Ciclo do Ulster

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Série sobre
Mitologia celta
Coventina

Politeísmo celta
Divindades celtas

Mitologia gaélica

Mitologia irlandesa
Mitologia escocesa
Mitologia hébrida
Tuatha Dé Danann
Ciclo mitológico
Ciclo do Ulster
Ciclo Feniano

Mitologia britânica

Religião britânica da Idade do Ferro
Mitologia britânica
Mitologia galesa
Mitologia bretã
Mabinogion
Livro de Taliesin
Trioedd Ynys Prydein

Vocações religiosas

Druidas · Bardos · Ovados

Festivais

Samhain, Calan Gaeaf
Imbolc, Gŵyl Fair
Beltane, Calan Mai
Lughnasadh, Calan Awst

Artigos relacionados

Ciclo do Ulster, antigamente chamado de "Ciclo do Ramo Vermelho", é grande conjunto de prosa e verso que versam sobre os tradicionais heróis do Ulaid, onde hoje é a região oriental do Ulster (Irlanda). É um dos quatro ciclos principais da mitologia irlandesa, ao lado do Ciclo Mitológico, Ciclo de Fenian e o Ciclo Histórico.

Ciclo mítico[editar | editar código-fonte]

Este ciclo está centrado no reinado de Conchobar mac Nessa, que dizem haver sido o rei do Ulster ao tempo de Cristo. Ele governava de Emain Macha (hoje Navan Fort, próximo a Armagh), e tinha uma grande rivalidade com a Rainha Medb e o rei Ailill, de Connacht, junto ao aliado deles, Fergus mac Róich, rei anterior do Ulster. O principal herói do ciclo é o sobrinho de Conchobar, chamado de Cúchulainn.

A sociedade descrita nos contos do Ciclo do Ulster é marcadamente pertencente à pré-cristã, Idade do Ferro - embora "filtrada" pela perspectiva dos redatores cristãos medievais, seu conteúdo apresenta equivalência com a sociedade celta europeia, tal como foi descrita pelos autores clássicos. Guerreiros lutando em carruagens, levando a cabeça dos seus oponentes como troféu, lutas como "aperitivo" dos banquetes, a orientação feita por druidas, singulares lutas com bastões. Os bardos tinham grande poder e privilégio e a riqueza era medida em gado.

O Ciclo consiste em cerca de oitenta histórias, cujo núcleo central é o Táin Bó Cúailnge ou, numa tradução livre, o "Ataque ao gado de Cooley" onde a rainha Medb invade o Ulster à frente de um enorme exército a fim de roubar o touro marrom de Cooley, e encontra somente Cúchulainn em seu caminho.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia celta é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.