Sem ninguém, só lhe resta esperar Ernani sair da prisão.

Isadora se arrepende de ter tratado Cida tão mal e pede desculpas a ela. A ex-rica pede emprego na Galehip e termina a novela ao lado do grafiteiro Niltinho (Sérgio Malheiros).

Ariela, depois de se tornar uma pessoa boa, decide morar longe da mãe. Muda-se com Humberto e o filho para um apartamento só deles. E termina a novela grávida.

Patroa do bem[editar | editar código-fonte]

Lygia (Malu Galli) nunca teve vida fácil. A mãe dela ficou viúva muito jovem e, como professora, teve de dar muita aula particular para sustentar a casa. O orçamento era apertado, e a única obrigação de Lygia e da irmã caçula Liara (Tainá Müller) era que fossem as melhores na escola, para não perderem a bolsa. Imagine o desapontamento da mãe quando Lygia, aos 22 anos, cursando a faculdade de direito, engravidou. O pai de seu filho, Gilson (Marcos Pasquim), era um surfista com quem ela teve um namoro rápido e já era página virada quando descobriu a gravidez. A jovem teve de terminar a faculdade amamentando Samuel (Miguel Roncato) e, entre fraldas e chupetas, ocupava-se também em dar seus primeiros passos na profissão. Em homem, Lygia nem pensava. Samuel cresceu filho de mãe solteira e ausente na maior parte do tempo.

Quando o filho estava maior, deixou-o com a irmã, que, na época, morava na França, e foi à Espanha fazer um curso de especialização. No meio do caminho conheceu Alejandro (Pablo Bellini), modelo internacional, seis anos mais jovem, e se entregou à paixão. Os dois passaram um tempo namorando à distância, mas, quando a advogada engravidou de Manuela (Beatriz Petrenchunk), ele se mudou para o Brasil. Não conseguiu se acertar profissionalmente e acabou assumindo as tarefas domésticas quando a babá da família foi para os Estados Unidos.

No trabalho, a advogada tem fama de durona e competitiva, mas é justa e jamais puxou o tapete de ninguém. Odeia perder uma causa. Ela concorre na firma com o bajulador Humberto (Rodrigo Pandonfo), genro de Dr. Sarmento (Tato Gabus Mendes), dono do escritório.

No decorrer da novela, Lygia revela ao filho a identidade do pai: conta que conheceu Gilson em uma viagem à Bahia, mas que os dois perderam o contato quando cada um voltou para o seu estado – ela, para o Rio; ele, para Pernambuco. Samuel dá uma de detetive na internet e descobre o paradeiro do pai.

O casamento da advogada com Alejandro termina quando ela o flagra aos beijos com Brunessa (Chandelly Braz), que estava substituindo a empregada do casal. Conversando com Penha (Taís Araújo), uma de suas ex-domésticas, Lygia descobre que Alejandro também a assediava e que essa foi a razão de ela ter pedido demissão.

Alejandro volta para a Espanha, e Lygia termina a novela ao lado de Gilson. O surfista chegou a se envolver com Penha, mas logo viu que não dariam certo.

Fabian e Inácio[editar | editar código-fonte]

Fabian (Ricardo Tozzi), o rei do sertanejo universitário, tem uma incrível presença de palco. Nenhuma mulher resiste aos seus encantos, principalmente as domésticas, seu maior público. Sempre ao lado do cantor está Simone (Marília Martins), sua irmã. É ela quem cuida de sua carreira, ao lado do empresário Tom Bastos (Bruno Mazzeo).

O fã-clube do artista é liderado pelas “fabianáticas”, jovens capazes de qualquer coisa para se aproximar do ídolo. Todo esse sucesso Fabian deve, primeiramente, à Chayene (Cláudia Abreu), sua madrinha musical.

Apesar de fisicamente idênticos – com exceção da cor dos olhos –, Fabian e Inácio (Ricardo Tozzi) são muito diferentes, a começar pela importância que dão ao visual. Ao contrário de Fabian, extremamente vaidoso, Inácio (Ricardo Tozzi) prefere um visual mais natural. O frisson que causa no sexo feminino por se parecer com o cantor deixa Inácio bastante chateado. Além disso, ele detesta saber que Rosário (Leandra Leal), sua namorada, se deixa levar pelos galanteios de Fabian.

