Cine Holliúdy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cine Holliúdy
 Brasil
2012 • cor • 91 min 
Direção Halder Gomes
Produção executiva Dayane Queiroz
Edmilson Filho
Roteiro Halder Gomes
Elenco Edmilson Filho, Miriam Freeland e Roberto Bomtempo
Gênero Comédia
Idioma Português, Cearês
Direção de arte Juliana Ribeiro
Direção de fotografia Carina Sanginitto
Figurino Jo Fonteles
Cristiano Pires
Edição Helgi Thor
Página no IMDb (em inglês)

Cine Holliúdy é um filme de comédia brasileiro de 2013, dirigido por Halder Gomes e estrelado por Edmilson Filho, Miriam Freeland e Roberto Bomtempo. O filme foi o primeiro no edital de longa-metragens de baixo orçamento do Ministério da Cultura do Brasil em 2009[1] , sendo uma versão em longa-metragem do premiado curta Cine Holiúdy – O Astista Contra o Caba do Mal.[2] O levou 481.203 espectadores ao cinema em 2013 e faturou 4,9 milhões de reais.[3]

O curta foi visto em 80 festivais de 20 países e ganhou 42 prêmios. “Nos festivais, os críticos me animaram e falaram que tinha que fazer um longa-metragem desse filme e, realmente, tinha muito material para isso”, afirmou o diretor Halder.[4] O longa foi lançado em 9 de agosto de 2013[5] em Fortaleza e em algumas cidades de sua região metropolitana.[6]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Interior do Ceará, década de 1970, no período em que a popularização da TV começava e ameaçava os cinemas nas pequenas cidades. As pessoas da região começaram a desfrutar de um bem ainda não conhecido, porém, o televisor afastou as pessoas dos cinemas. Francisgleydisson (Edmilson Filho) luta para manter viva a paixão pela sétima arte, com criatividade e o humor cearense. Ele é o proprietário do Cine Holiúdy, um pequeno cinema da cidade que terá a difícil missão de se manter vivo como opção de entretenimento.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • Edmilson Filho como Francisgleydisson
  • Miriam Freeland como Maria Das Graças
  • Joel Gomes como o filho de Francisgleydisson
  • Roberto Bomtempo como Olegário Elpídio
  • Angeles Woo como o apresentador de TV
  • Fiorella Mattheis como a Garota dos Sonhos
  • Rainer Cadete como Shaolin
  • Karla Karenina como a fã de futebol
  • Marcio Greyck como o comprador de carros
  • Jorge Ritchie como Padre Mesquita
  • Fernanda Callou como Whelbaneyde
  • Falcão como o cego Isaías
  • Haroldo Guimarães como Ling, Orilaudo Lécio e Munízio
  • João Neto como o Bebinho

Produção[editar | editar código-fonte]

As filmagens do longa iniciaram em outubro de 2010, em Pacatuba, Ceará, com a participação do ator e comediante João Netto o “Zé Modesto” que interpreta o bêbado Lhé-Gué-Lhe.[7] Até o final de dezembro de 2010 ele foi filmado nas cidades de Fortaleza, Pacatuba, Quixadá e Quixeramobim, todas no estado do Ceará.[1] No elenco, uma combinação de atores locais, nacionais e internacionais formou os 40 personagens da história e que fazem parte da memórias do diretor.[4] O filme é exibido nos cinemas com legendas em português, para facilitar o entendimento de pessoas que não moram no Ceará e que não irão compreender o dialeto cearense.[4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Cine Holliúdy recebeu avaliações mistas dos críticos especializados. A narração, montagem e as legendas foram os mais citados como um dos pontos mais negativos do filme. O crítico Thiago Siqueira do Cinema com Rapadura que concedeu 7 de 10 estrelas ao filme, avaliou negativamente a montagem, relatando "que deixa a trama confusa em seu início". Sobre as legendas, Thiago acha que deveria traduzir significativamente a linguagem do filme para o público de outras regiões do país.[8]

