City of Evil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde março de 2015). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo.
City of Evil
Álbum de estúdio de Avenged Sevenfold
Lançamento 7 de Junho de 2005
Gravação Abril de 2005
Gênero(s) Heavy metal, hard rock
Duração 74:25
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD
Gravadora(s) Warner Bros. Records
Produção Avenged Sevenfold, Andrew Murdock
Cronologia de Avenged Sevenfold
Último
Último
Waking the Fallen
(2003)
Avenged Sevenfold
(2007)
Próximo
Próximo
Singles de City of Evil
  1. "Burn It Down"
    Lançamento: 12 de Junho de 2005
  2. "Bat Country"
    Lançamento: 26 de Setembro de 2005
  3. "Beast and the Harlot"
    Lançamento: 6 de Março de 2006
  4. "Seize the Day"
    Lançamento: 7 de Julho de 2006

City of Evil é o terceiro álbum de estúdio da banda estadunidense de heavy metal, Avenged Sevenfold,lançado em 7 de junho de 2005 pela Warner Bros. Records.

Este álbum é o primeiro da banda com o estilo heavy metal e hard rock, diferentemente dos dois álbuns anteriores em que o gênero marcante era o metalcore, onde o vocalista, M. Shadows gritava excessivamente as letras das músicas. O trabalho na guitarra e nas canções também é mais técnico e em um estilo mais metal. Algo como no álbum Turbo da banda Judas Priest, causando polêmica entre os fãs mais antigos, que rotularam a banda como "vendidos", devido ao seu novo som. Por outro lado, o álbum da banda ganhou muitos fãs novos que eles não poderiam ter tido com o seu som antigo. Tem-se rumores que a verdadeira razão por trás da mudança de estilo é em razão dos rumores de que o vocalista M.Shadows teve problema nas cordas vocais, embora ele negue veementemente. O álbum foi certificado com "disco de platina" em agosto de 2009, com 1,5 milhão de cópias vendidas nos Estados Unidos e 2,7 milhões em todo o mundo.O álbum foi classificado em 63º em outubro de 2006, pela revista "Guitar World" na lista dos 100 maiores álbuns de guitarra de todos os tempos.[1] . City of Evil foi o álbum mais vendido do Avenged até 2010 quando foi superado por Nightmare.

A música Bat Country foi escrita em homenagem ao escritor e repórter Hunter S.Thompson. O nome da música vem da página dezoito do terceito capítulo do seu livro Fear And Loathing In Las Vegas, onde Raoul Duke diz: We can't stop here. This is bat country.

A música Betrayed foi escrita em homenagem a Dimebag Darrell, ex-guitarrista do Pantera, assassinado em um show.

O riff da música "Beast and the Harlot" foi eleito um dos melhores riffs da história pela revista Total Guitar.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Anteriormente o Avenged Sevenfold havia escrito e lançado dois álbuns, Sounding the Seventh Trumpet em 2001 e Waking the Fallen em 2003, sobre o selo Hopeless Records.[3] Embora nenhum álbum tenha atingido um enorme sucesso, o último recebeu disco de ouro pela RIAA. Waking the Fallen atraiu vários grandes gravadoras para a banda, e eventualmente eles assinaram com a Warner Bros. Records depois de considerarem muitas outras.[4]

Mudanças Musicais[editar | editar código-fonte]

Quando começaram a escrever o álbum, Avenged Sevenfold buscaram novas influências para uma mudança de estilo. Percebendo que nenhuma de suas bandas favoritas eram tão pesadas ou extremas como eles, eles decidiram mudar do metalcore para um estilo mais hard rock/heavy metal com algumas influências ainda do metalcore. "Quando começamos a trabalhar no álbum, nós dissemos, 'Sabem de uma coisa? Nenhuma das nossas bandas preferidas tem um som tão extremo, eles apenas escrevem músicas com boas melodias e continuam soando pesado," disse M. Shadows em uma entrevista.[3]

Mudança vocal de M. Shadows[editar | editar código-fonte]

Shadows recorreu à Ron Anderson, um professor de canto que trabalhou anteriormente com Axl Rose e Chris Cornell.[5] Shadows estava procurando adicionar mais energia vocal, um tom rouco para sua voz e trabalhou com Anderson intensivamente por meses antes de começarem a gravar o City of Evil was recorded.[5]

