Chicago Fire Soccer Club

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chicago Fire Soccer Club
Nome Chicago Fire Soccer Club
Alcunhas La Maquina Roja (A Máquina Vermelha), Men in Red (Homens de Vermelho), CF97, Firemans (Bombeiros), Firesoldiers (Soldados do Fogo)
Fundação 1997
Estádio Toyota Park
Capacidade 20.000 pessoas
Presidente Estados Unidos Andrew Hauptman
Treinador Estados Unidos Frank Klopas
Patrocinador Estados Unidos Best Buy
Material esportivo Alemanha Adidas
Competição MLS
Website Site oficial (em inglês)
Kit left arm fire14h.png Kit body fire14h.png Kit right arm fire14h.png
Kit shorts fire14h.png
Kit socks fire14h.png
Uniforme
titular
Kit left arm chicagofire12a.png Kit body chicagofire12a.png Kit right arm chicagofire12a.png
Kit shorts chicagofire12a.png
Kit socks color 3 stripes white.png
Uniforme
alternativo
editar

O Chicago Fire Soccer Club, mais conhecido como Chicago Fire, é um clube profissional de futebol dos Estados Unidos localizado em Bridgeview, Illinois. Participa da Major League Soccer. Foi fundado em 8 de outubro de 1997 no aniversário de 126 anos do Grande Incêndio de Chicago, fato que ocorreu em 1871, por integrantes do Corpo de Bombeiros de Chicago. Em 1998, sua primeira temporada na Major League Soccer, o Chicago Fire ganhou a MLS Cup (a final da MLS), e também a U.S Open Cup. Também ganhou em a U.S Open Cup em 2000, 2003 e 2006.

O Chicago Fire tem um acordo de cooperação com o Morelia, time da Primeira Divisão Mexicana desde 2001. O acordo prevê trocas de experiencias tais como jogadores, treinadores e comissão tecnica e o desenvolvimento de ambos os clubes.

As cores oficiais do time são vermelho e branco; preto, azul marinho e azul claro também tem sido usado pelo Fire como cores alternativas no decorrer da sua história.

História[editar | editar código-fonte]

Vista Geral[editar | editar código-fonte]

O Clube foi fundado em 8 de outubro de 1997,por integrantes do Corpo de Bombeiros de Chicago, sendo o mais bem sucedido clube na história moderna da U.S Open Cup, ganhando-a em 1998, 2000, 2003, e 2006. Um dos maiores rivais do clube é o FC Dallas. Desde 2001, os dois clubes competem anualmente pela Brimstone Cup (que foi estabelecido pelos torcedores de ambos os clubes) que vai para a equipe que vencer mais jogos entre eles na temporada. Enquanto o FC Dallas permanece como o rival histórico, recentemente a rivalidade que mais cresce é contra o New England Revolution com os clubes sempre jogando o último jogo da temporada desde 2001. O Fire sempre jogou no Soldier Field, mas agora eles tem o seu próprio estádio, o Toyota Park. O Fire também tem uma relação bem próxima com outro time de Chicago, o Chicago Sting. Frequentemente são realizados jogos entre ambas as equipes em eventos, reuniões etc.

O Chicago Fire já teve vários astros vestindo sua camisa, tais como: Chris Armas, Frank Klopas, Eric Wynalda, DaMarcus Beasley, Josh Wolff, Tony Sanneh, Carlos Bocanegra, Justin Mapp, Jesse Marsch, C.J. Brown, Ante Razov, Zach Thornton, Chris Rolfe, Piotr Nowak, Luboš Kubík, Hristo Stoichkov, Tomasz Frankowski e Cuauhtémoc Blanco.

Fundação e Sucesso[editar | editar código-fonte]

Fundado no aniversário do Grande Incêndio de Chicago em 1997 por integrantes do Corpo de Bombeiros da referida cidade, com uma grande festa em seu quartel, o Chicago Fire Soccer Club imediatamente trouxe jogadores das mais variadas nacionalidades, trazendo por exemplo os Polonêses Peter Nowak, Jerzy Podbronzny, e Roman Kosecki, o Mexicano Jorge Cmpos e o Tcheco Lubos Kubik. Enquanto esses mostravam os seus jogando pelo Chicago Fire (especialmente Nowak, que foi capitão por 5 anos) foram os jovens jogadores americanos que promoveram em sua grande maioria o sucesso continuado até os dias de hoje, além de ter em seu quadro de atletas vários soldados e oficiais, não somente do Corpo de Bombeiros de Chicago, mas de várias outras corporações. O clube, contra todas as expectativas, conquistou o chamado "double" em 1998: Vencendo o DC United no final da liga no Rose Bowl, levando assim a MLS Cup, e uma semana depois vencendo o Columbus Crew em Chicago, vencendo U.S Open Cup.

O sucesso continuou algumas temporadas depois, atigindo em 2000 a MLS CUP (perdendo para o Kansas City) mas ganhando a U.S Open Cup do mesmo ano.

Liga dos Campeões da CONCACAF[editar | editar código-fonte]

Na Liga dos Campeões da CONCACAF foi terceiro colocado em duas ocasiões: em 1999 e 2004.

