Clara Oswald

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Clara Oswald
Personagem de Doctor Who
Outro(s) nome(s) Oswin Oswald
Clara Oswin Oswald
Soufflé Girl
The Impossible Girl
Miss Montague
Nascimento 1989
Origem Terra
Sexo Feminino
Espécie Humana
Actividade(s) Professora
Governanta
Gerente de Entretenimento Jr.
Afiliações Décimo primeiro Doutor
Décimo segundo Doutor
Coal Hill School
Starship Alaska
Gallifrey
Família Davie Oswald (pai)
Ellie Oswald (mãe)
Criado por Steven Moffat
Seriado(s) Doctor Who
Temporada(s) Série 7
Série 8
Primeira aparição "Asylum of the Daleks"
Época(s) Várias épocas
Episódio(s) 23
Interpretado por Jenna Coleman
Sophie Downham
Projecto Televisão  · Portal Televisão

Clara "Oswin" Oswald é uma personagem fictícia interpretada por Jenna Coleman[1] na série britânica de ficção científica, Doctor Who. Aparecendo desde a série 7, Clara Oswald é uma companheira ocasional da décima primeira e décima segunda encarnação do Time Lord, O Doutor. Segundo o Doutor, Clara era simplesmente "Não Possível". Embora assegurado pela empatia psíquica de Emma Grayling e o scanner da TARDIS que Clara era apenas uma "Garota Normal", o Doutor não podia acreditar que isso fosse verdade e pensou que ela fosse "o único mistério que valesse a pena resolver."

Coleman confirmou que ela vai aparecer na oitava série, que vai começar a ser filmada em janeiro de 2014.[2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Clara Oswald[editar | editar código-fonte]

Clara Oswald é uma garota humana comum, do século 21, mas que tinha feito um sacrifício extraordinário para salvar a vida do Doutor. Ela decidiu entrar na linha do tempo do Doutor em seu túmulo em Trenzalore, a fim de reverter os danos causados ​​à sua linha do tempo pela Grande Inteligência. Este ato permitiu que os ventos do tempo quebrasse a em milhões de cópias de si mesma que, de acordo com River Song, não eram a "real" Clara, mas que eram, no entanto, capaz de combater o ataque da Grande Inteligência. Após seu heroísmo, o Doutor retornou o favor, guiando a Clara original para fora de sua linha do tempo.

Oswin Oswald[editar | editar código-fonte]

Em uma de suas vidas, ela passou por Oswin Oswald. Oswin era Gerente Entretenimento Junior da Starship Alaska. Quando o Alaska caiu na Asilo dos Daleks, Oswin escapou por um poço para os níveis mais baixos do Asilo, onde foi encontrada e capturada pelos detentos Dalek. Ao contrário dos outros membros da tripulação do Alaska, que foram parcialmente convertido pelos nano genes em fantoches Daleks, Oswin foi totalmente convertido devido a sua excepcionalmente e elevada inteligência. Devido ao horror do que tinha acontecido com ela, Oswin criou um mundo de sonho para a sua mente humana esquecer a verdade.

Um ano depois, Oswin ajudou o Doutor, Amy Pond e Rory Williams a encontrar uma passagem segura através do Asilo Dalek. Mais tarde, ela limpou a memória sobre Doutor dos Daleks. O Doutor tentou resgatá-la, até que ele a encontrou e descobriu que ela era um Dalek.

Oswin baixou as defesas do asilo para que o Parlamento dos Daleks pudesse destruir o planeta e pediu ao Doutor se lembrar dela como o ser humano que ela era uma vez. Ela provavelmente morreu quando os Daleks destruiram o Asilo. Quando Amy, Rory e o Doutor escapou ao Parlamento, eles descobriram que Oswin tinha apagado as memórias sobre o Doutor de todos os Daleks no Parlamento, bem como os detentos Daleks no Asilo.

Clara Oswin Oswald[editar | editar código-fonte]

Em outra vida, Clara Oswald apareceu como uma garçonete e governanta na Londres do século 19. Clara nasceu em 23 de novembro de 1866 na Inglaterra vitoriana. Ela alegou que seu nascimento ocorreu atrás do relógio do Big Ben, e que o local foi responsável por seu "agudo senso de tempo." Em 1892, ela estava trabalhando como garçonete no The Rose & Crown. Ela também mantém uma vida secreta (com um sotaque diferente) como "Senhorita Montague", uma governanta que cuida da família Latimer.

Clara (Time Lady)[editar | editar código-fonte]

Em Gallifrey, Clara trabalhava como técnico de mecânica em uma oficina de conserto de Tardis, ela aparece para ajudar o Doutor (William Hartnell) a roubar a Tardis. Anos mais tarde, Clara cruza com o Doutor (Tom Baker), mas ele não percebe a presença dela, seguindo seu caminho ("The Name of the Doctor").

