Claire Bennet

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém uma ou mais fontes no fim do texto, mas nenhuma é citada no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2009)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.


Claire Bennet
Personagem de Heroes
Interpretado por Hayden Panettiere
Primeira aparição Gênesis
Informações
Habilidade(s) Regeneração espontânea e Imortalidade
Nome real Claire Bennet
Idade 17
Casa Costa Verde, CA; Antigamente Odessa, TX.
Ocupação Estudante
Líder de torcida
Pais Adotivos:
Noah Bennet
Sandra Bennet
Biológicos:
Nathan Petrelli
Meredith Gordon
Parentes Angela Petrelli (avó)
Peter Petrelli (tio)
Arthur Petrelli (avô)
Lyle Bennet (irmão adotivo)
Simon e Monty Petrelli (Irmãos biológicos)
Projeto Séries de Televisão

Claire Bennet é um personagem fictício da série de televisão Heroes interpretado por Hayden Panettiere. É uma líder de torcida de um colégio da cidade de Odessa, no Texas, onde vive com sua família adotiva. Claire descobre que ela tem regeneração celular espontânea, que se traduz na habilidade de curar-se de qualquer ferimento quase instantaneamente. E é a protagonista da série.

A personagem[editar | editar código-fonte]

Apesar de possuir o poder de regeneração, a série Heroes mostra a jovem Claire está tentando fortemente continuar como uma típica adolescente colegial e líder de torcida dos EUA. Adotada, e em meio à típica fase de afirmação da popularidade e independência, Claire vive a descoberta de seus poderes de forma quase solitária.

Pais biológicos[editar | editar código-fonte]

Na trama, os pais biológicos da Claire são os personagens Meredith Gordon, que tem poderes de fogo, e Nathan Petrelli, que tem o poder de voar.

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Claire possui o poder de rápida regeneração celular, o que a permite se recuperar de praticamente qualquer ferimento em questão de segundos. Ela também sente relativamente pouca dor mesmo de ferimentos graves, incluindo queimaduras e fraturas expostas, apesar de sentir quando sua mão foi ferida ao recuperar um anel de um triturador de lixo em funcionamento. Além dos ferimentos apontados anteriormente, ela foi ferida quando seu pescoço foi quebrado e virou 180°. Isso seria fatal para a maioria das pessoas,Também quando uma parte do seu corpo é "arrancada" tende a nascer um novo membro.Na verdade, considerando sua tolerância à dor e um aparente ilimitado potencial de cura, Claire é de alguma forma similar ao personagem dos X-men Wolverine e principalmente do meta-humano Deadpool que consegue regenerar até membros amputados. A própria Panettiere comparou levemente Claire ao personagem ao explicar seus poderes durante uma entrevista.

Limitações[editar | editar código-fonte]

Aparentemente, Claire não pode curar um ferimento quando um objeto estranho está obstruindo o local. Isso é semelhante a outros personagens com poder de cura, que ainda podem se curar incorretamente, de forma incompleta ou não se curar se certas condições não são satisfeitas, como humanos normais. Por exemplo, no primeiro episódio, os ossos das costelas de Claire estavam para fora em certo momento. Após um comentário de um amigo chamar-lhe a atenção, Claire teve que movê-los um pouco antes que eles curassem apropriadamente. O ferimento que ela recebeu em um episódio foi considerado por um artigo da revista TV Guide como um teste extremo a seus poderes. Nesse incidente, ela esteve clinicamente morta por horas, apenas para reviver quando o galho de árvore que a havia matado foi removido. Seu poder de cura restaurou sua saúde apesar do processo biológico destrutivo que acontece a corpos imediatamente após traumas severos ou morte (morte cerebral, livididez do sangue nos tecidos e a coagulação do mesmo, etc.) Ainda assim, como dito anteriormente, ainda existem limitações. Seu peito havia sido aberto no clássico "corte em V" feito em autópsia e ela teve que fechar os pedaços de pele de volta ao lugar manualmente antes que se curassem.