No final da novela, Simone conta à imprensa que Inácio e Fabian não são gêmeos. Na verdade, ele é gêmeo de Simone e, portanto, tem 44 anos e não 27. Inácio aproveita para justificar a sua semelhança física com Fabian. Ele foi obrigado a fazer uma plástica após um acidente provocado por uma fã do cantor. A tal fanática entregou ao médico uma foto para que ele reproduzisse a imagem no rosto de Inácio.

Inácio se casa com Rosário, e Fabian retoma seu romance midiático com Chayene (Cláudia Abreu).

Maria do Socorro[editar | editar código-fonte]

Do interior do Piauí, direto para o Rio de Janeiro. Era só para passar as férias na casa do irmão, Naldo (Fábio Lago), faxineiro do condomínio Casagrande, mas Maria do Socorro (Titina Medeiros) acaba ficando de vez. A filha de dona Epifânia (Ilva Niño) é fã de Chayene (Cláudia Abreu) e, para ficar próxima da cantora, passa a perna em Rosário (Leandra Leal) para ganhar a vaga de doméstica na casa da diva. Socorro fica pouco tempo na função, afinal, não sabe cozinhar, não é adepta de limpeza e é preguiçosa. Laércio volta atrás e recontrata Rosário.

Com a dispensa, Socorro recebe um ultimato do irmão e volta para o Piauí. Oportunista, ela diz para todo mundo que ficou amiga da rainha do eletroforró e que haverá um show da diva na cidade. Tudo não passa de um golpe. Uma multidão compra os ingressos para o show e fica indignada ao descobrir que a cantora é Socorro, se passando por Chayene, cantando playback. Socorro foi arrancada à força do palco, mas consegue fugir. Acaba se jogando num rio cheio de piranhas e desaparece. Todos acham que ela morreu, mas ela reaparece no Rio de Janeiro tempos depois.

Que ninguém se engane com seu ar de doidinha, seus delírios, suas trapalhadas. Socorro é fingida, dissimulada. Só não é capaz de trair Chayene. Chega a disputar com ela o espaço nos palcos, mas logo volta a ser fiel à sua rainha.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem[7]
Taís Araújo Maria da Penha Fragoso Barbosa (Penha) [8]
Isabelle Drummond Maria Aparecida dos Santos Souza Fragoso (Cida) [9]
Leandra Leal Maria do Rosário Monteiro da Silva Paixão (Rosário) [10]
Cláudia Abreu Jociléia Imbuzeiro Migon (Chayene) [11]
Ricardo Tozzi Fabianilson Brunini (Fabian)
Inácio Paixão
Titina Medeiros Maria do Perpétuo Socorro Cordeiro de Jesus (Socorro/Lady Praga) [12]
Humberto Carrão Elano Fragoso [13]
Malu Galli Lygia Mariz Ortega [14]
Marcos Palmeira Sandro Barbosa [15]
Luiz Henrique Nogueira Laércio Migon [16]
Alexandra Richter Sônia Muniz Lyra Sarmento [17]
Tato Gabus Mendes Ernani Sarmento [18]
Giselle Batista Isadora Muniz Lyra Sarmento
Chandelly Braz Brunessa de Almeida dos Anjos
Jonatas Faro Conrado Tilman Amaro Werneck [19]
Bruno Mazzeo Antonio Bastos (Tom) [20]
Jayme Matarazzo Rodinei Maximiliano de Lima (Rodi) [13]
Tainá Müller Liara Mariz
Leopoldo Pacheco Otto Amaro Werneck
Simone Gutierrez Ariela Sarmento Jordão
Aracy Balabanian Máslova Tilman
Daniel Dantas Sidney Monteiro
Dhu Moraes Valdelice Araújo (Valda) [21]
Rodrigo Pandolfo Humberto Jordão
Pablo Bellini Alejandro Ortega [13]
Juliana Alves Diana Moreira (Dinha) [22]
Edney Giovenazzi Seu Messias
Sérgio Menezes Kleiton Lopes
Ilva Niño Maria Epifânia Cordeiro de Jesus
Aramis Trindade Valmir
Cláudio Tovar Seu Malaquias
Fábio Lago Rivonaldo José Cordeiro de Jesus
Maria Pompeu Voleide Lopes
Sérgio Malheiros Niltinho [23]
Analu Prestes Tia Romana Paixão
Miguel Roncato Samuel Mariz Motta [24]
Alexandre David Zaqueu
Breno Nina Wanderley
Gustavo Gasparani Gentil Soares
Lidi Lisboa Maria das Graças (Gracinha)
Marília Martins Simone Brunini
Millene Ramalho Ticiane
Nado Grimberg Ruço
Rafaela Amado Marisette
Nicolas Paixão Patrick Fragoso Barbosa
Bia Passos Manuela Mariz Ortega
Sylvia Nazareth Alana Fragoso
Marcos Pasquim Gilson Motta Filho
Christiana Kalache Ivone dos Anjos
Mônica Torres Branca Plastino
Izak Dahora Heraldo
Day Mesquita Stela
Lady Francisco Madame Kastrup [25]
Maria Helena Chira Dália [26]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Cheias de Charme conseguiu em seu primeiro capítulo, 35 pontos[27] . Suas antecessoras, Aquele Beijo e Morde & Assopra conquistaram 35 e 32 pontos de média no respectivamente no primeiro capítulo. Em seus 34 primeiros capítulos o folhetim registrou média de 29,5 pontos, sendo a novela das 19:00 horas mais assistida em 5 anos, parando em Sete Pecados exibida em 2007, que registrou 30,5 pontos de média. A trama teve média geral de 30,05 pontos e é a trama de maior audiencia da década.[28]

