Cinética musical

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cinética Musical (do grego kine = movimento), também chamada de agógica (ou agoge) é a parte da música que estuda a velocidade ou andamento com que cada peça musical deve ser executada.

Etimologicamente, o termo agógica tem as suas raízes no verbo grego ágo que significa conduzir, andar, levar. Contudo, este termo, como hoje nós o conhecemos, foi criado pelo musicólogo alemão Karl Wilhelm Julius Hugo Riemann (1849-1919), em 1884, e que designa as flutuações de tempo introduzidas na execução de uma composição musical, com o fim de deixar uma margem de expressão ao intérprete.

Ao escreverem a partitura, compositores utilizam termos técnicos em italiano de acepção universal. As indicações de andamento mais corriqueiras, do mais lento para o mais rápido, são as seguintes:

  • Gravissimo: Menos de 40 batidas por minuto (bpm). Extremamente lento.
  • Grave: de 40 a 48 bpm. Muito lento; grave; sério; demasiadamente vagaroso;
  • Largo: de 48 a 58 bpm. Lento, muito vagaroso;
  • Larghetto: de 59 a 65 bpm. Um pouco mais rápido que o largo
  • Adagio: de 66 a 72 bpm. Devagar; calmo; lentamente
  • Andante: de 73 a 80 bpm. Em passo tranquilo; andando
  • Andantino: de 80 a 95 bpm. Um pouco mais rápido que o andante
  • Moderato: de 96 a 104 bpm. Velocidade moderada; moderadamente.
  • Allegretto: de 105 a 120 bpm. Mais rápido que o moderato e mais lento que allegro
  • Allegro: de 121 a 140 bpm. Depressa; rápido
  • Vivace: de 141 a a 168 bpm. Vivo; com vivacidade;
  • Presto: de 169 a 180 bpm. Muito depressa; muito rápido
  • Prestissimo: de 181 a 208 bpm. O mais depressa possível

As marcações de tempo em bpm podem ser obtidas com auxílio de um metrônomo, um relógio especialmente construído para definir uma pulsação constante. Os valores associados a cada andamento são apenas de referência. Alguns compositores podem definir valores diferentes. Por exemplo, não é incomum que em uma partitura o allegro seja definido com 120 bpm.

A indicação de tempo accelerando ou stringendo significa que um trecho musical deve começar lento e ir aumentando gradativamente de velocidade até ficar rápido; o contrário é ritardando ou rallentando.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Se ouvirmos o segundo movimento Concerto para piano e orquestra, nº 5, em mi bemol maior (1809, op. 73), de Ludwig van Beethoven, verificaremos que a velocidade com que a música é interpretada é efetivamente lenta: é um Adagio un poco mosso. Porém, se examinarmos a agógica da Abertura da ópera Ruslan e Ludmila, de Mikhail Ivanovich Glinka (1804-1857), verificaremos que a velocidade dessa peça orquestral é rápida: é um Presto.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Música Erudita