Clara (outras versões)[editar | editar código-fonte]

  • Clara apareceu em Iceworld, colônia espacial de comércio no lado escuro do planeta Svartos, onde o Doutor (Sylvester McCoy) estava pendurado em um precipício.
  • Nos anos 70, Clara encontra com dois Doutores (Patrick Troughton e Paul McGann) em uma praia na California, na Inglaterra, ela encontra o Doutor (Jon Pertwee) em uma estrada.

Habilidades[editar | editar código-fonte]

Oswin e Clara Oswald são notáveis suas brilhantes habilidades de hacker. Clara ganhou a habilidade ao ser carregado por um Spoonhead (The Bells of St. John). As habilidades de hacker de Oswin foram tão grande, que ela conseguiu invadir o parlamento dos Daleks, e apagar as lembranças do Doutor de todos os Daleks do universo (Asylum of the Daleks).

Todas as encarnações de Clara eram muito boas em cuidar de crianças. Sua encarnação vitoriana poderia mudar seu sotaque facilmente e foi capaz de desempenhar o papel de garçonete e governanta (The Snowmen).

Clara é hábil no uso de armas e é uma boa estrategista. Ela poderia usar qualquer coisa ao seu redor a seu favor, como quando ela sugeriu reduzir um cabo elétrico em um fosso (Nightmare in Silver).

Aparência[editar | editar código-fonte]

Clara era muito bonita e atraiu a atenção de Latimer e Porridge. Kizlet e Emma Grayling também se referiu a ela como muito bonita,o Doutor notou que ela tinha uma pele bonita e mostrou que ele estava atraído por ela quando disse: "Um mistério envolto num enigma espremido numa saia, que é só um pouquinho... apertada" e sorriu, feliz depois (TV: Nightmare in Silver).

As características de Clara incluí o cabelo moreno, geralmente mantidos solto, mas, ocasionalmente, amarrado em um rabo de cavalo ou coque. Ela também tinha grandes olhos redondos e castanhos. Ela usava uma variedade de jóias, incluindo anéis, pulseiras, colares e brincos. Vestidos eram seu principal item de vestuário, juntamente com calças, jaquetas e saias.

O Doutor se referia a ela como sendo pequena, embora ela rebatia ele, dizendo que ela era da altura média e que o Doutor era longo e pegajoso (Livro: Shroud of Sorrow)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A Original Clara Oswald nasceu em 1989, mesmo ano que a série clássica de Doctor Who foi cancelada. Sua mãe morreu em 5 de março de 2005, dia em que o primeiro episódio da série moderna, "Rose", foi vazado, semanas antes da exibição original.
  • A lápide da Clara vitoriana afirma que ela nasceu em 23 de novembro de 1866 e morreu em 24 de dezembro de 1892, ou seja, ela não só compartilhou a mesma data de nascimento de Doctor Who, como ela também tinha 26 anos quando morreu. Isto é, a mesma idade de Doctor Who quando foi cancelada em 1989.

Apresentação e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Em 21 de março de 2012, foi anunciado que Jenna Coleman iria substituir Karen Gillan e Arthur Darvill como co-protagonista da série.[3] Ela fez o teste para o papel em segredo, fingindo que era para algo chamado Men on Waves, um anagrama para "Sétima mulher".[4] O produtor executivo e escritor Steven Moffat a escolheu para o papel porque ela trabalhou melhor ao lado de Matt Smith e poderia falar mais rápido do que ele.[5] Coleman nunca tinha visto Doctor Who antes de sua audição, e observou "The Eleventh Hour" e "completamente caiu no amor pelo show".[6] Ele afirmou que sua personagem será diferente de companheiros anteriores,[7] que ele tentou manter os detalhes de sua personagem em segredo até que ela estreou no especial de Natal.[8] Em "Asylum of the Daleks", Coleman aparece como a personagem Oswin Oswald, um segredo que foi mantido do público antes da transmissão.[9] Coleman foi originalmente dado o papel de uma governanta vitoriana chamada Jasmine, e em seguida, para a segunda audição foi dada tanto os personagens de Oswin e Clara. Ela pensava que os produtores estavam procurando o personagem certo, mas depois percebi que era parte do "plano de mistério" de Moffat.[10] [11] Coleman atuou em cada versão do personagem, como indivíduos com "confiança de que haveria uma recompensa" para seu mistério.[12]

