Chris Fehn

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Chris Fehn
Chris Fehn durante performance no Allstate Arena.
Informação geral
Nome completo Christopher Michael Fehn
Também conhecido(a) como Mr. Picklenose
Nascimento 24 de Fevereiro de 1973 (41 anos)
Origem Des Moines, Iowa
País Estados Unidos
Instrumento(s) Percussão e vocal de apoio
Afiliação(ões) Slipknot
Will Haven

Christopher Michael "Chris" Fehn (Des Moines, Iowa, 24 de fevereiro, 1973) é um músico estadunidense integrante da banda de new metal Slipknot.

Vida pessoal e carreira[editar | editar código-fonte]

Fehn, nasceu em Des Moines, Iowa. Antes de entrar no Slipknot, ele jogou como jogador de futebol no time Wayne State University. Ele juntou-se a banda por volta de Abril de 1997, substituindo o percussionista Greg Welts, que foi forçado a sair do Slipknot após devido a conflitos pessoais com o baterista Joey Jordison, que resulta de Welts namorar a irmã de Jordison.

Bem como emprestar seu talento a percussão na banda, Fehn é vocal de apoio no Slipknot e também é fundamental no apoio executados ao vivo nos palcos. Fora do Slipknot, Fehn é um jogador muito forte, e estava em evidências sobre a banda do DVD de 2006, Voliminal: Inside the Nine, onde ele é entrevistado enquanto jogava golfe. Fehn descreve-se como um "grande fã da banda", e diz do Slipknot, "o mundo precisava de algo assim."

Antes de entrar no Slipknot, em 1997, Fehn foi amigo íntimo dos caras do Slipknot e principalmente do percussionista Shawn Crahan. Segundo Fehn, Crahan perguntou se ele poderia ser baterista de tambor, o que ajudou Shawn a tocar na percussão também. Pouco tempo após o seu pedido foi feito, Fehn deu uma oferta personalizada para tocar percussão na banda. Fehn, em seguida, foi dado um rough demo que continha todas as músicas do Slipknot. Fehn disse que "Spit It Out" foi a canção que se destacou a ele e a mais importante. Fehn então experimentada a percussão e posteriormente é agora o membro do Slipknot. Nos primeiros anos do Slipknot antes da sua assinatura com a Roadrunner Records, além disso, ele tem um dom que sua voz dá um destaque na hora do back-vocal, muitos não percebem, mas se já ouviram Vermilion [Pt.2], Snuff, tem uma voz de fundo junto a Corey, sim, essa voz é a de Chris Fehn. Fehn foi um eletricista. Em uma recente entrevista com o Rosto Cultura, Fehn disse que os membros da banda deram-lhe um duro tempo em seus primeiros anos com a banda. Ele descreveu que o seu tempo durante o auto-intitulado álbum época era o seu "período hazing" com a banda. Chris Fehn começou a ter uma rivalidade com o Limp Bizkit. Quando Fred Durst, o vocalista do Limp Bizkit, declarou: "Eu realmente gosto muito de Slipknot e sou muito feliz quando eles nos odeiam, porque torna a sua música mais pesada, mais enraivecida e real!", Slipknot e principalmente Fehn ficaram zangados por isso. Mais tarde, Durst descreveu um sentido como sendo "... com medo de nós Slipknot, e que ele não sabia até então que Clown estava a ser seriamente sobre o que ele implícita." Shawn Crahan, foi igualmente furioso sobre Durst. No dia 25 de março de 2012 foi confirmado pelo também percussionista do Slipknot Shawn Crahan que Chris acabara de se tornar pai de um menino: Jaxon Atari Fehn.

Máscara[editar | editar código-fonte]

Fehn usa um estilo de máscara, que tem sido visto em várias cores e estilos sempre com o nariz lembrante do Pinóquio, o nariz tem cerca de 19 cm de comprimento. Ele usa seis variações de máscara, a sua mais conhecida é uma de couro utilizada durante a época Iowa. Outra bem conhecida de Fehn é a vermelha, que foi utilizada principalmente durante o Vol. 3: (The Subliminal Verses) World Tour. Fehn atualmente usa duas variações para o All Hope Is Gone. A primeira é, como as outras máscaras, uma máscara com uma cabeça cheia e rosto vermelho. O segundo é uma, tal como os outros, mas ele só cobre o rosto, mostrando o seu longo cabelo loiro.

A máscara do Fehn tem um design muito provável com a base usado pelos médicos durante a Peste Negra no tempo medieval, onde o nariz estava cheio de ervas para proteger os médicos que a usavam contra a inalação da fumaça da morte. Outra influência é amplamente discutida a possibilidade da máscara a ser baseada no que foi adornada por Alex e seu "droogs" durante a cena do estupro em 1971 do filme A Clockwork Orange. Uma terceira ideia da origem da máscara também vem da Commedia dell'Arte, uma comédia italiana, que realizou a sua popularidade através dos séculos 15 e 18.. Chris diz que a máscara lembra uma versão do Pantaleão da fálicos de bico de máscara. A quarta idéia da origem da máscara é o personagem Pinóquio. Bastidores do segundo show do Slipknot no Ozzfest, Fehn falou características sobre a máscara para um local onde foi entrevistado, dizendo: "Esta máscara reflete a minha personalidade cômica. Eu a Escolhi para o fator do cativeiro. Quando você colocá, leva você para um outro local. Muito quente, é muito apertado, e que até a dor vai junto com a agressão que criamos." Em mais uma recente entrevista em Londres, Fehn alegou que, "O cheiro fica pior, cheira a vômito, suor e mijo!" Em entrevista ao programa de TV britânico "Never Mind Os Buzzcocks", Fehn também se tornou conhecido como Cockface McGinty após os comentarios de Mark Lamarr.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]



Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.