Ciclone Nargis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tempestade ciclônica muito severa Nargis
Tempestade ciclônica muito intensa  (ECIN)
Categoria 4  (EFSS)
Nargis 01 may 2008 0440Z.jpg
O ciclone Nargis sobre o Golfo de Bengala em 1 de Maio de 2008
Formação: 27 de Abril de 2008
Dissipação: 3 de Maio de 2008
Vento mais forte (1 min): 115 nós (213 km/h, 132 mph)
Vento mais forte (3 min): 90 nós (167 km/h, 104 mph)
Pressão mais baixa: 962 hPa (mbar) ou 722 mmHg
Danos: Pelo menos $10 bilhões de dólares (valores em 2008)
Fatalidades: No mínimo 77.741[1]
Áreas afetadas: Sri Lanka, sudeste da Índia, Ilhas Andaman e Mianmar
Parte da
Temporada de ciclones no Oceano Índico norte de 2008

A tempestade ciclônica muito severa Nargis (designação do JTWC: 01B; também conhecido simplesmente como ciclone Nargis) foi um intenso ciclone tropical que causou o pior desastre natural na história de Mianmar. Nargis é o ciclone tropical dotado de nome que provocou mais mortes na bacia do Oceano Índico norte. Considerando-se todo o mundo, Nargis é o segundo ciclone tropical dotado de nome em número de mortos, somente atrás do tufão Nina, em 1975. Nargis formou-se em 27 de Abril durante a temporada de ciclones no Oceano Índico norte de 2008 e causou intensa devastação ao longo do delta do rio Irauádi, em Mianmar, uma das áreas mais densamente povoadas do mundo. O governo mianmarense declarou cinco regiões, as divisões de Yangon, Ayeyarwady e Bago e os estados de Mon e Kayin, como áreas de desastre. Nargis é o primeiro ciclone tropical da temporada de ciclones no Oceano Índico norte de 2008.

O ciclone tropical formou-se no sudeste do Golfo de Bengala em 27 de Abril de 2008, a aproximadamente 750 km a lés-sudeste de Chennai, sudeste da Índia, locomovendo-se inicialmente para noroeste. No entanto, Nargis começou a seguir para leste e posteriormente para nordeste e lés-nordeste, intensificando-se gradualmente, até que em 1 de Maio, o ciclone Nargis intensificou-se rapidamente, atingindo o pico de intensidade com ventos máximos sustentados de 215 km/h, intensidade equivalente a um furacão de categoria 4 na escala de furacões de Saffir-Simpson, antes de se enfraquecer ligeiramente e atingir a costa de Mianmar com ventos de 195 km/h. Nargis cruzou todo o delta do rio Irauádi antes de seguir para nordeste e se dissipar na região montanhosa da fronteira entre Mianmar e Tailândia.

A maré de tempestade, de aproximadamente 3,5 metros de altura, causou danos severos nas regiões ao longo da costa mianmarense, causando devastação na região do delta do rio Irauádi, principalmente na agricultura. Segundo a junta militar que governa o país, até 8 de Junho, tinha-se confirmado 77.738 fatalidades, sendo que outras 55.917 pessoas ainda estavam desaparecidas. Além disso, outras 3 fatalidades foram relatadas em Sri Lanka durante os estágios iniciais do ciclone. Isso faz de Nargis o pior ciclone tropical desde o ciclone em Bangladesh em 1991 e o pior desastre natural desde o maremoto de 2004. Os prejuízos totais causados por Nargis são estimados em aproximadamente $10 bilhões de dólares, fazendo de Nargis o ciclone tropical que provocou mais perdas econômicas nesta região do mundo. Além disso, a intervenção da junta militar em se recusar inicialmente a ajuda internacional e a venda de donativos internacionais no mercado negro agravou a situação das vítimas, que chegam a 2,5 milhões de pessoas.

