Cibelle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta biografia de uma pessoa viva cita fontes fiáveis e independentes, mas elas não cobrem todo o texto. (desde janeiro de 2011) Ajude a melhorar esta biografia providenciando mais fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Cibelle no Auditório Ibirapuera. São Paulo. Brasil. 02/11/2007.

Cibelle é uma artista performática multimídia, cantora, compositora e produtora musical. O estilo musical de Cibelle é difícil de classificar, passando pela música eletrônica, bossa nova e folk. Ela tem classificado suas composições como um estilo próprio denominado de “Tropical Punk”.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Cibelle Cavalli nasceu em São Paulo em 2 de janeiro de 1978, hoje vivendo em Londres. Ela frequentou o conservatório Marcelo Tupinambá em São Paulo desde os seis anos de idade, onde estudou guitarra, piano, percussão e teatro. Cibelle teve uma curta carreira de modelo na adolescência, abandonando-a para dedicar-se a atuar a partir dos vinte e poucos anos. Cibelle trabalhou em musicais, curtas-metragens e na televisão brasileira, até começar a dedicar-se mais fortemente a música.

Após conhecer um produtor sérvio Suba em um bar ela tornou-se a principal vocalista de seu álbum, São Paulo Confessions, on Ziriguiboom (lançado pelo selo belgo Crammed Discs) em 1999. Este álbum teve a mistura de música tradicional com música eletrônica, estando anos a frente da música eletrônica da época. O álbum São Paulo Confessions é um considerado como um importante precursor e álbum marco para a música eletrônica nacional. Suba morreu pouco depois do lançamento do álbum.

Cibelle em seguida apareceu no álbum de Celso Fonseca, Natural (2003). O primeiro álbum a solo de Cibelle também fora lançado em 2003. Assinando com o selo belga Crammed quando tinha 22 anos, ela começou a a passar cada vez mais tempo na Europa, mais especificamente em Paris. Para a conclusão de seu primeiro álbum ela se mudou para Londres.[1]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

  • Cibelle (2003)
  • The Shine of Dried Electric Leaves (2006)
  • Las Vênus Resort Palace Hotel (2010)
  • ∆Unbinding∆ (2013)

EPs[editar | editar código-fonte]

  • About a Girl EP (2005)
  • Noite de Carnaval/Matthew Herbert Remixes (2005)
  • Green Grass EP (2007)
  • White Hair EP (2008)

Colaborações[editar | editar código-fonte]

  • São Paulo Confession de Suba (1999): vocais em 3 músicas
  • Fortificando a Desobediência de Xis (2002): faixa Sonho Meu
  • Tributo de Suba (2002): vocais em 4 músicas
  • O Cheiro do Ralo (Trilha Sonora Original) (2006)
  • Electric Gypsyland (2006): 1 música de Kocani Orkestar remixada por Cibelle
  • Res Inexplicata Volans de Apollo Nove (2005): vocais em 3 músicas
  • Worried Noodles (TomLab Records): 1 música original (2008)
  • Femina do The Legendary Tiger Man (2009): vocais em 2 músicas

Referências

  1. http://www.soundsandcolours.com/articles/brazil/an-interview-with-cibelle/ Uma Entrevista com Cibelle (Sons e Cores)(em inglês)