História do personagem[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Antes da série[editar | editar código-fonte]

Seis meses antes do começo da série, Claire torna-se uma líder de torcida do colégio. Jackie Wilcox, uma outro líder de claque e amiga de Claire, ajudou-a a unir-se a torcida. Embora popular como Jackie e as outras da claque, Claire tenta não ser chata como as outras.

Jackie traz para Claire o seu uniforme de claque e pressiona Claire a vesti-lo. Claire diz que vai vesti-lo mais tarde e Jackie ameaça dar a outra pessoa que quer ser da claque. Claire pega no uniforme de Jackie mas ao fazer isso cortou a sua mão num vidro. A Senhora Bennet diz que talvez precise de pontos e depois de Claire, Jackie, e a Senhora Bennet saírem para o hospital, o Senhor Bennet recebe uma chamada de Chandra Suresh informando-o dos poderes de Claire.

Vários dias depois, Claire está no seu quarto vestindo o uniforme quando o Senhor Bennet entra e pede para ver a mão dela. Quando tiram a curativa, os dois ficam supreendidos ao ver que tinha curado completamente.

Começo da série[editar | editar código-fonte]

No primeiro episódio, Genesis, Claire já tinha descoberto os seus poderes. Ela está com medo do que significa e confia em Zach, um colega de colégio que grava em vídeocassete as suas tentativas de se ferir para testar o seu poder regenerativo. Zach diz que o seu poder é "a coisa mais legal que já aconteceu na cidade,", mas Claire acha que ela é uma "freak" ou aberração e tem medo de ser descoberta. O seu irmão, Lyle, também descobre os seus poderes depois de achar a cassete que Zach gravou. Claire fá-lo jurar que não vai contar a ninguém.

Apesar de não querer nada mais do que uma vida normal, Claire passa por várias experiências anormais. No primeiro episódio, ela salva a vida de um homem e Jackie recebe o reconhecimento do resgate. Um pouco depois o "quarterback" da equipe de futebol americano da escola, Brody Mitchum, tenta violar Claire e sem querer a mata quando ela cai e um galho penetra o tronco cerebral. Ela mais tarde revive na mesa de autópsia, quando o galho é retirado. Ao ver que Claire ainda estava viva no dia seguinte, Brody pensa que devia estar bêbedo para não se lembrar bem do que aconteceu.

Ao descobrir que ela não era a primeira rapariga que Brody tentou violar, Claire decide vingar-se. Ela pede boleia a Brody e pede para conduzir. Ela confronta-o e ele não se arrepende do que fez e diz que vai continuar. Claire embate com o carro de propósito mandando os dois para o hospital, só que sara rapidamente. O Senhor Bennet descobre sobre o que Brody tinha feito e o Haitiano apaga a memória dele por completo.

Salve a Líder de Torcida[editar | editar código-fonte]

Depois dos primeiros quatro episódios da série, uma arca de história chamada "Salve a Líder de Torcida, Salve o Mundo" começou. É insinuado que o destino de Claire é ligado com o destino do mundo. O Hiro Nakamura do futuro aparece para Peter e o diz: "Salve a Líder de Torcida, Salve o Mundo." Num quadro que Peter termina por Isaac Mendez há uma líder de torcida morta com o cérebro retirado da cabeça. Isaac também pinta um quadro de Claire sendo perseguida no colegial.

No episódio Homecoming, Claire é eleita Rainha de Homecoming depois que seu amigo, Zach, faça um companha para ela, persuadindo todos os alunos que não eram populares a votarem por ela. Ela dá um soco em Jackie quando Jackie zomba de Zach, questionando sua sexualidade. O Sr. Bennet a põe em arresto domiciliario por dar soco em Jackie, mas na realidade ele só quer tirá-la de perigo, para impedir que a profecia de Isaac Mendez se cumpra. Zach persuade a Claire a sair às escondidas para ir para homecoming.

