Chito-ryu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chito-ryu
Karate-vert.svg


Caratê
Grafia
Kanji 千唐流
Hiragana ちとりゅ
Origem
País  Japão
Fundador Tsuyoshi Chitose
Data de criação 1946
Karate icon.svg

Chito-ryu (千唐流?) um estilo de caratê que foi fundado por Tsuyoshi Chitose (千歳剛直?), em 1946. O nome do estilo é composto pelos ideogramas (千) chi, 1.000, (唐) to, China; e (流) ryū escola. Ou seja, diz-se que é o estilo chinês de caratê de mil anos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O fundador do estilo é neto do mestre Sokon Matsumura, pelo lado paterno[a]. Todavia, debutou no estudo do caratê por intermédio do mestre Aragaki Seisho, de quem recebeu os primeiros ensinamentos aos sete anos de idade, no ano de 1905.[2]

Chitose seguiu buscando conhecimentos em vários sítos e com várias pessoas, e nesse meio tempo treinou com ilustres mestres, tais como Kanryo Higaonna, Gichin Funakoshi, Chojun Miyagi, dentre outros.

Quando sobreveio a Segunda Guerra Mundial e acirrando-se o estado beligerante entre Japão e China, sucedeu de Chitose ir parar neste último país, porque fazia parte do corpo médico do exército nipoônico. Posto que em guerra, o mestre tornou-se achegado de alguns moradores nativos, dentre estes um mestre de chuan fa, de quem muito aprendeu.

Depois da grande guerra, o mestre resolveu ensinar o que sabia, criando seu estilo próprio. E, em 1948, um grupo de ilustres mestres reuniu-se e criou a JKA, pelo que seguiu mais formalmente a linhagem.[2]

Características[editar | editar código-fonte]

Estilo de movimentos fortes, tanto defesa e ataque, que é bem definido com velocidade e contração final (força). Pretende-se harmonizar os movimentos circulares e de forte concentração do Naha-te com a velocidade do Shuri-te.

Como o criador do estilo era médico, com conhecimento científico acerca da anatomia humana, o estilo visa desferir ataques apenas em pontos críticos, e, bem assim, quando defender, utilizar de certos pontos da articulação para imobilizar e/ou dominar o oponente.[3] [4]

Kata[editar | editar código-fonte]

Os katas do estilo são curtos e reflectem a finalidade, que é ser pragmático. Fazem parte do conjunto: Shihohai, Niseishi Dai, Niseishi Sho, Seisan, Bassai, Chinto, Sochin, Rohai Dai, Rohai Sho, Tenshin, Sanshiryu, Kushanku, Ryusan, Sanchin.

Se for comparado ao muitos outros estilos, o Chito-ryu possui pouco kata, é que O-Sensei, mesmo a ter em seu conhecimento um grande número de katas, que provinham das mais diversas origens e linhagens, quando decidiu formatar seu modelo próprio da arte marcial, foram selecionados apenas aquelas formas capazes de carrear os princípios do estilo. E mesmo aqueles katas introduzidos no sistema tiveram movimentos suprimidos, quando eram repetitivos. Por tal motivo, os katas do estilo tendem a ser menores que os dos demais.[5]

Showa[editar | editar código-fonte]

O lema/código de conduta dos caratecas que praticam o estilo chama-se Showa (唱和?), cuja recitação é feita no início e no final de cada treino.

Japanese[6] [7] Transliteração[8] Português

我々空手道を修行するものは
常に、武士道精神を忘れず
和と忍をもって成し
そして、努めれば必ず達す

Ware ware karate-dō o shugyō surumono wa
Tsuneni, bushidō seishin o wasurezu
Wa to nin o motte nashi
Soshite, tsutomereba kanarazu tassu

Nós, os estudantes do caminho do caratê,
devemos lembrar sempre do espírito do Bushido.
Com harmonia, perseverança e trabalho árduo
alcançaremos nossos objetivos

Notas

[a] ^  O pai de Tsuyoshi Chitose chamava-se Chinen Chiyoyu e, quando se casou, adoptou o patronímico de sua esposa. Ele não treinava caratê nem esteve envolvido com o tema das artes marciais, apesar de sua origem.[2]

Referências