No capítulo exibido em 12 de julho, alcançou a maior audiência desde de sua estréia, registrando média de 37 pontos com 41 de pico, um indice muito alto para os dias atuais.[29]

Em 18 de julho teve média de 35 pontos, encostando em Avenida Brasil que no mesmo dia teve 37 de média. [30]

Seu recorde negativo é de 22 pontos, alcançado em 8 de setembro de 2012, um sábado.

No último capítulo alcançou média de 33 pontos no Ibope, superior à audiência do último capítulo de sua antecessora, Aquele Beijo (30 pontos), porém inferior aos finais de novelas de outras do mesmo horário, Ti Ti Ti (37 pontos) e Morde & Assopra (36 pontos). O horário político atrapalhou a audiência da novela, principalmente, em seu último capítulo.[31]

Está na lista das novelas das sete mais assistidas nos últimos anos.

Repercussão[editar | editar código-fonte]

Além da comédia característica do horário das 19h, Cheias de Charme tem vários elementos capazes de agradar em cheio ao público infanto-juvenil, como a abertura em animação que lembra uma história em quadrinhos e a própria proposta musical. Ter a grande vilã da história como uma rainha do tecnobrega ajuda a confirmar gravações em shows como os de Ivete Sangalo e Michel Teló, além de cenas com a Banda Calypso. Chayene, por exemplo, fala mal e faz de tudo para provocar suas colegas. Como quando se refere à cantora Joelma, da Banda Calypso, como "anaconda do Pará".[32] Além disso, o hit cantado na trama, Vida de Empreguete, virou febre no Brasil (o vídeo na Globo.com alcançou mais de 10 milhões de visualizações) como também tocou nas rádios.[33]

A novela, que foi um sucesso em 2012, mostrava o divertido trio formado por Penha, Cida e Rosário, vividas por Taís Araújo, Isabelle Drummond e Leandra Leal, respectivamente três empregadas domesticas.[34]

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

No dia 25 de dezembro de 2012, Taís Araújo, Leandra Leal, Isabelle Drummond, Cláudia Abreu e Titina Medeiros, interpretando suas personagens Penha, Rosário, Cida, Chayene e Socorro respectivamente fizeram uma participação no especial Roberto Carlos no qual cantaram ao lado dele no palco. Cláudia Abreu (como Chayene) chegou a dar um selinho no cantor.[35]

