Cimeira de Bucareste de 2008

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cimeira de Bucareste 2008)
Ir para: navegação, pesquisa

Cimeira de Bucareste 2008 ou a 20.ª Cimeira da NATO é uma cimeira da NATO, que foi organizada em Bucareste, na Roménia, entre os dias 2 e 4 de Abril de 2008. Entre outras decisões, a Croácia e a Albânia foram convidados a aderir à Aliança. A Macedónia não foi convidada devido a um diferendo com a Grécia. Geórgia e Ucrânia tinham esperado aderir à NATO, mas os membros da mesma decidiram rever o seu pedido, em Dezembro de 2008.

Ordem de trabalhos[editar | editar código-fonte]

Eis o programa da Cimeira:

  • A capacidade da NATO
  • As tensões no relacionamento NATO-Rússia. (3 e 4 de Abril)
  • Segurança
  • Parceria UE-NATO
  • Segurança energética
  • Estabilidade dos Balcãs Ocidentais
  • A missão no Afeganistão. (2 e 3 de Abril)
  • O alargamento da NATO (Albânia, Croácia e Macedónia)
  • Plano de Acção da adesão á NATO (Geórgia e na Ucrânia). (4 de Abril)

Macedónia nomeada mas vetada pela Grécia[editar | editar código-fonte]

A Grécia tinha ameaçado por diversas vezes vetar a adesão da Macedónia á NATO, devido à longa disputa em nomear o seu nome. Atenas argumenta que o uso da denominação "Macedónia" implica reivindicações territoriais sobre a região adjacente grega da Macedónia, uma alegação rejeitada por Skopje. No entanto, uma série de mapas, foram difundidos por grupos nacionalistas baseada na FYROM, alusivos a partes da Grécia (incluindo Salónica, na Grécia), como sendo parte de um futuro estado. Cartazes erigidos em Skopje, poucos dias antes da cimeira de Bucareste, por organizações privadas que substitui a cruz branca sobre a bandeira grega com a cruz suástica, levou a vigorosos protestos e condenação, embora o próprio governo estivesse dissociado das representações e manifestou o seu pesar. Da NATO, disse que o país poderia iniciar conversações sobre a adesão à aliança logo que tenha resolvido o seu diferendo com a Grécia.

NATO-Rússia[editar | editar código-fonte]

O Presidente russo Vladimir Putin foi convidado para a cimeira de Bucareste, chegando no segundo dia (3 de Abril) para participar nas conversações bilaterais NATO-Rússia. Ele opõe-se aos planos da União Europeia para implantar defesas antimísseis na Polónia e na República Checa, que foi discutida na cimeira. A Rússia também se opõe à adesão da Geórgia e da Ucrânia à NATO.

Referências[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Cimeira da NATO em Riga
2006
Cimeira da NATO em Bucareste
2008
Sucedido por
Cimeira da NATO em Lisboa
2010-
Ícone de esboço Este artigo sobre política, partidos políticos ou um político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.



O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Cimeira de Bucareste de 2008