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

O caminho de Nargis

A área de convecção atmosférica que viria dar origem ao ciclone Nargis foi primeiramente notada em 22 de Abril sobre o mar de Andaman, a aproximadamente 500 km a sudeste de Port Blair, Ilhas Andaman.[2] O Joint Typhoon Warning Center (JTWC), uma agência de monitoramento de ciclones tropicais que provê informações para as agências governamentais americanas,[3] começou a monitorar o sistema como uma perturbação tropical em 25 de Abril. Segundo o JTWC, a perturbação apresentava um centro ciclônico de baixos níveis e áreas desorganizadas de convecção em volta desse centro. O JTWC notou também que a perturbação estava numa área com cisalhamento do vento baixo a moderado e com favoráveis divergências de altos níveis e seguia para oés-noroeste no lado meridional do eixo de um anticiclone de escala sinótica de altos níveis.[4] Com condições favoráveis, a perturbação intensificou-se gradualmente e durante a manhã (UTC) de 27 de Abril, o JTWC emitiu um alerta de formação de ciclone tropical (AFCT) sobre o sistema, mencionando a possibilidade do sistema de se tornar um ciclone tropical dentro de um período de 24 horas.[5] Praticamente ao mesmo tempo, o Departamento Meteorológico da Índia (DMI), o Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE) responsável pela monitoração de atividade tropical no Golfo de Bengala e Mar Arábico, começou a emitir boletins regulares sobre uma depressão sobre o Golfo de Bengala.[6] Por volta das 16:00 (UTC) de 27 de Abril, o DMI classificou o sistema para uma depressão profunda, refletindo a intensificação da depressão.[7] Praticamente ao mesmo tempo e assim que os ventos máximos sustentados alcançaram 65 km/h, o JTWC emitiu seu primeiro boletim regular sobre o ciclone tropical 01B. Segundo o JTWC, o ciclone deslocava-se inicialmente para nor-noroeste, seguindo pela periferia noroeste de uma área de alta pressão de baixos a médios níveis que estava a sudeste do sistema.[8]

No começo da madrugada de 28 de Abril, com a contínua intensificação do sistema, o Departamento Meteorológico da Índia (DMI) classificou a depressão profunda como uma tempestade ciclônica e lhe atribuiu o nome Nargis,[9] que foi submetido à lista de nomes de ciclones tropicais da bacia do Oceano Índico norte pelo Paquistão e refere-se ao gênero botânico Narcissus em urdu.[10] Intensificando-se rapidamente, Nargis tornou-se uma tempestade ciclônica severa apenas 9 horas depois de ter se tornado uma tempestade ciclônica.[11] Durante a tarde de 28 de Abril, um olho formou-se no interior das áreas de convecção do sistema.[12] No começo da madrugada de 29 de Abril, Nargis se tornou uma tempestade ciclônica muito severa.[13]

O ciclone Nargis próximo de atingir a costa de Mianmar em 1 de Maio

Durante a manhã de 29 de Abril, Nargis começou a se enfraquecer ligeiramente devido a interação de dois anticiclones de mesoescala, um sobre o ciclone tropical e outro mais ao leste, o que produziu uma área de convergência de altos níveis, desfavorável para o desenvolvimento do ciclone. A subsidência formada em associação com os anticiclones causou a perda de boa parte das áreas de convecção associadas a Nargis. Também, a intrusão de ar seco causou um enfraquecimento adicional do sistema. Ao mesmo tempo, Nargis começou a seguir para nordeste devido à influência da alta subtropical a sudeste do sistema.[14] Mas os fatores desfarováveis à intensificação do sistema se dissiparam e Nargis voltou a se fortalecer a partir da madrugada (UTC) de 30 de Abril, sendo que novas áreas de convecção surgiram no interior do sistema.[15] No entanto, a intensificação não ocorreu de forma rápida devido à presença de cisalhamento do vento moderado,[16] provocado pelas correntes atmosféricas induzidas por um anticiclone a leste do sistema. No entanto, o sistema também não se enfraqueceu, já que a temperatura da superfície do mar estava ideal para a sustentação de ciclones tropicais e pela boa exaustão setentrional e ocidental de altos níveis associados ao ciclone.[17]

A partir de 1 de Maio, Nargis começou a se intensificar-se rapidamente com a melhora da exaustão radial de altos níveis devido à aproximação de um cavado de médias latitudes.[18] Um olho pequeno e irregular ficou visível em imagens de satélite no canal visível[19] e o ciclone tropical atingiu seu pico de intensidade com ventos máximos sustentados de 215 km/h, intensidade equivalente a um furacão de categoria 4 na escala de furacões de Saffir-Simpson, e seu olho ficou mais bem definido, embora pequeno, com apenas 19 km de diâmetro.[20]