Superliga[editar | editar código-fonte]

Em 2008, o Chicago fire ficou em 3º lugar na MLS Supporters' Shield o que habilitou a equipe a disputar pela primeira vez a Superliga em 2009. Chegou à final da competição e obteve o vice-campeonato.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Internacionais[editar | editar código-fonte]

Nacionais[editar | editar código-fonte]

Elenco Atual[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 14 de outubro de 2013.[1]

Legenda
  • Capitão: Capitão
Posição Jogador
1 Estados Unidos G Alec Kann
3 Estados Unidos D Hunter Jumper
4 Mali D Bakary Soumaré
5 Uruguai M Arévalo Rios
6 Estados Unidos D Jalil Anibaba
8 Estados Unidos M Dilly Duka
9 Estados Unidos A Mike Magee
11 Estados Unidos M Daniel Paladini
12 Estados Unidos M Logan Pause (Capitão)
13 Costa Rica D Gonzalo Segares
14 Gana A Patrick Nyarko
15 Estados Unidos A Wells Thompson
16 Estados Unidos M Brendan King
17 Estados Unidos A Chris Rolfe
18 Estados Unidos D Steven Kinney
Posição Jogador
19 Estados Unidos M Corben Bone
20 Estados Unidos M Jeff Larentowicz
21 Estados Unidos M Michael Videira
22 Estados Unidos D Austin Berry
24 Estados Unidos A Quincy Amarikwa
25 Estados Unidos G Sean Johnson
26 Estónia M Joel Lindpere
27 Estados Unidos M Victor Pineda
28 Jamaica D Shaun Francis
29 Brasil A Maicon Santos
30 Camarões A Yazid Atouba
33 Equador A Juan Luis Anangonó
70 Itália G Paolo Tornaghi
71 Brasil M Alex

Jogadores notáveis[editar | editar código-fonte]

Ring of Fire[editar | editar código-fonte]

O "Ring of Fire" foi fixado em 2003 pelo Chicago Fire e Chicago Fire Alumni Association como forma de tributo aos que ajudaram na construcção de uma história de sucesso e orgulho deste mesmo clube.

Com excepção do membro inaugural, apenas os membros dotados do título Ring of Fire podem escolher os novos indicados e apenas um indicado pode ser selecionado em cada ano. Os nomes do "Ring of Fire" são postos em uma placa no estádio do Chicago.

Treinadores[editar | editar código-fonte]

Números do Clube[editar | editar código-fonte]

Baseados somente na temporada da MLS 2005

Uniformes[editar | editar código-fonte]

Uniformes atuais[editar | editar código-fonte]

  • 1º uniforme: Camisa vermelha com faixa horizontal azul, calção e meias vermelhas;
  • 2º uniforme: Camisa azul, calção e meias azuis.
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time

Uniformes dos goleiros[editar | editar código-fonte]

Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
'

Uniformes anteriores[editar | editar código-fonte]

  • 2010
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2008
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo
  • 2006
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Primeiro
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Segundo

Estádios[editar | editar código-fonte]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Média de público[editar | editar código-fonte]

Temporada regular/playoffs

  • 1998: 17,887
  • 1999: 16,016
  • 2000: 13,387
  • 2001: 16,338
  • 2002: 12,992
  • 2003: 14,005/14,871
  • 2004: 17,153/missed playoffs
  • 2005: 17,238/11,193
  • Todos os tempos: 15,419

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O Chicago Fire é o maior vencedor, entre os times da MLS, da US Open Cup: venceu quatro vezes (1998, 2000, 2003, 2006).
  • O Chicago Fire é a única equipe da MLS até agora a vencer a US Open Cup e a MLS Supporters' Shield no mesmo ano (2003).
  • O jogador estadunidense descendente de croatas Ante Razov é o maior artilheiro da história do Chicago Fire: marcou 76 gols em 155 partidas.
  • Existe um número considerável, e praticamente único na América do Norte, de suposto verdadeiros fanaticos pelo clube, os Ultras (no Brasil, torcidas organizadas). Um grupo de fans chamados Section 8 Chicago ocupa uma determinada area chamada de Section 8, cujo nome advém do número do setor original do estádio Soldier Field que ocupava, bem como provém do número de soldados dipensados por incapacidade mantal para o serviço militar. Outras torcidas são os Barn Burners 1871 (o mais velho que existia antes mesmo do clube ser fundado), Fire Ultras '98, Ultras Red-Side (um grupo multiétnico), Sector Latino (um grupo latino que sempre senta separado do Section 8), Mike Ditka Street Crew e Arsonists.
  • Participou da Série Mundial em 2005 e 2006.
  • Em 29 de maio de 2007, o Chicago Fire fez uma proposta para o jogador chileno Marcelo Salas - conhecido como El Matador - para jogar na equipe. Salas viajou para os EUA para estudar a proposta[2]
  • A maior contratação do Chicago Fire em 2007, o mexicano Cuauhtémoc Blanco irá finalmente fazer sua estréia em 20 de julho [1].
  • Em 7 de setembro de 2007, o Chicago fire foi adquirido de seus antigos donos pela empresa Andell Holding [2].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]