Cinelerra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cinelerra
Cinelerra Logo
Interface de edição

Cinelerra
Desenvolvedor Heroine Virtual
Sistema operacional GNU/Linux
Gênero(s) Editor de Vídeo
Licença GNU GPL
Página oficial proprietário ou versão comunitária

Cinelerra é um Sistema de edição não-linear livre para o sistema operacional GNU/Linux. É produzido por Heroine Virtual, e é distribuído sobre a GNU General Public License. Cinelerra também inclui um mecanismo de composição de video, possibilitando ao usuário executar operações de composição comuns como keying e mattes.

Cinelerra foi lançado em 1 de Agosto de 2002, e foi baseado numa parte de um produto anterior conhecido como Broadcast 2000. Broadcast 2000 foi retido por Heroine Virtual em Setembro de 2001; Heroine Virtual citou obrigações legais a respeito da abertura do processo pela RIAA e a MPAA e o custo envolvido na produção de vídeo de alta capacidade.

Cinelerra algumas vezes é criticado por requerer muita capacidade do computador para rodar. Seus apoiadores dizem que é um programa profissional e que há programas alternativos para amadores.

Características Notáveis[editar | editar código-fonte]

Cinelerra inclui suporte a vídeo e audio de alta fidelidade: ele processa audio usando de precisão, e pode trabalhar com espaços de cor tanto em RGBA como YUVA, usando ponto flutuante e representações de unidades em 16-bit, respectivamente. (O "A" em ambos os espaços de cor significam o canal alfa). É independente de resolução e frame rate, ou seja, suporta vídeo em qualquer velocidade e tamanho.

Outras características podem ser encontradas nesta lista de características.

Interface do Cinelerra[editar | editar código-fonte]

A interface do Cinelerra é similar a outros sistemas não-lineares de edição de vídeo, como Adobe Premiere Pro. De qualquer maneira, por causa de seu mecanismo de composição incluso, pode também ser parecido a softwares de composição como Adobe After Effects ou Shake. Ao usuário são apresentadas quatro telas:

  1. a linha do tempo, que dá ao usuário uma visualização baseada no tempo de todas as faixas de vídeo e audio no projeto, bem como dados de keyframe, por exemplo, movimento da camera, efeitos, ou opacidade;
  2. o visualizador, que dá ao usuário uma maneira de prever através da sequência;
  3. a janela de recursos, que se apresenta ao usuário com uma visualização de todos os recursos de audio e video no projeto, bem como efeitos e transições de audio e vídeo; e
  4. o compositor, que se apresenta ao usuário com um visualizador do projeto final como vai ficar quando for renderizado. O compositor é interativo para que o usuário possa ajustar as posições dos objetos do vídeo; ele também atualiza em resposta a entrada do usuário.

A interface do Cinelerra é frequentemente criticada porque não adequa-se ao padrão internacional de usabilidadese (Human Interface Guidelines) do GNOME ou KDE.

Uso e premiações do Cinelerra[editar | editar código-fonte]

Cinelerra conquistou terreno de muitos entusiastas do GNU/Linux que procuravam por um sistema de edição de vídeo nativo para GNU/Linux. O uso profissional é promovido principalmente por Linux Media Arts, que vende o Cinelerra como parte de um pacote de equipamento e software integrados para produção de vídeo.

No National Association of Broadcasters Electronic Media Show de 2004, Cinelerra foi o vencedor do concurso "MAKING THE CUT" de Bob Turner. O concurso classificou como um dos "melhores e mais excitantes produtos de pós-produção exibidos na convenção" [1].

A versão comunitária[editar | editar código-fonte]

Heroine Virtual gera um novo lançamento do Cinelerra semi-anualmente, disponibilizado apenas como código fonte. Qualquer bug e ajuste de usabilidade encontrados e resolvidos pela comunidade são submetidos à Heroine Virtual muitas vezes resultando sem resposta, e é assim até um novo lançamento em onde há algum indicativo que Heroine Virtual incorporou as mudanças. Por causa da falta de sincronização no desenvolvimento e a forma específica de distribuição no lançamento, um grupo de desenvolvedores de código aberto criou sua própria versão do Cinelerra referenciado como Cinelerra-CV (onde CV significa Community Version (Versão Comunitária)).