Por volta do 12:00 (UTC) de 2 de Maio, Nargis fez landfall no Cabo Puriyan, região do delta do rio Irauádi, Mianmar.[21] [22] Durante a noite (UTC) de 2 de Maio, o Departamento Meteorológico da Índia desclassificou Nargis para uma tempestade ciclônica severa.[23] No entanto, mesmo sobre terra, Nargis enfraquecia-se lentamente devido à proximidade com a costa.[24] Durante a madrugada de 3 de Maio, o Departamento Meteorológico da Índia emitiu seu aviso final sobre o sistema.[25] No entanto, o JTWC continuou a emitir avisos regulares sobre Nargis até a tarde daquele dia, quando o ciclone começou a seguir para nordeste como resposta à aproximação de um cavado de médias latitudes e pela rápida dissipação do ciclone sobre o terreno montanhoso na região fronteiriça entre Mianmar e Tailândia.[26] O Laboratório de Pesquisas Navais da Marinha dos Estados Unidos da América continuou a seguir a área de baixa pressão remanescente de Nargis até a madrugada (UTC) de 4 de Maio, quando o sistema dissipou-se completamente sobre os terrenos montanhosos da região leste de Mianmar.[2]

Preparativos e impactos[editar | editar código-fonte]

Sri Lanka e Índia[editar | editar código-fonte]

Imagem TRMM do ciclone Nargis sobre a porção oeste do Golfo de Bengala, mostrando a quantidade de chuva. As áreas em verde e vermelho mostram as tempestades mais intensas associadas ao ciclone.

No Sri Lanka, o ciclone produziu fortes chuvas, que levaram a enchentes e deslizamentos de terra sobre dez distritos no país. Os distritos de Ratnapura e Kegalle foram os mais afetados, onde mais de 3.000 famílias foram desalojadas. Milhares de residências foram inundadas, sendo que 21 foram destruídas. As chuvas deixaram 4.500 pessoas desabrigadas,[27] e mais de 35.000 pessoas foram afetadas na ilha.[28] Três feridos foram relatadas na ilha, além de duas mortes.[27]

O Departamento Meteorológico da Índia recomendou aos pescadores a não navegarem no oceano durante a passagem de Nargis. Fortes ondas e rajadas de vento eram esperadas ao longo da costa de Andhra Pradesh e Tâmil Nadu, na Índia. Além disso, a influência do ciclone abaixou as temperaturas ao longo da costa da Índia, que tinha sido afetada por uma severa onda de calor.[29]

Como originalmente se esperava que o ciclone atingisse áreas próximas a Bangladesh, as autoridades instruíram os fazendeiros locais a colherem a safra de arroz com urgência; naquele momento, o país estava passando por uma severa escassez de alimentos provocada pelo Ciclone Sidr, que atingiu o país em Novembro de 2007, além de enchentes no começo de 2008. Um impacto direto de Nargis em Bangladesh poderia resultar em safras perdidas devido aos fortes ventos.[30]

Mianmar[editar | editar código-fonte]

A região do delta do rio Irauádi antes e depois do ciclone
Ayeyarwady, a divisão de Mianmar mais afetada pelo ciclone

Em 12 de Maio, foram relatadas 31.938 fatalidades associadas à passagem do Ciclone Nargis sobre Mianmar. 29.770 continuam desaparecidos.[1] Como resultado, o governo local declarou estado de emergência nas divisões de Yangon, Irauádi, Bago e os estados de Mon e Kayin.[31] Somente na cidade de Bogalay, 10.000 pessoas morreram.[32] . Em 8 de Maio, diplomatas em Yangon apontaram para a possibilidade de o número de mortos chegar aos 100.000[33] .

Assim que Nargis atingiu a região do delta do rio Irauádi, com ventos de até 250 km/h, vários estragos foram relatados. A tempestade derrubou árvores e destelhou construções.[34] As estações de TV e rádio estatais ficaram fora do ar. O transporte público também foi atingido. A transmissão de informações detalhadas sobre os estragos do ciclone em Mianmar foi afetada, pois os sistemas de telefones e de Internet foram severamente danificados.[34] Segundo relatos de populares, três mulheres morreram quando a embarcação onde elas estavam virou.[34] A maior cidade e ex-capital do país, Yangon, foi severamente atingida pelo ciclone. O aeroporto local foi fechado, tendo os vôos domésticos sido desviados para a cidade de Mandalay.