Além disso, um longa-metragem baseado na novela está previsto para os próximos anos, segundo entrevista do ator Ricardo Tozzi - intérprete de Fabian e Inácio - para a revista Caras. [36]

Cquote1.svg Ainda não tenho detalhes, mas será mais para o ano que vem. Estou muito feliz com o Inácio e o Fabian indo para o cinema Cquote2.svg
comentou Tozzi, fazendo referência aos personagens que interpretou na TV.

Em outubro de 2012 foi lançado também o livro Cida, a Empreguete - Um Diário Íntimo, inspirado na personagem Cida (Isabelle Drummond) da novela.

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Indicação Resultado Ref
2012
Meus Prêmios Nick
Atriz Favorita Leandra Leal Indicado [37]
Gato do Ano Ricardo Tozzi Venceu [37]
Prêmio Extra de Televisão
Melhor Novela Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Indicado [38]
Melhor Atriz Taís Araújo Indicado [38]
Cláudia Abreu Indicado [38]
Melhor Ator Ricardo Tozzi Indicado [38]
Melhor Ator Coadjuvante Marcos Palmeira Indicado [38]
Revelação Titina Medeiros Indicado [38]
Tema Musical Ex Mai Love, Gaby Amarantos Indicado [38]
Vida de Empreguete, Empreguetes Venceu [38]
Ídolo Teen Isabelle Drummond Venceu [38]
Melhor Figurino Gogoia Sampaio Venceu [38]
Melhor Maquiagem Marcelo Dias Venceu [38]
Troféu APCA
Revelação Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Venceu [39]
Capricho Awards
Programa de TV Cheias de Charme Indicado [40]
Melhor Ator Nacional Jonatas Faro Indicado [40]
Melhor Atriz Nacional Isabelle Drummond Indicado [40]
Prêmio de Reconhecimento (CGP)
Melhor Ação de Internet Ana Bueno, Bianca Kleinpaul, e outros.[41] Venceu [42]
Melhor Produção Musical Sergio Saraceni Venceu [42]
Prêmio Quem de Televisão
Melhor Ator Ricardo Tozzi Indicado [43]
Melhor Atriz Taís Araújo Indicado [43]
Cláudia Abreu Indicado [43]
Melhor Ator Coadjuvante Marcos Palmeira Indicado [43]
Revelação Titina Medeiros Indicado [43]
Rodrigo Pandolfo Indicado [43]
Melhor Autor Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Indicado [43]
Melhores do Ano
Melhor Atriz Cláudia Abreu Indicado [44]
Melhor Atriz Revelação Titina Medeiros Venceu [44]
Prêmio Contigo! de TV
Melhor Novela Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Indicado [45]
Melhor Ator de Novela Ricardo Tozzi Indicado [45]
Marcos Palmeira Indicado [45]
Melhor Atriz de Novela Cláudia Abreu Indicado [45]
Isabelle Drummond Indicado [45]
Leandra Leal Indicado [45]
Taís Araújo Indicado [45]
Melhor Ator Coadjuvante Bruno Mazzeo Indicado [45]
Tato Gabus Mendes Indicado [45]
Humberto Carrão Indicado [45]
Melhor Atriz Coadjuvante Aracy Balabanian Indicado [45]
Alexandra Richter Indicado [45]
Malu Galli Indicado [45]
Revelação da TV Chandelly Braz Indicado [45]
Fábio Neppo Indicado [45]
Titina Medeiros Venceu [45]
Melhor Ator Infantil MC Nicolas Indicado [45]
Melhor Autor de Novela Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Indicado [45]
Melhor Diretor de Novela Carlos Araujo e Denise Saraceni Indicado [45]
2013
Troféu Imprensa
Melhor Novela Filipe Miguez e Izabel de Oliveira Indicado [46]
Melhor Atriz Cláudia Abreu Indicado [46]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora Nacional [47]

