Cilenos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Cilenos foram um povo castrejo pré-romano que ocupava o território que média entre os rios Ulla e Lérez. Ptolemeu, Hidácio e Plínio consideraram que o núcleo ou capital deste território era “Aquae Celenae” ("povoação das Águas Cilenas"), lugar que hoje corresponde com a vila de Caldas de Reis.

Seguindo a explicação de Enrique Flórez:

Os Cilenos eram os últimos povos do Conventus de Lugo, em cujo fim começava o de Braga, como refere Plínio, pois contando entre os Lucenses aos Cilenos em ultimo lugar, baixando desde em cima e passando às ilhas, acrescenta que o Convento de Braga começava desde os Cilenos...
Ptolomeu, referindo os Cilenos, somente expressa Aquas Calidas, colocando esta população perto e sob Iria, o que é próprio e deve reduzir-se atualmente a Caldas, a quem favorece além do texto de Ptolomeu o de Antonino, que na ultima viagem de Braga a Astorga caminhando por Iria põe antes dela as Águas Celenas com distância de três léguas ou doze milhas, que é a atual de Caldas a Padrón.[1]


Este povo ainda existia no século V, em que foi nomeado por Idácio, como explica Flórez:

Perseverava aquele povo com o seu nome no século V, em que foi nomeado por Idácio, e no VI em que a Divisão de Bispados feita pelos Suevos põe em Iria a Igreja de Celenos que segundo a má escrita daquelas vozes parece ser Celenes.[1]


Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  • Este artigo foi inicialmente traduzido do artigo da Wikipédia em espanhol, cujo título é «Cilenos».