Claire se encontra com Peter Petrelli no colegial, contudo Peter viu a notícia da resgate que Jackie "fez." Peter acredita que Jackie é a líder de torcida que ele precisa salvar. Durante uma discussão entre Claire e Jackie as luzes se apagam. Sylar pega as duas e joga Claire contra uma parede com Telecinésia. Sylar corta o couro cabeludo de Jackie e Claire regenera rapidamente. Sylar descobre seu engano e começa a perseguir a Claire. Claire encontra Peter no corredor e os dois correm de Sylar. Peter manda que Claire corra ao estádio cheio de gente para chamar a atenção das pessoas. Peter pega Sylar e lhes joga do teto do colegial, ferindo Sylar um pouco, mas matando Peter. Claire encontra Peter jazendo no seu próprio sangue e fica assombrada quando ele começa a regenerar que nem ela. Ao buscar ajuda Claire encontra o pai dela que lhe diz que a polícia que vai cuidar de tudo.

O Senhor Bennet deixa Claire saber que ele já sabia de tudo. Ele a informa que não precisa se preocupar com Sylar que está preso e a pede para não contar a ninguém sobre seus poderes. Ele destrói a fita com as tentativas de Claire de testar seus poderes. Claire e o Senhor Bennet são interrogados pela polícia, e ela diz que ambos ela e Peter devem ter tido sorte por sobreviver o ataque de Sylar. Ela fala com Peter e aprende que ele arriscou a sua vida porque não sabia que ia regenerar. Claire diz para ele que ele é o herói dela. Claire descobre que nem seu irmão, Lyle, nem Zach se lembram dos poderes dela. Ela fica assuastado e liga para o pai que lhe diz que ele se lembra de tudo e que tudo estará bem. O Haitiano aparece das sombras e cobre a boca de Claire com sua mão. Ele conta para Claire que o pai dela havia o mandado para apagar a sua memória, assim como apagou a memória de Brody, Lyle e Zach; e que já havia apagado a mente da mãe dela várias vezes. Ele diz para Claire que é importante que ela lembre das coisas e pergunta se ela pode guardar um segredo.

Sozinha[editar | editar código-fonte]

Duas semanas depois Claire está sozinha e finge não lembrar de nada na presença do pai dela. Ela tenta refazer amizade com Zach, mas ele não quer nada com ela. Desesperada ela se encontra com o Haitiano pedindo que ele devolva as mémorias de Zach, algo que ele não podia fazer. Ela pede para ver Peter de novo, mas o Haitiano informa que ele está sendo vigiado. O Haitiano aconselha que ela veja sua habilidade como um dom e não uma maldição. Com tempo ela consegue recriar a amizade com Zach quando ela o leva para o lugar em que ele gravou sua "tentativa número seis."

Claire e Zach começam a buscar informação sobre a mãe biológica de Claire, dizendo para o Senhor Bennet que são parceiros para um projeto de biologia da escola. Na sua busca encontram uma notícia num journal velho sobre uma mulher, Meredith Gordon, e filha que morreram em um incéndio. Eles crêem que ela seja a mãe de Claire e começam a fazer contato com várias pessoas com o sobrenome "Gordon", até falar com a mãe de Claire por telefone.

A mulher se surpreende ao descobrir que Claire sobreviveu. Claire e Meredith se encontram e mostram uma a outra seus poderes (a de Meredith é pirocinésia). Depois, Meredith liga para o pai biológico de Claire, que é Nathan Petrelli, para informar que Claire está viva.

Final de Claire[editar | editar código-fonte]

A trajetória de Claire também chaga ao final no episódio "Brave New World". Logo após ser resgatada do subsolo junto com seu pai por Tracy Strauss, ela e Noah vão para o Central Park, onde ela tenta confrontar Samuel. Depois de conduzir os membros do circo com a ajuda de seus amigos, Claire vai junto com Hiro para longe de Samuel. Provavelmente ele voltou junto com o japonês para o Central Park, onde ela se revolta com Noah, pois ele acredita que os mutantes devem ser expostos. Ela sobe em uma roda gigante e se atira, na frente de toda a imprensa. Ela se levanta e se regenera na frente das câmeras, revelando a existência dos mutantes.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]