Christopher Cradock

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cristopher Cradock
Christopher Cradock.jpg
Almirante Cradock
Nascimento 2 de julho de 1862
Hartforth, Richmond, North Yorkshire
Morte 1 de novembro de 1914 (52 anos)
Coronel, Chile
Nacionalidade Britânica
Serviço militar
Patente Almirante

Sir Christopher "Kit" George Francis Maurice Cradock (02 de julho de 1862 - 1 de novembro de 1914) foi um almirante britânico que comandou a frota de britânica durante a Batalha de Coronel em 1914.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cradock nasceu em Hartforth, Richmond, Nort Yorkshire em 2 de julho de 1862. Em 1875, entrou para a Royal Navy, atuando no Mediterrâneo onde se destacou. Em 1900, durante o Levante dos Boxers comandou a frota aliada composta por britânicos, japoneses e alemães durante a captura do Forte Taku. Recebendo a Ordem da Coroa da Prússia como condecoração. Em 1910, Cradock foi promovido a Almirante. Em 1911, ajudou no salvamento dos passageiros e tripulantes do SS Dehli, e em 1912, foi condecorado com a Real Ordem Vitoriana. Em 1913, assumiu o comando da Estação da América do Norte e Índias Ocidentais.

Batalha de Coronel[editar | editar código-fonte]

Quando a Primeira Guerra Mundial começou em agosto de 1914, Cradock foi-lhe ordenado perseguir e destruir a frota do Almirante Maximilian von Spee, mesmo com uma frota mais fraca, Cradock teve que cumprir as ordens. Em Halifax, Canadá embarcou no HMS Good Hope, um velho navio composto por reservistas inexperientes, e partiu até Port Stanley, Malvinas. Ao sair de Port Stanley, Cradock deixou uma carta para ser entregue ao Almirante Hedworth Meux em caso de sua morte. Cradock escreveu que não queria o mesmo destino do Contra-almirante Ernest Troubridge que foi levado à Corte Marcial por não ter enfrentado o inimigo, mesmo sendo este mais poderoso, durante a perseguição ao SMS Goeben e o SMS Breslau. De acordo com o Governador das Malvinas e seu assessor, Cradock não espereva sobreviver.

Quando a velha frota de Cradoc, composta pelos HMS Good Hope, HMS Monmouth, HMS Glasgow e HMS Otranto, encontrou a poderosa e moderna frota do Almirante Spee, composta pelos SMS Scharnhorst, SMS Gneisenau, SMS Leipzig, SMS Dresden e SMS Nürnberg, à algumas dezenas de quilômetros da cidade chilena de Coronel, as duas frotas não se enfrentaram inicialmente, o Almirante Spee esperava anoitecer para atacar, ao entardecer, precisamente às 17hs10mins, Cradock decidiu atacar reunindo seus navios, rumou para o Oeste e tentou cortar a linha alemã, mas Spee diminiu a velocidade da sua frota. Às 18hs18mins, Cradock tenta novamente cortar a linha alemã, mas Spee vira sua frota impedindo-o novamente. Às 18hs50mins, Spee decide atacar, os britânicos tiveram problemas para responder ao fogo inimigo, muitas de suas casamatas localizavam-se perto da linha d'água caso fossem abertas para que seus canhões pudessem atacar, a água do mar, que nesse dia estava agitado, entraria nos navios. Cradock tenta cortar novamente a linha inimiga, com isso a artilharia alemã atacou com toda a sua força e precisão. O HMS Good Hope ficou seriamente danificado e em chamas assim como o HMS Monmouth, ambos agora eram alvos fáceis no meio da escuridão. Às 19hs57mins, o HMS Good Hope, afundou matando todos os tripulantes, inclusive Cradock. Às 21hs18mins, o HMS Monmouth também afundou, os britânicos perderam.

Cradock foi homenageado com um monumento em York Minster.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • "Good Hope Sunk", 7 November 1914, pp. 9.
  • "The late Admiral Cradock", 14 November 1914, pp. 11.
  • Robert Massie. Castles of steel: Britain, Germany and the winning of the Great War at sea. London: Jonathan Cape, 2004. ISBN 0224 040928
  • Arthur Marder. From the Dreadnought to Scapa Flow (5 Vols). London: Oxford University Press, 1961-1970.
Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Christopher Cradock