Capa: Cláudia Abreu como Chayene

  1. Roberta Sá - Pavilhão de Espelhos (tema de Cida e Elano)
  2. Léo Magalhães - Chalalá (tema de Rosário e Fabian)
  3. Tiê - Piscar o Olho (tema de Cida e Conrado)
  4. Alcione - Chora Coração (Ao Vivo) (tema de Penha e Sandro)
  5. Samba Livre - Tudo Nosso (tema de Penha)
  6. Zeca Baleiro - Disritmia (tema de Rodinei e Liara)
  7. João Neto & Frederico - Lê Lê Lê (tema geral)
  8. Zélia Duncan - Breve Canção de Sonho (Ao Vivo) (tema de Rosário)
  9. Arthur Danni - Se Você Me Der (tema de Fabian)
  10. Tulipa Ruiz - Só Sei Dançar Com Você (part. esp.: Zé Pi) (tema de Inácio e Rosário)
  11. Adriana Calcanhotto - Maldito Rádio (tema de Inácio)
  12. Angela Maria & Agnaldo Timóteo - Tango Pra Tereza (tema de Sidney)
  13. Beth Carvalho - Se Vira (tema de Sandro)
  14. Fernanda Takai - Canta Maria (tema de Cida)
  15. Gaby Amarantos - Ex Mai Love (tema de Abertura)
  16. Ivete Sangalo - Darte (part. esp.: Juanes) (tema de Lígia)
  17. Marcelo D2 e Stephan - Só Marcando Meu Nome (tema de Rodinei)
E ainda[48]

DVD: Os Grandes Sucessos Musicais da novela Cheias De Charme[49]

  1. Empreguetes - Marias Brasileiras
  2. Chayene - Voa, voa, brabuleta
  3. Fabian - Impossível acreditar que perdi você
  4. Empreguetes - Vida de Empreguete
  5. Chayene & Fabian - Só me vejo contigo
  6. Empreguetes - Forró das Curicas
  7. Chayene - Vida de patroete
  8. Chayene & Fabian - Se Você me der
  9. Empreguetes - Nosso Brilho
  10. Chayene & Fabian - Chora, me liga
  11. Chayene - Humilde Residência (part. esp.: Michel Teló)
  12. Empreguetes - Chalalá
  13. Zezé di Camargo & Luciano - É o Amor
  14. Empreguetes - Lê Lê Lê (part. esp.: João Neto & Frederico
  15. Fabian - Cheia de Charme
  16. Rosário e Fabian - Vou matar esse amor dentro de mim
  17. Empreguetes, Chayene e Fabian - Ex Mai Love

Empreguetes[editar | editar código-fonte]

Empreguetes
Informação geral
Origem Rio de janeiro, RJ
País Brasil
Gênero(s) Pop
Período em atividade 2012
Gravadora(s) Kleiton Lopes (Fabio Neppo)
Influência(s) Destiny's Child, Beyoncé, Madonna, Joelma
Integrantes Rosário
Penha
Cida

Empreguetes foi um girl group fictício formado por as Marias, da Penha (Taís Araújo), do Rosário (Leandra Leal) e Aparecida-conhecida por CIda- (Isabelle Drummond). Na novela, o grupo foi formado ocasionalmente, quando as três empregadas estavam passando a noite na casa da cantora Chayene (Cláudia Abreu) enquanto ela estava viajando e Rosário acordou no meio da noite e resolveu escrever uma música chamada "Vida de Empreguete", na manhã seguinte, Rosário chamou Kleiton (Fábio Neppo) para gravar a música com a participação de Penha e Cida no estúdio de Chayene. Depois, acabaram por gravar um clipe no mesmo dia, com as roupas e a casa de Chayene como locação. O clipe foi lançado na internet no dia 19 de maio de 2012.[50] Na novela, foi divulgado na internet por vários personagens e se tornou um grande hit, resultando na prisão das cantoras recém-lançadas.[51] .

