Cidade Alta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cidade Alta
—  Bairro do Brasil  —
Foto da Avenida Rio Branco
Foto da Avenida Rio Branco
Localização da Cidade Alta em Natal.
Localização da Cidade Alta em Natal.
Unidade federativa  Rio Grande do Norte
Região administrativa Zona Leste de Natal
Município  Natal
Área
 - Total 94,10 HA
População
 - Total 6,692
Fonte: Não disponível

O atual bairro da Cidade Alta (também chamado de "Centro") foi o local onde a cidade do Natal nasceu, em 25 de Dezembro de 1599.

História[editar | editar código-fonte]

Catedral Nova na Avenida Deodoro da Fonseca no bairro da Cidade Alta.
Igreja de Santo Antônio (Igreja do Galo) na Cidade Alta.
Agência do Unibanco instalada no bairro da Cidade Alta.

O sítio da futura cidade do Natal foi escolhido por ser num chão elevado e firme à margem direita do Rio Potenji. Na Praça André de Albuquerque, localizada no bairro, foram inaugurados, em 1599, o Pelourinho e a Igreja Matriz, com a celebração da primeira missa. Este lugar foi a primeira rua da cidade que, inicialmente, se chamava Rua Grande. Neste trecho, erguia-se a cadeia, com o Senado da Câmara e o sobrado do Governo. Havia ainda, a provedoria fiscal, depois Real Erário, e algumas igrejas, ainda hoje existentes, que constituem o sítio histórico do Natal, dentre as quais se destacam a Igreja de Nossa Senhora da Apresentação, e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Somente na segunda metade do Século XIX, apareceu calçamento nas ruas do bairro. Depois da Rua Grande, a segunda maior via da Cidade Alta era Rua Santo Antônio, mais popular por fixar a população e pela proximidade da fonte do "rio de beber água" ou Baldo.

A história desse bairro em muito se confunde com a da cidade, uma vez que esta cresceu muito lentamente nos primeiros séculos de existência. Segundo Luís da Câmara Cascudo, foi o prefeito Omar O'Grady quem pôs Natal no caminho do Século XX, ao substituir o aterro colonial com o calçamento, a paralelepídedo, na Avenida Junqueira Aires. Em 1935, o prefeito Miguel Bilro realizou o prolongamento da Avenida Rio Branco até a Ribeira, através da Vila Barreto. No Século XX começa o processo de verticalização da cidade do Natal, com a destruição de antigos casarões e da memória arquitetônica do bairro e, consequentemente, da cidade.

Cidade Alta hoje[editar | editar código-fonte]

O bairro da Cidade Alta possui em sua grande parte área comercial, principalmente ao longo da Avenida Rio Branco e da avenida Princesa Isabel, ruas essas quem em grande parte foi loteado por lojas e varejo dos mais variados tipos. Algumas lojas famosas presentes no bairro são C&A, Lojas Riachuelo, Lojas Americanas, Lojas Marisa e Leader (inclusive essa última sendo a maior loja da rede no Nordeste instalada no bairro.[1] )

Também encontramos nas nas ruas do bairro, várias construções do período colonial, muitas delas preservando as características de Portugal colonial. Também temos várias construções que foram sede dos mais importantes momentos da história do Estado, como a antiga sede do Governo, a casa do Presidente João Fernandes Café Filho, a Igreja do Galo e etc. O bairro merece uma boa visão, pois preserva grande parte da história, e possui construções imponentes de períodos dos nossos antepassados.

Conjuntos[editar | editar código-fonte]

Conjunto
Baldo
Passo da Patria

Dados técnicos[editar | editar código-fonte]

  • Bairro: Cidade Alta
  • Localização: Zona leste de Natal, banhado pelo Rio Potenji.
  • Lei de criação: 4.330/93
  • Área (HA): 94,10
  • Domicílios particulares permanentes: 1.809
  • População residente em 2000: 6.692
  • Densidade demográfica em 2000: 71,12
  • Estimativa de população em 2005: 7.475

Referências