Citroën GS

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Citroën GS/GSA
Citroen gsa special.png
Visão Geral
Produção 19701986
Fabricante Citroën
Modelo
Classe Classe C
Carroceria Dois Volumes (Hatch)
Station Wagon
Ficha técnica
Motor 1015 cc H4
1129 cc H4
1222 cc H4
1299 cc H4
2x497.5 cc Wankel
Transmissão mecânica 4 marchas
mecânica 5 marchas (GSA)
semi-automática 3 marchas
Modelos relacionados Citroën CX
Volkswagen Golf
Opel Kadett
Ford Escort
Cronologia
Último
Último
Citroën ZX
Próximo
Próximo


O modelo GS foi lançado no mesmo ano do luxuoso SM e tinha como principal objectivo completar a oferta da marca na gama média. Este automóvel tinha um motor clássico e uma suspensão hidropneumática, a característica mais diferenciadora da marca. Um ano após o lançamento da versão Berlinda, é lançado a versão Break e até ser substituído pelo modelo GSA não sofre grandes alterações. A principal inovação trazida pelo GSA, está na introdução de uma quinta porta, um factor que tinha penalizado a aceitação do GS.

GS Birotor[editar | editar código-fonte]

Citroën GS Birotor

Produzido entre 1974 – 1975

O GS Birotor é um exemplo da permanente tentativa da marca de estar sempre na linha da frente no que diz respeito à inovação.
O motor que equipava esta versão do GS tinha uns inovadores pistões rotativos.
Demasiado caro e dispendioso foram os argumentos fortíssimos que ditaram uma fraca
produção de apenas 1000 veículos.

Curiosidade[editar | editar código-fonte]


O Citroën GS fez parte de uma edição especial dos chocolates da Côte d'Or que juntava as personagens das Aventuras de Tintim a vários modelos da Citroën.

ver Tintim e a Citroën

Ligações externas[editar | editar código-fonte]