Cidade de Davi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Turista dentro do túnel de Ezequias, em 2010.

A Cidade de Davi ou David (em hebraico: עיר דוד, transl. Ir David; em árabe: مدينة داوود) é região habitada há mais tempo da cidade israelense de Jerusalém, e um de seus principais sítios arqueológicos. Consiste de um promontório estreito que avança rumo ao sul, a partir do Monte do Templo. Foi uma cidade cercada por muralhas durante a Era do Bronze e, de acordo com a tradição bíblica, teria sido ali que o rei Davi construiu seu palácio e estabeleceu sua capital. A Cidade de Davi tinha como defesas naturais o vale de Tiropeão, a oeste, o vale de Geena ao sul, e o vale do Cédron a leste (embora com o tempo este vale localizado a oeste tenha deixado de ser tão profundo, devido à ocupação humana).

Em tempos antigos, a Cidade de Davi era separada do Monte do Templo pelo Ofel, uma área desabitada que se tornou a sede do governo sob o domínio israelita.[1] Durante o reinado de Ezequias, as muralhas da cidade foram expandidas para oeste, incluindo um subúrbio até então seme muros, conhecido atualmente como Cidade Antiga de Jerusalém, a oeste do Monte do Templo.

Atualmente o complexo com a escavação arqueológica e o centro de visitantes da Cidade de Davi é uma das principais atrações turísticas de Israel. Embora ainda existam residências de muçulmanos e judeus na região, as escavações arqueológicas continuam a ser feitas, muitas vezes sob estas residências, e existem propostas de transformar todo o promontório num parque arqueológico.

Referências

  1. Mazar, Eilat, Excavations at the Summit of the City of David, Preliminary Report of Seasons 2005-2007, Shoham, Jerusalém e Nova York, 2009, p. 21.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


31° 46′ N 35° 14′ E

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cidade de Davi