"Ron me ensinou como ranger minha voz mantendo o tom. Ele trouxe todas essas técnicas e adicionamos à minha voz. Tenho trabalhado com ele à um ano e meio até agora, mas trabalhei com ele nove meses antes das gravações," disse Shadows, "Eu disse para ele que queria que minha voz soasse diferente para todo mundo, mas eu queria essas características na minha voz... Foi uma das coisas que mais trabalhamos nesse tempo."[5]

Depois do lançamento surgiram rumos de que Shadows havia perdido a habilidade de fazer scream com sua voz devido à uma cirurgia que ele precisou fazer depois da Warped Tour de 2003.[6] O produtor Andrew Murdock desmentiu esses rumores dizendo "Quando eu conheci a banda depois do Sounding the Seventh Trumpet...Matt me entregou o CD, e disse: 'Essa gravação é toda com scream. A gravação que queremos fazer é uma mescla de scream com canto. Não queremos mais apenas o scream... o sucessor dessa gravação será um álbum todo cantado.'"[7]

Videografia[editar | editar código-fonte]

City of Evil foi o álbum com mais clipes gravados até então pelo Avenged Sevenfold. Em 4 de Maio de 2005, eles lançaram o vídeo promocional para "Burn It Down", que foi feito da mesma maneira que o "Unholy Confessions" do Waking the Fallen (imagens ao vivo com o áudio de estúdio). Em 28 de Julho do mesmo ano, seu primeiro vídeo clipe profissional foi lançado para a música "Bat Country". Foi dirigido por Marc Klasfeld. Em 6 de Fevereiro de 2006, foi lançado o vídeo clipe de "Beast and the Harlot". Algumas semanas depois do clipe ter vazado no YouTube. Foi dirigido por Tony Petrossian. Mais recentemente em 30 de Junho de 2006, foi lançado o clipe para a balada "Seize the Day" no MySpace do Avenged Sevenfold. O clipe foi dirigido por Wayne Isham.

Aparição em outras mídias[editar | editar código-fonte]

A música "Beast and the Harlot" fez parte do Criterion Games's Burnout Revenge (2005)

Um cover da música "Beast and the Harlot" foi lançado no Harmonix's Guitar Hero II (2006) e a música original apareceu em Guitar Hero Smash Hits (2009) e Rock Band 3 (2010).

A música "Blinded In Chains" fez parte do jogo da EA Need For Speed: Most Wanted (2005) com uma nova versão para o jogo. A música original tinha 6:34 e a versão do jogo 5:55.[8]

A música "Bat Country" fez parte do Saints Row 2 (2008) da Volition Inc., NHL 06 (2005) da EA, Big Momma's House 2 (2006) da 20th Century Fox [9] e Guitar Hero: Warriors of Rock (2010) da produtora Activision.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Críticas profissionais
Avaliações da crítica
Fonte Avaliação
Allmusic 3.5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar half.svgStar empty.svg[10]
Blender 4 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar empty.svg[11]
IGN 7.9/10[12]
Kerrang! 5 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar full.svgStar full.svg[carece de fontes?]
Metal Hammer 8/10 [13]
Punknews.org 3 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[14]
Rolling Stone 3 de 5 estrelas.Star full.svgStar full.svgStar empty.svgStar empty.svg[15]
Sputnikmusic 4.5/5[16]

O álbum estreou em No. 30 da Billboard 200 vendendo 30,000 cópias.[17] [18] Rolling Stone elogiou o trabalho das guitarras, dando ao álbum dando 3 de 5 estrelas.[15] Johnny Loftus da Allmusic deu ao álbum 3 estrelas e meia de 5 e comentou: "...Avenged Sevenfold faz tudo certo, e soam como se tivesse se divertindo mais aqui do que em suas primeiras gravações".[10] A versão britânica da alemã Metal Hammer deu ao álbum 8 de 10 estrelas e teve o comentário de Katie Parsons: "Eles estão fazendo da sua maneira, eles estão se divertindo e quem pode culpá-los?".

