Ciríaco de Ancona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Retrato de Ciríaco por Benozzo Gozzoli.

Ciríaco Pizzecolli ou Ciríaco de' Pizzicolli, conhecido como Ciríaco de Ancona (Ancona, 1391  — Cremona, 1455) foi um arqueólogo, humanista e viajante italiano, considerado o fundador da epigrafia.

Durante viagens de comércio por todo o Oriente coleccionou uma grande série de inscrições, manuscritos, e os outras antiguidades, retornando em 1426, passando de seguida por Rodes, Beirute, Damasco, Chipre, Mitilene, Tessalônica, e outros lugares.

Beneficiou-se do apoio de Eugênio IV, de Cosmo de Medici e dos Visconti de Milão. Em 1443 visitou a Moreia na Grécia, onde copiou as inscrições mencionados na correspondência de Filelfo, Traversari, Leonardo Aretino, entre outros. É tido como o melhor equipado, o mais instruído, e o mais rigoroso estudioso da Epigrafia durante o período do Renascimento.

O seu rigor em copiar inscrições antigas é referenciada por De Rossi (Inscriptiones Christ. Urbis Romae, VII antiquiores do saec, II, 377) referindo-se-lhe como “o crédito principal e a glória imortal de Ciríaco”.

A maioria de seus manuscritos foram perdidos; os publicados depois que sua morte são:

  • “Itinerarium” (Florença, 1742);
  • De “reperta Epigrammata por Illyricum um Kyriaco Anconitano” (Roma, 1664), o último e muito raro.

Mazzuchelli menciona outros trabalhos seus em “d'Italia Scrittori” (s.v.).


Referências[editar | editar código-fonte]

  • Cyriac of Ancona: Later Travels, (2004), editado e traduzido por Edward W. Bodnar and Clive Foss. ISBN 0674007581

Ligações externas[editar | editar código-fonte]