Elano (Humberto Carrão) livrou elas da cadeia em um acordo com Chayene (Cláudia Abreu), Lygia (Malu Galli), Sônia (Alexandra Richter) e Ernani (Tato Gabus Mendes) e a saída da cadeia surpreendeu as Empreguetes pois a música estava tocando no rádio "Bom Dia Dona Maria" do locutor Gentil Soares (Gustavo Gasparini) e a turma do Borralho arrasava cantando "Vida de Empreguete" que virou uma dor de cabeça principalmente para Sônia que, além do vídeo clipe via Cida com muita raiva de Isadora (Giselle Batista) e tem que ter muito cuidado pois Cida virou uma fera e pode estragar o casamento de Isadora com Conrado (Jonatas Faro) e Ariela (Simone Gutierrez) com Humberto (Rodrigo Pandolfo).

O grupo é inspirado no grupo americano Destiny's Child.[52]

Singles[editar | editar código-fonte]

  1. Vida de Empreguete
  2. Marias Brasileiras
  3. Forró das Curicas
  4. Nosso Brilho
  5. Chalalá - Remix
  6. Lê Lê Lê - (part. João Neto & Frederico)
  7. Ex Mai Love - (com Chayene e Fabian)
  8. É Meu, é meu, é meu - (com Roberto Carlos, Chayene e Fabian)

Chayene[editar | editar código-fonte]

Chayene
Informação geral
Também conhecido(a) como Rainha do Eletroforró
Origem Fictícia
País Sobradinho, Piauí, Brasil
Gênero(s) Tecnobrega, Eletroforró
Período em atividade 1997-Atualmente (na ficção)

Jociléia Imbuzeiro Migon mais conhecida pelo nome artístico Chayene, é uma cantora fictícia piauiense de Sobradinho com passagem por São Paulo, foi lançada há quinze anos em um grupo de lambada. Conquistou sucesso fulminante em âmbito nacional com "Voa, voa, brabuleta" e sua característica dancinha. Com um repertório que vai do forró techno ao brega pop, já sacudiu multidões nos seus shows super produzidos.

Hoje, amarga uma má fase: não vende mais disco, nenhuma faixa nova emplacou, os homens escassearam, a juventude começa a fazer falta. Chayene (Cláudia Abreu) sente o sucesso lhe escorrer pelos dedos e isso ameaça seu ego descomunal. Atribui a má fase a um suposto (e invisível) sobrepeso. Divide seu tempo entre o seu Piauí natal, onde é considerada uma deusa, e a mansão no Condomínio Casagrande, no Rio[53] .

Os assuntos profissionais ficam por conta de seu ex-marido Laércio (Luiz Henrique Nogueira), hoje seu secretário para serviços pessoais. Os contratos de shows são fechados por Tom Bastos (Bruno Mazzeo), a raposa do meio musical. Todos trabalham para que os detalhes da vida dela sejam perfeitos. Em contrapartida, Chayene não tenta agradar ninguém. De índole duvidosa, a artista não poupa grosserias: Chayene simplesmente acredita que o mundo gira ao seu redor.Com o sucesso das Empreguetes,Chayene desperta um ódio e com a ajuda de Socorro,vão armar todos planos pra destruir a carreira do trio,e semear a discordia entre as empreguetes,Chayene é egoista,metida,falsa,venenosa e invejosa,cruel ela também manipula a população do Piaui,que pensam que ela é boa[54]

Singles[editar | editar código-fonte]

  1. Voa, voa, Brabuleta
  2. Voa, voa, Brabuleta - (part. Ivete Sangalo)
  3. Se Você me Der - (part. Fabian)
  4. Vida de Patroete
  5. Só me Vejo Contigo - (part. Fabian)
  6. Humilde Residência - (part. Michel Teló)
  7. Darte - (com Ivete Sangalo)
  8. Chora, Me Liga - (part. Fabian)
  9. Ex Mai Love - (com Chayene e Fabian)
  10. É Meu, é meu, é meu - (com Roberto Carlos, Chayene e Fabian)

Exibição[editar | editar código-fonte]