Ajuda internacional[editar | editar código-fonte]

Em 6 de maio, o governo birmanês pede ajuda formalmente às Nações Unidas.[35]

As nações listadas abaixo doaram dinheiro, alimentos e remédios as vítimas do ciclone em Mianmar.:[36]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: No mínimo 10.000 morrem após ciclone em Mianmar

Referências

  1. a b Yahoo! (17-05-2008). Ciclone em Mianmar deixou quase 78.000 mortos (em português). Visitado em 17-05-2008.
  2. a b Laboratório de Pesquisas Navais (NRL) (22 de Abril de 2008). Index of: /TC/tc08/IO/01B.NARGIS/amsub/89/2degreeticks (em inglês) Marinha dos Estados Unidos da América. Visitado em 08-06-2008.
  3. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (8 de Junho de 2008). Joint Typhoon Warning Center Products (em inglês). Visitado em 08-06-2008.
  4. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (25 de Abril de 2008). Tropical Bulletin (2008-04-25 18:00 UTC) (em inglês). Visitado em 8 de Junho de 2008.
  5. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (27 de Abril de 2008). Tropical Bulletin (2008-04-27 06:00 UTC) (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  6. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (27 de Abril de 2008). SPECIAL TROPICAL WEATHER OUTLOOK (27-06-2008 06:00 UTC) (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  7. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (27 de Abril de 2008). Deep Depression over southeast and adjoining Southwest Bay of Bengal (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  8. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (27 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B Warning 001 (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  9. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (28 de Abril de 2008). Cyclonic Storm "NARGIS" over southwest and adjoining southeast and westcentral Bay of Bengal (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  10. Reuters India (7 de Maio de 2008). Cyclone Nargis -- Urdu for "daffodil" (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  11. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (28 de Abril de 2008). Severe Cyclonic Storm "NARGIS" over southwest and adjoining southeast and westcentral Bay of Bengal (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  12. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (28 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 005 (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  13. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (29 de Abril de 2008). Very Severe Cyclonic Storm "NARGIS" over westcentral and adjoining southwest and southeast Bay of Bengal (em inglês). Visitado em 9 de Junho de 2008.
  14. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (29 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 008 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  15. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (30 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 011 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  16. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (30 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 012 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  17. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (30 de Abril de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 013 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  18. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (1 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 017 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  19. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (1 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 018 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  20. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (2 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 020 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  21. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (2 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 021 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  22. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (2 de Maio de 2008). SHIPPING BULLETIN FOR MET. AREA VIII (N),NORTH OF EQUATOR (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  23. Departamento Meteorológico da Índia (DMI) (2 de Maio de 2008). RSMC- TROPICAL CYCLONES, NEW DELHI (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  24. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (2 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 023 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  25. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (3 de Maio de 2008). RSMC- TROPICAL CYCLONES, NEW DELHI (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  26. Joint Typhoon Warning Center (JTWC) (3 de Maio de 2008). Tropical Cyclone 01B (NARGIS) Warning 025 (em inglês). Visitado em 10 de Junho de 2008.
  27. a b Daily Mirror (2008-04-30). Floods leave thousands homeless (em inglês). Visitado em 2008-05-03.
  28. Lakshmi de Silva (2008-04-30). Over 35,000 affected by floods, landslides (em inglês) Upali Newspapers Limited. Visitado em 2008-05-03.
  29. Press Trust of India (2008-04-28). Orissa heat deaths rise to eight as cyclonic storm forms over Bay (em inglês). Visitado em 2008-05-03.
  30. Steve Herman (04-29-2008). Bangladesh's Farmers Told Not to Panic About Approaching Cyclone (em inglês) VOA News. Visitado em 2008-05-03.
  31. BBC News. Hundreds killed by Burma cyclone. Visitado em 4 de Maio de 2008.
  32. "Cyclone kills 10,000 in one Myanmar Town - Reuters, acesso em 6 de Maio de 2008"
  33. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas cnn2
  34. a b c BBC. aabbcc (em inglês). Visitado em 03-05-2008.
  35. www.timesonline.co.uk, Burma cyclone: up to 50,000 dead and millions homeless, but still no call for aid
  36. Staff Writer (May 6. 2008). Aid starting to trickle into Burma: agencies CTV. Visitado em 2008-05-06.
  37. Tony Eastley (May 7. 2008). Australia pledges $3m relief to Burma ABC. Visitado em 2008-05-07.
  38. Doação brasileira a Mianmar, nota à imprensa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, 7 de maio de 2008.
  39. BBC
  40. Ministry of Foreign Affairs grants a financial assistance in the amount of 100,000 USD to Myanmar, following “Cyclone Nargis [1]
Ciclones tropicais da Temporada de ciclones no Oceano Índico norte de 2008
BOB01
Escala de Furacões de Saffir-Simpson
DT TS TT 1 2 3 4 5



#-JTWC