"Bat Country" foi um dos maiores singles de 2005, ocupando a 2ª colocação na Billboard Hot Mainstream Rock Tracks, No. 6 na Billboard Modern Rock Tracks, e No. 1 na MTV Total Request Live.[19] A banda ganhou o prêmio de Melhor Novo Artista no MTV Video Music Awards de 2006, ganhando de Rihanna, Panic! at the Disco, James Blunt, Angels & Airwaves e Chris Brown.[20] [21]

Track listing[editar | editar código-fonte]

Todas as músicas compostas por Avenged Sevenfold.[22] Os escritores estão listados abaixo.

N.º Título Compositor(es) Duração
1. "Beast and the Harlot"   M. Shadows, Gates 5:42
2. "Burn It Down"   Shadows, Christ 5:00
3. "Blinded in Chains"   Shadows 6:34
4. "Bat Country"   The Rev, Shadows 5:13
5. "Trashed and Scattered"   Shadows 5:53
6. "Seize the Day"   Rev, Shadows 5:32
7. "Sidewinder"   Synyster Gates, Christ, Rev 7:01
8. "The Wicked End"   Rev 7:10
9. "Strength of the World"   Shadows, Vengeance, Christ 9:14
10. "Betrayed"   Shadows, Christ 6:47
11. "M.I.A."   Shadows 8:48
Duração total:
72:39

Créditos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. http://chud.com/forums/showthread.php?t=93854.
  2. http://whiplash.net/materias/melhores/116267-muse.html.
  3. a b Weiderhorn, Joe. "Avenged Sevenfold Salute Dimebag, Shun Metalcore On Evil", MTV, June 9, 2005. Página visitada em 13 March 2010.
  4. Avenged Sevenfold, "All Excess" (2007), 38:06
  5. a b c "Avenged Sevenfold Feature Interview", Blistering. Página visitada em 14 March 2010.
  6. Você deve especificar url = ao usar a
    Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

    {{citar web
    |url =             |ano =
    |titulo =          |mes =
    |acessodata =      |formato =
    |acessodiames =    |obra =
    |acessomesdia =    |publicado =
    |acessoano =       |paginas =
    |autor =           |lingua =
    |ultimo =          |doi =
    |primeiro =        |arquivourl =
    |autorlink =       |arquivodata =
    |coautores =       |citacao =
    |data =
    }}
    
    (2008). Visitado em July 14, 2011.
  7. Você deve especificar url = ao usar a
    Predefinição:Citar web. Parâmetros disponíveis:

    {{citar web
    |url =             |ano =
    |titulo =          |mes =
    |acessodata =      |formato =
    |acessodiames =    |obra =
    |acessomesdia =    |publicado =
    |acessoano =       |paginas =
    |autor =           |lingua =
    |ultimo =          |doi =
    |primeiro =        |arquivourl =
    |autorlink =       |arquivodata =
    |coautores =       |citacao =
    |data =
    }}
    
    (2007). Visitado em July 14, 2011.
  8. IMDB page for NFS9 sound track IMDB soundtrack listing. Retrieved May 2013
  9. http://www.imdb.com/title/tt0421729/soundtrack
  10. a b Loftus, Johnny (2005-06-07). City of Evil - Avenged Sevenfold AllMusic. Visitado em 2011-12-05.
  11. [1][ligação inativa]
  12. Avenged Sevenfold - City of Evil - Music Review at IGN Music.ign.com (2005-08-02). Visitado em 2011-08-13.
  13. Issue 141, July 2005
  14. Avenged Sevenfold - City Of Evil Punknews.org. Visitado em 2011-08-13.
  15. a b Eliscu, Jenny (2005-07-28). City Of Evil Rolling Stone. Visitado em 2012-05-18.
  16. Freeman, Channing (2006-08-10). City of Evil - Avenged Sevenfold Sputnikmusic. Visitado em 2012-02-26.
  17. Whitmire, Margo Coldplay Earns First Billboard 200 No. 1 Billboard. June 15, 2005.
  18. Avenged Sevenfold's "City of Evil" Unleashed June 7 Market Wire. June 22, 2005.
  19. Moss, Corey Avenged Sevenfold: Appetite for Destruction MTV.
  20. 100 Greatest Guitar Album of All-Time Guitar World reprinted on Rate Your Music. October, 2006.
  21. Avenged Sevenfold Capture Best New Artist Ultimate Guitar. September 9, 2005.
  22. City of Evil liner notes'. [S.l.]: Warner Bros. Records, 2005. 4, 10, 11 p.


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Avenged Sevenfold é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.