Transmisiones
País Título Emissora Primeira Transmissão Última Transmissão Horário Semanal Horário
 Brasil Cheias de Charme Rede Globo 16 de abril de 2012 28 de setembro de 2012 Segunda a Sábado 19:30
 Portugal SIC 25 de fevereiro de 2013 13 de setembro de 2013 Segunda a Sexta 18:30
Uruguai Encantadoras Teledoce 29 de julho de 2013 10 de janeiro de 2014 19:00
 Chile Canal 13 2 de setembro de 2013 21 de fevereiro de 2014 16:15 [nota 1]
 Moçambique Cheias de Charme STV 26 de agosto de 2013 11 de fevereiro de 2014 Segunda a Sábado 19:00
 Coreia do Sul 내일은 스타 텔레노벨라 16 de setembro de 2013 TBA Segundas [nota 2] 16:30
El Salvador Encantadoras Canal 4 14 de outubro de 2013 6 de maio de 2014 Segunda a Sexta 14:00
Costa Rica Teletica 13 de janeiro de 2014 TBA 13:30
República Dominicana Telemicro 20 de janeiro de 2014 21:00
 Panamá NEXtv TBA TBA

Referências

  1. Flávio Ricco. "Cheias de Charme" vira "Encantadoras" no mercado internacional. Uol.com.
  2. Classificação indicativa. Ministério da Justiça. Página visitada em 20 de fevereiro de 2014.
  3. Acontece Magazine (22 de Setembro de 2012). GUERRA DOS SEXOS – Remake estreia em outubro. Acontece.com.
  4. Rede Globo. Cheias de Charme - Ficha técnica. Página visitada em 01 de abril de 2014.
  5. Cheias de Charme - Créditos.
  6. Rede Globo (20 de março de 2012). Leandra Leal, Taís Araújo e Isabelle Drummond em Cheias de Charme. Página visitada em 01 de abril de 2014.
  7. Cheias de Charme - Conheça os personagens
  8. Rede Globo. Taís Araújo, Leandra Leal e Isabelle Drummond em Cheias de Charme. Rede Globo - novelas. Página visitada em fevereiro de 2012.
  9. Rede Globo. Na próxima novela das sete, as atrizes formarão um trio musical de sucesso. Rede Globo - novelas. Página visitada em fevereiro de 2012.
  10. Rede Globo. Cheias de Charme tem como história principal o dia a dia das três domésticas.. Rede Globo - novelas. Página visitada em fevereiro de 2012.
  11. VEJA. De olho na classe C, Globo transforma Claudia Abreu em Barbie tecnobrega. Veja Online. Página visitada em março de 2012.
  12. Site Oficial. Titina Medeiros vive Socorro: a pedra no sapato de patroas e empregadas. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  13. a b c =Site Oficial. Titina Medeiros vive Socorro: a pedra no sapato de patroas e empregadas. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  14. Site Oficial. Da cozinha aos tribunais: as mulheres de Cheias de Charme não perdem a fibra. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  15. Quem (12 de outubro de 2011). Marcos Palmeira: "Estou amando não ser o galã da novela". Quem Online. Página visitada em fevereiro de 2012.
  16. Site Oficial. Cheias de Charme: Luiz Henrique Nogueira vive capacho de Chayene. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  17. Rede Globo. Cheias de Charme: Alexandra Richter muda visual para viver perua na trama. Rede Globo - novelas. Página visitada em março de 2012.
  18. Site Oficial. Tato Gabus Mendes será o ambicioso Ernani Sarmento. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  19. Site Oficial. Mau caráter na pele de galã, Jonatas Faro se diverte com seu primeiro vilão. Site Oficial. Página visitada em março de 2012.
  20. Rede Globo. Cheias de Charme: Bruno Mazzeo será empresário de antagonista. Rede Globo - novelas. Página visitada em março de 2012.
  21. Soraia Trancoso. Dhu Moraes e Isabelle Drummond estão juntas em “Cheias de Charme”. Correio de Uberlândia. Página visitada em março de 2012.