Cinelerra-CV permite a comunidade contribuir em um repositório aberto onde as mudanças no código estão acessíveis a qualquer um. Existem Listas de Discussão e um canal IRC onde usuários e desenvolvedores mais experientes podem prover suporte a usuários com pouca experiência, e desenvolvedores podem encontrar discussões técnicas. Cinelerra-CV é também empacotado para muitas distribuições. Também tem um sistema de compilação diferente: bibliotecas do sistema são usadas extensivamente, e as ferramentas autoconf/automake são usadas para configurar o sistema de compilação.

Embora Cinelerra-CV pode tecnicamente ser chamada de fork, o relacionamento entre Heroine Virtual e Cinelerra-CV é particularmente amigável. Heroine Virtual há tempos contribui para muitas discussões na lista de discussões e trabalha em muitas das mudanças que ocorrem no repositório. Heroine Virtual postou a seguinte mensagem no seu website descrevendo o relacionamento:

O que você encontrará aqui é a versão do Cinelerra pela heroinewarrior. É a versão que suporta o que precisamos fazer na Heroine Virtual Ltd. e é a mesma árvore que começou em 1997. Como o tempo passou e novos estudantes vieram do cenário do Linux, novos forks do Cinelerra surgiram, que são mais adaptados para a comunidade, mas que não são o que a Heroine Virtual Ltd. precisa. Hoje você provavelmente achará o fork do cinelerra.org mais útil.
Eles usam certas partes do nosso fork no fork deles, enquanto contribuímos com algo que eles querem, e usamos certas partes que queremos do fork deles no nosso fork.[1]

As versões do Cinelerra-CV seguem as da Heroine Virtual. Depois da Heroine Virtual produzir um lançamento, Cinelerra-CV examina as mudanças introduzidas na nova versão e introduz elas na própria versão. CV é adicionado ao fim do número da versão para indicar que se trata da versão comunitária. (Por exemplo, depois da versão 2.1 ser introduzida na versão CV, é nomeada 2.1CV.)

Histórico (Proprietário)[editar | editar código-fonte]

Data Lançamentos
13 de Setembro de 2011 Cinelerra 2.2 com faixa de audio estendida, configurações padrão melhoradas, suporte para várias linhas de etiquetas e comentários.
7 de Setembro de 2006 Cinelerra 2.1 migrado para a versão comunitária CVS. (A primeira a usar git (software) e migração multi-pessoal)
2 de Julho de 2006 Cinelerra 2.1 lançado
29 de Setembro de 2005 Cinelerra 2.0 migrado para a versão comunitária CVS.
12 de Setembro de 2005 Cinelerra 2.0 lançado
18 de Janeiro de 2005 Cinelerra 1.2.2 migrado para a versão comunitária CVS.
10 de Janeiro de 2005 Cinelerra 1.2.2 lançado
16 de Agosto de 2004 Cinelerra 1.2.1 migrado para a versão comunitária CVS.
8 de Agosto de 2004 Cinelerra 1.2.1 lançado
11 de Maio de 2004 Cinelerra 1.2.0 lançado
17 de Fevereiro de 2004 Cinelerra 1.1.9 migrado para a versão comunitária CVS.
11 de Fevereiro de 2004 Cinelerra 1.1.9 lançado
5 de Outubro de 2003 Cinelerra 1.1.7 migrado para a versão comunitária CVS.
11 de Agosto de 2003 Cinelerra 1.1.7 lançado
12 de Maio de 2003 Cinelerra 1.1.6 lançado
29 de Abril de 2003 Cinelerra 1.1.5 com o "fork" do código na versão comunitária CVS.
1 de Agosto de 2002 Cinelerra 1.0.0 lançado

Referências

  1. Heroine Virtual: Cinelerra. Visitado em 2006-07-19.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]