Dentista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cirurgião-dentista)
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes fiáveis e independentes. (desde outubro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Um dentista e seu assistente realizando uma cirurgia em um paciente.

Um dentista, cirurgião-dentista ou médico dentista é o profissional da saúde capacitado na área de odontologia, e apesar de terem um âmbito de acção semelhante, não deve ser confundido com o médico estomatologista.[1] A atividade pode ser executada em consultório próprio ou em âmbito público.

Visitas ao dentista consistem, na maioria das vezes, em revisão da higiene bucal e integridade dos dentes, incluindo limpeza e profilaxia. Devem ser repetidas a cada seis meses, com o objetivo de manter os dentes em um estado adequado e evitar que se desenvolvam problemas bucais.

Especialidades[editar | editar código-fonte]

consultório dentário antigo - Museu da Família Pompeu

O dentista forma-se em faculdade como cirurgião-dentista, ele pode optar por várias especialidades tais quais:

Nos dias atuais o cirurgião-dentista sai da faculdade voltado para a prevenção, graças à intervenção dos ministérios da Saúde e da Educação que dão um valor maior as faculdades que optam pelo eixo da saúde coletiva.

O cirurgião-dentista é único o profissional da saúde do Brasil que se encontra cientificamente e legalmente apto para tratar as alterações do sistema estomatognático e estruturas anexas, sejam alterações congênitas ou adquiridas.

No Brasil, o Dia Nacional do Cirurgião-Dentista foi estabelecido como 25 de outubro, quando se comemora a criação da primeira faculdade de odontologia (Medicina e Arte Dentária), na Bahia. Santa Apolônia, em cujo martírio sofreu fraturas de ossos faciais e de elementos dentais, é padroeira dos dentistas.

Portugal[editar | editar código-fonte]

Médico dentista é o profissional da saúde português responsável por estudar, diagnosticar, tratar e prevenir todas as patologias orais e maxilares, bem como todas as estruturas anexas a estes (o profissional de saúde equivalente no Brasil é o cirurgião-dentista). A sua prática clínica mais frequente reside na área da Dentisteria Operatória e da Endodoncia, estando também capacitados para realizarem intervenções cirúrgicas na cavidade oral, como sejam a extração de 3ºs molares inclusos, remoção de quistos e biópsias.

Para alguém se poder intitular médico dentista, tem de possuir um curso superior (licenciatura ou mestrado integrado) em Medicina Dentária obtido em Portugal e estar inscrito na Ordem dos Médicos Dentistas.

Em Portugal existe ainda outro profissional de saúde cujas competências são semelhantes às dos médicos dentistas - os médicos estomatologistas. Estes possuem uma licenciatura em Medicina, especializando-se posteriormente em estomatologia. No entanto, a tendência atual é a menor formação de médicos estomatologistas, para um maior número de médicos dentistas.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Até o século XIX a prática da odontologia era efetuada por cirurgiões e barbeiros, quando físicos e médicos europeus começaram a exercer a profissão no Brasil. As atividades resumiam-se à extração dos dentes sem anestesia (não havia sido inventada), curativo de fístulas dentárias, tratamento das cáries com aplicação de remédios tópicos. Contudo, ainda no século XVIII dentes extraídos já eram substituídos por postiços, presos aos naturais com grampos de metal. Os postiços eram humanos ou talhados em osso, marfim ou massa endurecida. Os de porcelana só apareceram no século XIX, juntamento com o preenchimento das cáries com chumbo, a plicação de pivôes e dentaduras. A profissão está ligada à história brasileira devido ao alferes Joaquim José da Silva Xavier, devido à sua atuação na [Inconfidência Mineira]..[2]

Especialidades[editar | editar código-fonte]

Em Portugal, as especialidades reconhecidas actualmente, no seio da Ordem dos Médicos Dentistas, são:

Referências

  1. Estômato = cavidade oral
  2. Santos Filho, Licurgo de Castro. História geral da medicina brasileira. São Paulo: HUCITEC; São Paulo: Ed. da Universidade de São Paulo, 1977. 436p.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Odontologia



Ícone de esboço Este artigo sobre Odontologia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.