City of Heroes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
City of Heroes
Desenvolvedora Cryptic Studios
Paragon Studios
Publicadora(s) NCsoft
Plataforma(s) Microsoft Windows, Mac OS X
Data(s) de lançamento
  • AN 27 de abril de 2004
Gênero(s) Super-herói e MMORPG
Modos de jogo Multijogador
Mídia CDs, ou 1 DVD, disponível para download.

City of Heroes (CoH) é um jogo de interpretação de personagens em massa para múltiplos jogadores baseado no gênero dos super-heróis de bandas desenhadas, desenvolvido pela Cryptic Studios e publicado pela NCsoft. O jogo foi lançado na América do Norte em 27 de abril de 2004 e na Europa (pela NCsoft Europe) em 4 de fevereiro de 2005, com servidores em língua inglesa, alemã e francesa. Vinte e três grandes atualizações gratuitas para City of Heroes foram liberadas desde o seu lançamento. A atualização mais recente, "Where Shadows Lie", foi lançado em 31 de maio de 2012. Em 31 de agosto do mesmo ano a NCsoft encerrou a sua equipe de desenvolvimento Paragon Studios, finalizando toda a produção em CoH[1] com o último dia de serviços em 30 de novembro de 2012.[2]

No jogo, os jogadores criaram personagens super-potentes que podem juntar-se com outros para completar missões e lutar contra os criminosos que pertencem a vários grupos e organizações ficcionais da Paragon City.

História[editar | editar código-fonte]

A cidade de Paragon City está em perigo e nem mesmo os super-heróis que vivem lá conseguiram deter a invasão dos Rikti, aliens que destruíram a cidade e agora começaram a guerra pelo extermínio em massa da humanidade. O mundo foi atacado, mas nenhum lugar em todo o globo sofreu tanto quanto Paragon City™. Com a maioria dos heróis da cidade mortos ou desaparecidos, o crime e a corrupção tomaram conta. A cidade estava entregue à própria sorte, sem leis e sem ordem, quando o herói Statesman resolveu salvar o que restou da população. Ele procurou novos aliados entre os sobreviventes do mundo e formou, assim, a verdadeira cidade dos heróis.

Na cidade, cada herói tem família e amigos com as mais variadas profissões. Essas pessoas - chamadas no jogo de Contacts - entrarão aos poucos na vida dos personagens e pedirão ajuda aos heróis sempre que estiverem com problemas. Quanto mais Contacts no jogo, mais pessoas para ajudar e mais recompensas a receber. No jogo, seu personagem enfrentará os mais terríveis vilões, aliens, criminosos e muitas outras criaturas. Nas suas missões, você deverá livrar a cidade de diversas organizações do mal e aniquilar inimigos espalhados pelos cenários. Explore edifícios, becos, passagens subterrâneas e as ruas de Paragon City™, uma gigantesca metrópole online que oferece aventuras ilimitadas e incontáveis surpresas.

Sub-divisão de Categoria[editar | editar código-fonte]

Essa sub-divisão serve para selecionar e dividir em categorias as mais de 40 opções de poderes.

Entre as Categorias, podemos encontrar:

  • Mutante
  • Humano Alterado
  • Poderes Mágicos
  • Cyberware
  • Humano Superior
  • Engenhocas
  • Artefactos Mágicos.

Missões[editar | editar código-fonte]

No que se refere às missões, a empresa criou uma arma para impedir a ação dos Campers (aproveitadores que roubam as missões e recompensas dos outros): as maiores missões são dadas por um Quartel General dos heróis, com data e local marcado. Quando o herói (ou grupo) vai cuidar do assunto, o servidor separa um pequeno universo paralelo apenas para esse grupo.

Nos Estados Unidos, já existe livros de RPG e Card Game de City of Heroes.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em 2004, a Computer Gaming World saudou o jogo, dizendo: "City of Heroes sopra uma rajada superpoderosa de ar fresco em um cada vez mais obsoleto mundo de espada e feitiçaria MMO."[3] PC Gamer, Game Informer, GameSpy e várias outras revistas da indústria elogiaram o jogo pela sua incursão no gênero de super-heróis e deu a ele uma pontuação próximo ao topo das tabelas.

Em 2009, a IGN,[4] The Escapist,[5] e Allakhazam[6] elogiou a "City of Heroes: Architect Edition", que adicionou a capacidade de criar missões.

Leitura adicional[editar | editar código-fonte]

  • City of Heroes, PRIMA Official Game Guide, Chris McCubbin and Christopher Pinckard, Prima Games (2004). ISBN 0-7615-4516-6
  • City of Heroes Binder, PRIMA Official Game Guide, Eric Mylonis, Prima Games (2005), ISBN 0-7615-5205-7
  • City of Heroes/City of Villains Bind, Macro & Emote Guide, "Shenanigunner" (2006–2009, updated regularly) HEROICA! website

Referências

  1. Farewell, from all of us at Paragon Studios | City of Heroes® : The World's Most Popular Superpowered MMO (em inglês). Na.cityofheroes.com. Página visitada em 03 de agosto de 2013.
  2. Sheridan, Connor (31 de agosto de 2013). City of Heroes and developer shutting down. GameSpot.com. Página visitada em 03 de agosto de 2013.
  3. Computer Gaming World. (Agosto de 2004). "City of Heroes: Take me down to the Paragon City" (em inglês): 71. Nova Iorque, NI: Computer Gaming World; Ziff Davis.
  4. Onyett, Charles (26 de fevereiro de 2009). City of Heroes Mission Architect Preview—PC Preview at IGN (em inglês). Pc.ign.com. Página visitada em 03 de agosto de 2013.
  5. Jared Rea posted (26 de fevereiro de 2009). The Escapist: News: Hands-On with City of Heroes Mission Architect (em inglês). Escapistmagazine.com. Página visitada em 03 de agosto de 2013.
  6. Tamat (26 de fevereiro de 2009). Architecturally Advanced: An Interview with NCsoft (em inglês). ZAM. Página visitada em 03 de agosto de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.