Cidade da Guatemala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cidade da Guatemala
—  Cidade e Município  —
Horizonte de Cidade da Guatemala
Bandeira de Cidade da Guatemala
Bandeira
Selo de Cidade da Guatemala
Selo
lema "Todos somos la ciudad"</ br>("Todos nós somos a cidade")
Cidade da Guatemala está localizado em: Guatemala
Cidade da Guatemala
Localização da Cidade da Guatemala em Guatemala
14° 37' 54" N 90° 31' 25" O
País: Flag of Guatemala.svg Guatemala
Departamento Municípal Guatemala
Fundação 1776
Administração
 - Prefeito Alvaro Arzu
(PU. Partido Unionista)
Área
 - Cidade e Município 692 km²
 - Água 0 km²
 - Metro 1905 km²
Altitude 1 500 m (4 900 pés)
População (Censo de 2010)
 - Cidade e Município 2 149 107 habitantes(Anexo:Lista das cidades mais populosas da América)
    • Densidade 1.195,48/km2 
 - Metro 2 523
Fuso horário América Central (UTC-6)
Código de área 01001-01025, excluindo 20, 22, e 23
Sítio Municipalidad de Guatemala

Cidade da Guatemala é a capital e maior da República da Guatemala. O seu nome oficial é La Nueva Guatemala de la Asunción localmente é conhecida simplesmente como Guatemala ou, mais informalmente, como Guate.

Tem cerca de 2,51 milhões de habitantes. Foi fundada pelos colonizadores espanhóis em 1620, nas proximidades das ruínas da velha cidade maia de Kaminaljuyu.

Em 1775 um terremoto destrui a velha capital guatemalteca, Antígua, tendo então a Guatemala tornado-se sua capital em 1776.

Quando da independência, em 1821, o país foi chamado Guatemala em honra da sua capital.

História[editar | editar código-fonte]

Metropolitan Cultural Centre (old National Post Office Building).

Dentro dos limites da própria cidade há a antiga cidade maia de Kaminaljuyú, datada há mais de 2000 anos atrás. Sabe-se que ela comercializava com uma cidade muito distante dela, Teotihuacan, no México central. O centro de Kaminaljuyú estava localizado a uma curta distância da parte mais antiga da cidade da Guatemala. No século XX, Kaminaljuyú cresceu ao redor das ruínas (e em alguns casos sobre algumas ruínas periféricas que antes foram protegidas). O centro cerimonal Kaminal Juyú é agora um parque dentro da capital guatemalteca.

Nos tempos de colonização espanhola era uma pequena cidade com um monastério chamado El Carmen, fundado em 1620. A sede da Capitania Geral da Guatemala, dependente do Vice-reinado da Nova Espanha, foi mudada a este lugar em 1775, ao Vale das Vacas, onde está assentada a capital.

Seu desenvolvimento é visto em ocasiões incontáveis por catástrofes naturais e terremotos, que, em sua maioria, devastaram a cidade e os seus arredores. O último terremoto ocorreu em 1976 que danificou seriamente a estrutura construída mais moderna e as que encontravam em construção, como as relíquias religiosas da Igreja Nossa Senhora do Carmo (construída desde 1620) e o Edifício do Mercado Central (hoje convertido em um edifício rude que inclui um centro de artesanatos nacionais para turistas).

A cidade foi fundada oficialmente em 2 de janeiro de 1776. Seu crescimento se deu por todos as direções, sendo predominantes no sul-ocidente e no sul-oriente. Seu crescimento englobou muitas vilas, que se encontravam afastadas, e que hoje formam parte da cidade. Algumas destas são: Mixco, Santa Catarina Pinula, Villa Nueva, San José Pinula. Também se deu o fenômeno das "Cidades-Dormitório", como Fraijanes, Villa Canales e Amatitlán. Nestas cidades, os desenvolvimentos urbanísticos foram muitos e mostraram um grande crescimento populacional da capital guatemalteca, mas esta ainda padeceu de escassez de moradia, que incentivou a formação de periferias em zonas de alto risco, como em barreiras e barrancos característicos da região.

