Ciclismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Corrida profissional de ciclismo
Portal A Wikipédia possui o
Portal Ciclismo

Ciclismo é um esporte de corrida de bicicleta cujo objetivo dos participantes é chegar primeiro a determinada meta ou cumprir determinado percurso no menor tempo possível.

Foi na Inglaterra, em meados do século XIX, que o ciclismo iniciou-se como esporte, época em que o aperfeiçoamento do veículo possibilitou o alcance de maiores velocidades. O ciclismo é regido por diversas regras. Geralmente enquadra-se em quatro categorias: provas em estradas, provas em pistas, provas de montanha (Mountain Bike) e BMX e é praticado com diversos tipos e modelos de bicicletas.

No Mountain Bike existem várias categorias que são divididas em mais ou menos radicais, e são elas: cross country, em todo o tipo de terreno, de preferência no monte, seja a subir, plano ou a descer; o Free Ride, com um andamento mais extremo em que se dá preferência a saltos e descidas; o down hill, que é a versão mais extrema e perigosa do MTB que consiste somente em descer, normalmente a velocidades altas, sendo este praticado tanto no monte ou em cidade (o chamado downhill urbano ou DHU). Em Lisboa, o mais famoso evento desta disciplina é o Lisboa Down Town que se realiza anualmente em Maio e que consiste na descida da encosta do Castelo de São Jorge até ao arco da Red Bull.

Em termos de saúde, o ciclismo é uma atividade rítmica e cíclica, ideal para desenvolvimento dos sistemas de energia aeróbico e anaeróbico, dependendo do tipo de treinamento aplicado. Desenvolve o sistema cardiovascular dos praticantes, sendo ainda indicado por médicos especialistas como ótimo exercício para queima de gordura corporal e desenvolvimento de resistência de força muscular de pernas, em treinamentos.

O mundo moderno inventou também o ciclismo estático, ou seja, a prática do ciclismo em bicicletas ergométricas e em locais fechados, casa, academia, clube, etc, um exercício aeróbico alternativo e seguro ideal para indivíduos que desejam maior segurança, sustentação e facilidade de manejo do que o ciclismo de estrada ou de pista.

O ciclismo estático é indicado para pessoas que apresentam determinados tipos de lesões de joelhos, quadris, coluna e que não podem caminhar; grávidas, idosos com osteoporose e principalmente obesos.

História do ciclismo[editar | editar código-fonte]

O Ciclismo surgiu a partir de 1890.

Entre 1890 e 1900 nasceram grandes provas, que ao longo dos anos se tornaram clássicos, alguns ainda existem hoje como o Liege-Bastogne-Liege.

Em 1893 foi feito o primeiro Campeonato Mundial, com provas de sprints e meio fundo, exclusivamente para os corredores amadores do mundo.

Esporte olímpico[editar | editar código-fonte]

O ciclismo faz parte do programa olímpico desde a primeira edição moderna dos jogos de Atenas, em 1896, quando os eventos realizados era apenas de Pista.

Até os Jogos de 1984 em Los Angeles teve apenas a participação masculina. As mulheres começaram a participar dos eventos de estrada nas Olimpíadas de Seul, em 1988.

Na Olimpíada de Atlanta, 1996, participaram pela primeira vez ciclistas profissionais e introduziram o método de cross-country e o ciclismo de montanha ou Mountain Bike.

Nos Jogos Olímpicos de Pequim, 2008, foi adicionado outra modalidade desta disciplina "BMX SX" (BMX Supercross), essa modalidade descendente do BMX incorpora novas dificuldades como uma rampa mais íngreme e com saltos maiores, com uma velocidade considerável.

Cuidados[editar | editar código-fonte]

A decisão de caminhar, praticar ciclismo ou realizar outro esporte/desporto deve ser acompanhada de uma série de cuidados, com o objetivo de preservar nossa saúde e aproveitar ao máximo os resultados que podem ser obtidos:

  • Deve dar-se preferência para o período vespertino (ao final da tarde), principalmente os portadores de cardiopatias, diabéticos e hipertensos. Porém, quando se mantém um horário fixo, nosso organismo se adapta melhor. É de fundamental importância que a pessoa cardíaca consulte seu médico para verificar se pode exercitar-se sem riscos;
  • Um instrumento importante é o relógio, que vai medir a duração da sessão de caminhada ou da bicicleta. Um reproductor portátil de música pode ser interessante, na medida em que realizar exercício com música ajuda a relaxar;
  • O aquecimento é importante. Devem fazer-se alongamentos durante 10 minutos antes e após a atividade física;
  • Alimentar-se com uma fruta ou suco/sumo (não mais que 200 ml), 30 minutos antes, durante e logo após o exercício. Ingerir água filtrada somente em pequenas quantidades;
  • Procurar um local com aclives e declives suaves (quanto mais plano melhor). No caso da bicicleta, os aclives são desejáveis para momentos de se pedalar em pé;
  • Evitar sol forte e/ou frio intenso;
  • Caminhar, pedalar ou nadar continuamente. A carga e a frequência da prática devem ser observadas de acordo com a exigência de cada organismo, conforme recomenda o Colégio Americano de Medicina do Esporte/Desporto (American College of Sports Medicine – ACSM), conforme cálculo que pode ser feito por cada indivíduo, dependendo do objetivo do exercício.
  • A altura do selim deve ser regulada para que, quando a perna estiver na posição mais distante, o joelho esteja levemente flexionado, para evitar trabalhar com a perna estendida.

Devemos dar preferência para caminhar, pedalar ou nadar em um só período. Ao término da atividade física devemos sentir-nos bem. A qualquer sinal de dores, cãibras, falta de ar, cansaço extremo, é recomendado que pare. Depois, é recomendável um contato com o médico.

Paraciclismo[editar | editar código-fonte]

Paraciclismo é um esporte que deriva do ciclismo, destinado a pessoas com deficiência. Sua prática é realizada com a utilização de uma handbike, que é uma espécie de triciclo pedalado com as mãos.

No velódromo, as bicicletas não têm marchas e a competição acontece em uma pista oval que varia entre 250 e 325 metros de extensão. Velocidade em todas as provas é fundamental. Na estrada, os ciclistas de cada categoria largam ao mesmo tempo. As competições são as mais longas da modalidade, com até 120 km de percurso. As disputas contra-relógio exigem mais velocidade que resistência. Os atletas largam de um em um minuto, pedalando contra o tempo. Nesta prova a posição dos ciclistas na pista não diz, necessariamente, a colocação real em que se encontram, pois tudo depende do tempo. No Brasil, a modalidade é administrada organizada pela Confederação Brasileira de Ciclismo

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ciclismo
Ícone de esboço Este artigo sobre ciclismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.