Choi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Choi
Portão de pedra de Choi
Portão de pedra de Choi
Choi está localizado em: Irão
Choi
Localização de Choi no Irão
38° 33' 01" N 44° 57' 08" E
País  Irã
Província Azerbaijão Ocidental
Altitude [1] 1 148 m (3 766 pés)
População (2012)
 - Total 200 985
Sítio Choi

Choi[2] (em persa: خوی‎; transl.: khoy; em azeri: خوی; transl.: Xoy; em armênio/arménio: Խոյ; histórica Հեր (Her); também grafada Khoi, Khoy, Khvoy, Khowy, Khuy, e Xoy)[3] é uma cidade e capital do condado de Choi, na província do Azerbaijão Ocidental, no Irã. No censo de 2006, sua população era de 178 708, com 45 090 famílias.[4] Choi está situada ao norte da maior cidade e capital da província, Úrmia, e a 807 quilômetros a noroeste de Teerã. A economia da região está baseada na agricultura, principalmente a produção de frutas, grãos e madeira. Choi é apelidada como girassol do Irã. A principal língua de Choi é azeri e sua principal religião é o xiismo islâmico.[carece de fontes?]

História[editar | editar código-fonte]

Choi está situada nas proximidades montanhas como Chelekhaneh e Avrin (a mair alta montanha da província do Azerbaijão Ocidental), o que faz o clima ser muito frio no inverno e fresco no verão; o clima da primavera é ameno. Foi fortificada várias vezes durante a história, sendo a última vez durante o Império Qajar, no século XIX. É bem conhecida como a tumba de Shams Tabrizi, um renomado poeta e místico iraniano.[carece de fontes?]

Após a morte de Nader Xá em 1747, Choi rompeu com o governo central iraniano como vários outros Estados, incluindo o Afeganistão e alguns Canatos Caucasianos ao norte, e tornou-se o Canato de Choi (1747-1813), que foi leval ao governo central apenas quando foi poderoso (como sob Karim Cã), e autônomo quando o poder central foi fraco. O retorno de Choi à vassalagem iraniana ocorreu durante o começo do Império Qajar. Choi foi atacada pela Rússia em 1827. Até 1828, Choi tinha um grande número de habitantes armênios. Em meados dos anos 1800, alguns deles imigraram para a Armênia Oriental no Império Russo. Pouco antes e durante a Primeira Guerra Mundial, quando os turcos otomanos ocupara a cidade, houve um massacre de armênios em Choi. Durante a Primeira Guerra Mundial tropas russas tomaram Choi, mas retrocederam em 1917. Na Segunda Guerra Mundial foi novamente ocupada, desta vez pelas tropas soviéticas, que permaneceram até 1946. Hoje em dia, há uma pequena população vivendo lá.[carece de fontes?]

Clima[editar | editar código-fonte]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Maku Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 2,8 5,2 11,6 17,2 23,9 29,3 32,6 32,7 28 20,5 13,1 6,4 18,61
Temperatura mínima média (°C) −5,6 −4 0,6 5,3 9,9 13,5 16,9 16,3 11,3 6,7 2 −2,6 5,86
Precipitação (mm) 28 20 31 47 54 21 7 5 8 22 22 19 284
Fonte: Climate Data[5] 11 de novembro de 2011

Referências

  1. Khvoy, Iran Page (em inglês). Página visitada em 23-01-2014.
  2. Clark 2006, p. 142
  3. van Donzel 1994, p. 208
  4. Census of the Islamic Republic of Iran, 1385 (2006) (em inglês). Página visitada em 23-01-2014.
  5. Climate: Khoy.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Clark, James D.. Provincial Concerns: A Political History of the Iranian Province of Azerbaijan, 1848-1906. [S.l.]: Mazda Publ., 2006. ISBN 1568591896
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Choi