  22. Ofuxico. Juliana Alves fará uma cozinheira em Cheias de Charme. Ofuxico. Página visitada em março de 2012.
  23. Ofuxico. Tais Araujo e Sergio Malheiros interpretam mae e filho pela segunda vez. Ofuxico. Página visitada em março de 2012.
  24. Contigo!. Miguel Roncato estará no elenco de Cheias de Charme. Contigo!. Página visitada em março de 2012.
  25. Lady Francisco comemora volta às novelas: "Parece que estou renascendo".
  26. http://extra.globo.com/tv-e-lazer/telinha/cheias-de-charme-maria-helena-chira-interpreta-fa-de-fabian-que-sequestra-inacio-5025958.html
  27. 'Cheias de charme' estreia com 35 pontos; 'Avenida Brasil' tem recorde. Página visitada em 21 de abril de 2012
  28. “Cheias de Charme”: repercussão foi maior que a audiência
  29. "Cheias de Charme" bate novo recorde; novelas da Globo em alta (em português). NaTelinha. Página visitada em 13 de Julho de 2012.
  30. http://ofuxico.terra.com.br/noticias-sobre-famosos/audiencias-classico-das-duas-maiores-torcidas-do-brasil-da-25-pontos-a-globo/2012/07/19-144277.html
  31. [1]
  32. Cheias de Charme Agrada e Mantem Audiência Acima da Meta
  33. Compositor de 'Vida de Empreguete' diz que não esperava tamanha repercussão. odia.ig.com.br (5 de junho de 2012). Página visitada em 28 de junho de 2012.
  34. Título não preenchido, favor adicionar. www.pop.com.br (20 de maio de 2013). Página visitada em 21 de maio de 2013.
  35. Roberto Carlos Especial: Empreguetes, Chayene e Socorro, de Cheias de Charme, participam do especial 'Reflexões'. http://redeglobo.globo.com+(5 de junho de 2012). Página visitada em 22 de Dezembro de 2012.
  36. Caras Online (18 de maio de 2013). As Empreguetes, de 'Cheias de Charme', vão virar filme em breve. Caras. Página visitada em 13 de maio de 2014.
  37. a b Vencedores do Meus Prêmios Nick 2012 (18 de outubro de 2012).
  38. a b c d e f g h i j k Prêmio Extra de TV 2012 (2 de novembro de 2012).
  39. Prêmio APCA 2012 dá destaque a Avenida Brasil (27 de novembro de 2012).
  40. a b c Capricho Awards 2012-Cinema e TV (12 de dezembro de 2012).
  41. Créditos
  42. a b Vencedores do Prêmio CGP (Dezembro de 2012).
  43. a b c d e f g Indicados ao Prêmio Quem Acontece 2012 (20 de outubro de 2012).
  44. a b Os vencedores do prêmio 'Melhores do Ano' do 'Domingão do Faustão' (03 de março de 2013).
  45. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s Prêmio Contigo de TV! 2013 (20 de fevereiro de 2013).
  46. a b Veja a lista de ganhadores do “Troféu Imprensa 2013″ (26 de abril de 2013).
  47. CD Cheias de Charme - Nacional (em português).
  48. Cheias de Charme (em português).
  49. DVD Cheias de Charme (em português).
  50. http://televisao.uol.com.br/noticias/redacao/2012/05/19/globo-divulga-videoclipe-caseiro-das-empreguetes-de-cheias-de-charme.htm
  51. http://diversao.terra.com.br/tv/noticias/0,,OI5784109-EI13440,00-Cheias+de+Charme+empreguetes+sao+presas+apos+gravarem+clipe.html
  52. Isabelle Drummond teve muita aula de dança. Jornal da Paraíba. Página visitada em 1 de setembro de 2012.
  53. http://tvg.globo.com/novelas/cheias-de-charme/personagem/chayene.html
  54. http://www.ipctv.jp/ipctv-news/363-cheias-de-charme-conheca-a-rainha-do-eletroforro-chayene.html

Notas

  1. De 27/1/14 ao 29/1/14 e de 10/2/14 a diante se transmitiu as 17:00
  2. Dois capítulos por dia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre telenovelas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.