Em 4 de fevereiro de 1976, às 2h30min da madrugada, aproximadamente, a cidade foi sacudida por um terremoto que afetou todo o país (Guatemala). Muitas zonas da capital, entre elas a Zona 3, foram totalmente destruídas. Os hospitais estavam destruídos, houve muitos mortos e feridos e todo o combustível existente na cidade se acabou. Este acontecimento é lembrado por alguns sobreviventes do terremoto, que é recordado de muita tristeza. O grau do terremoto foi de 7,5 na Escala Richter.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade de Guatemala está elevada a 1.532 metros de altitude acima do nível do mar e possui temperaturas muito suaves, entre 9 e 21 °C. Localiza-se em uma latitude de 14º 37' 15" N e a uma longitude de 90º 31' 36" O. Sua extensão é de 996 quilômetros.

Zonas e infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A cidade está dividida em 25 zonas, onde é muito simples de se encontrarem direcções, o plano urbanístico foi desenhado pelo engenheiro Raúl Aguilar Batres. Toda a Guatemala tem um estrutura quadrada que se expande em todas as direções, o qual é um característica importante do urbanismo neoclássico de princípios do século. A cidades possui muitas avenidas e ruas amplas e decoradas. Seu trajeto antigo e sua localização faz com que sejam poucas as suas principais vias de acesso, devido a severos congestionamentos de tráfico de veículos, igual que o desenvolvimento de outras áreas, como em "La Ruta del Atlántico", situada entre as zonas 17 e 18, que têm demonstrado um poder comercial especial nos últimos anos, comparado às rodovias de El Salvador.

O centro da Cidade Guatemala está atualmente em um período certo de deterioramento. Provavelmente a população local há se retirado do mesmo onde ficaram nada mais para atividades políticas, educativas e turísticas. Hoje, nos arredores do casco turístico proliferam as comunidades de imigrantes (vindas de outras regiões da América Central, do Caribe e também da Ásia e da África). A concentração dos centros econômicos e financeiros que albergam oficinas internacionais há se expandido predominantemente no sul da capital guatemalteca, especialmente nas zonas 4, 5, 7, 9, 10, 11, 12, 13, 14 e 15. Em muitas zonas se encontram muitos edifícios destinados a oficinas financeiras. O complexo industrial da cidades está majoritariamente concentrado na zona 12, sendo esta a mais contaminada da cidade. Não obstante, novos projetos urbanísticos muitas fábricas contaminantes nos arredores das rodovias, do Atlântico ao Pacífico, o que será um grande projeto do aro metropolitano.

Grandes áreas comerciais se constroem em pontos distintos da capital, portanto, cabe destacar que o projeto urbanístico do parque comercial "Las Majadas" agrupa o maior central comercial da capital e de toda a Guatemala, já que dentro dele se encontram quinze centros comerciais, entre eles o centro comercial Miraflores, os supermercados Hiper Paiz, que registram as maiores vendas a nível nacional.

A cidade oferece uma das maiores carteiras de entretenimento a nível nacional, enfocada na chamada Zona Viva e na Calçada Roosevelt, assim como nos "Cuatros Grados Norte". A atividades dos cassinos é grande e possui várias localizações em pontos distintos da Zona Viva, onde este mercado ainda está fase de iniciação, que ainda está fechada e se reestrurando e está cada vez mais moderna. Assim também tem sem fim grandes centros comerciais.

E já há novos projetos a serem implantados, como a Praça de São Rafael. No distrito financeiro se encontram os edifícios mais altos do país, como o edifício de finanças. Entre muitos outros destinados a uso de oficinas, apartamentos, entre outros. E ainda há mais projetos em destaque. A localização do Aeroporto Internacional de Aurora, dentro da cidade, limita a construção de arranha-céus, variando os limites perdidos diretamente por sua localização dentro da zona urbana.

Ligações[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cidade da Guatemala
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Guatemala é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.