"Em se tratando de comédia, Halder consegue o essencial: mostra domínio do tempo cômico e faz o humor de seu longa funcionar a contento, mesmo que a montagem não ajude em certos momentos", posicionou-se Roberto Guerra do CineClick, que concedeu a mesma quantidade de estrelas de Siqueira.[9] O jornalista Daniel Herculano, da Tribuna do Ceará, escreveu que "mesmo com problemas de ritmo e uma dramaticidade desnecessária, o resultado de Cine Holliúdy é uma comédia hilariante, romântica até, que brinca com o lúdico e a nostalgia com suas exibições mambembes de cinema no interior do Ceará".[10]

Para Cacá Diegues, Cine Holliúdy é “barato, mas sem perder nada de sua qualidade técnica, cheio de curiosos efeitos especiais”, e “um exemplo de que o cinema se faz de várias maneiras, e em todas elas o filme pode ser bom” (http://oglobo.globo.com/opiniao/petropolis-mais-pacatuba-9682501#ixzz2iEQBoBbQ). Para Fernando Meirelles, “Edmilson Filho, de Cine Holliúdy, que bateu o Volverine no Ceará, é gênio. O Brasil não vê um comediante popular assim desde Oscarito” (O diretor se refere ao filme americano Wolverine – Imortal). Meirelles afirmou ainda que “a última sequência do filme, onde ele conta o filme para a plateia, é cena antológica. Chaplin ficaria de boca aberta” (http://g1.globo.com/ceara/noticia/2013/08/chaplin-ficaria-de-boca-aberta-diz-diretor-meirelles-sobre-cine-holliudy.html). Para Celso Sabadin, “não fará 5 milhões de ingressos... mas fará um bem danado ao cinema verdadeiramente brasileiro” (http://www.100video.com.br/portal/Noticias.aspx?NoticiaID=13432). Para Luiz Joaquim, “Halder Gomes é um gênio ou, ao menos, realizou um trabalho genial com o longa-metragem” (http://www.folhape.com.br/cms/opencms/folhape/pt/edicaoimpressa/arquivos/2012/junho/19_06_2012/0013.html). Luciano Huck fez comentários positivos sobre o trailer (http://www.opovo.com.br/app/divirta-se/2013/08/17/noticiasdivirtase,3112790/cine-holliudy-e-elogiado-por-luciano-huck-e-fernando-meirelles.shtml).

Referências

  1. a b Filmagens Concluídas Site oficial. (dezembro de 2010). Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  2. Daniel Herculano (4 de agosto de 2013). Aprenda a falar ‘cearensês’ com o filme ‘Cine Holliúdy’ Tribuna do Ceará. TV Jangadeiro]. Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  3. Dados consolidados confirmam o ótimo ano do cinema brasileiro
  4. a b c Com legendas em português, 'Cine Holliúdy' estreia nesta sexta no CE Portal G1. Globo.com (5 de agosto de 2013). Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  5. Agenda de estreias - 09 agosto 2013 AdoroCinema. AlloCiné. Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  6. Fuleiragem cearense nas telonas do cinema Suricate Seboso. (9 de agosto de 2013). Página visitada em 10 de agosto de 2013.
  7. 1ª Semana de Filmagens Site oficial. (outubro de 2010). Página visitada em 6 de agosto de 2013.
  8. Thiago Siqueira (11 de junho de 2012). Cine Holliúdy (2012): Halder Gomes presta homenagem aos cinemas do Ceará Cinema com Rapadura.. Página visitada em 9 de agosto de 2013.
  9. Roberto Guerra (3 de agosto de 2013). Cine Holliúdy (2012) - Crítica. Página visitada em 9 de agosto de 2013.
  10. “Cine Holliúdy” é uma declaração de amor ao cinema (e ao Ceará) Tribuna do Ceará. Sistema Jangadeiro (9 de agosto de 2013). Página visitada em 10 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.