Moffat sentiu que a introdução de um novo companheiro fez "o show se sentir diferente" e trouxe a história de "um novo começo" com uma pessoa diferente a encontro do Doutor.[7] A produtora executiva Caroline Skinner comentou que sua introdução permitiu o retorno da série a um "Doctor Who mais no formato clássico".[13] Smith disse que Clara era diferente de sua antecessora Amy Pond (Gillan), que permitiu ao público ver um lado diferente do Doutor.[14] Moffat disse que Coleman traz "uma velocidade e sagacidade e uma qualidade impressionante que faz a dança do Doutor um pouco mais difícil"[15] Coleman declarou que seu personagem "tem o seu próprio" e era competitivo com o Doutor, fornecendo "um duplo ato agradável".[16] Com o seu lugar na narrativa da série, Clara tinha a intenção de despertar do Doutor uma "curiosidade no universo e dá-lhe o seu mojo de volta".[17] No que diz respeito da relação de Clara com o Doutor, Coleman disse: "Tem sido interessante como ela mudou o Doutor de Matt. Háum salto natural entre eles, e um flerte e atração. Mas, de novo, eles sempre tem este atrito, porque eles são um pouco magnéticos e atraídos um pelo outro, mas ela não consegue entendê-lo. Ele tem cargas de segredos e ele está sempre olhando para ela, tentando entendê-la".[16] A dinâmica entre Katharine Hepburn e Spencer Tracy foi uma influência sobre Coleman e Smith.[18]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Nick Setchfield da SFX elogiou a estréia surpresa e eficaz de Coleman como Oswin em "Asylum of the Daleks". Ele escreveu, "Coleman traz graça e provocação, e enquanto ela inicialmente parece um arquétipo familiar de Moffat, todas as rachaduras sarcásticas sobre o queixo do Doutor e linhas descartáveis ​​a cerca de experimentação sexual... há uma profunda vulnerabilidade lá também, o que torna o seu destino final neste episódio genuinamente o coração espetado.[19] Michael Hogan, escrevendo para o The Daily Telegraph, também achou sua estréia promissora e descreveu-a como "encantadora de uma forma mista - um pouco como uma morena, com mais curvas, menos irritante que Fearne Cotton".[20]

Reintrodução do personagem como Clara em "The Snowmen" recebeu críticas positivas dos críticos. Dan Martin do The Guardian escreveu: "O golpe de mestre por trás introdução surpresa de Jenna-Louise Coleman é que nos fez querer ver mais dela antes de Karen Gillan. O mesmo foi atrevido, auto-confiante e Clara ganhou um lugar em nossos corações desde o início"...[21] Setchfield chamou de "menos de menos comerciante que [Oswin], mas Coleman faz dela igualmente vencedora - corajosa, inteligente em uma química muito promissora com Matt Smith".[22] Matt Risley do IGN sentiu que a Clara "superou sua estréia já bombástica com um caráter tanto totalmente formado e absolutamente imprevisível". Ele elogiou o mistério em torno dela e de sua independência e, comentando que ela parecia ser a "antítese" de Amy Pond como ela era "uma garota que vai esperar por ninguém".[23] O crítico da Radio Times Patrick Mulkern admitiu que ela tinha "encontrado uma Oswin impertinente de pouco vestido", mas ele estava "completamente conquistado" por Clara e Coleman em "The Snowmen".[24] Neela Debanth do The Independent sentiu que a morte de Clara em "The Snowmen" fez o episódio "um pouco provocativo" e definir-se a questão de que a Clara seria uma viajante. Ao contrário de Mulkern, ela favoreceu a versão de Oswin, descrevendo-a como "muito mais divertida e graciosa".[25]

Referências

  1. Jenna-Louise Coleman wins over Doctor Who fans as she appears in another different guise in Christmas Special dailymail.co.uk. Daily Mail (25 December 2012). Página visitada em 25 December 2012.
  2. Martin, William (9 August 2013). Doctor Who star Coleman: Series 8 begins filming in January 2014 Cult Box.. Página visitada em 10 August 2013.
  3. "Doctor Who's latest companion is unveiled", BBC News, 21 March 2012. Página visitada em 27 January 2013.
  4. Gallagher, William (27 March 2012). Doctor Who's secret history of codenames revealed Radio Times.. Página visitada em 27 January 2013.
  5. Jeffery, Morgan (21 March 2012). 'Doctor Who': Jenna-Louise Coleman - The press conference in full Digital Spy. Página visitada em 27 January 2013.
  6. 'Doctor Who': Insider - Jenna Joins the 'Doctor Who' Family (Video) BBC America (22 March 2013). Página visitada em 23 March 2013.
  7. a b New Companion Makes Doctor Who A Different Show, Says Moffat SFX. (30 May 2012). Página visitada em 27 January 2013.
  8. Jeffery, Morgan (19 May 2012). Steven Moffat on 'Doctor Who', 'Sherlock' and his BAFTA Special Award Digital Spy. Página visitada em 25 June 2012.
  9. Martinovic, Paul (1 September 2012). Steven Moffat thanks press and fans for saving 'Doctor Who' surprise Digital Spy. Página visitada em 27 January 2013.
  10. Jenna-Louise Coleman: Becoming the Companion (Video) BBC (1 December 2012). Página visitada em 27 January 2013.
  11. Collis, Clark (28 November 2012). 'Doctor Who': Jenna-Louise Coleman talks about becoming the Doctor's new companion -- Exclusive Entertainment Weekly.. Página visitada em 29 November 2012.
  12. Jeffery, Morgan (28 March 2013). 'Doctor Who' plot is "mystifying, exciting" says Jenna-Louise Coleman Digital Spy. Página visitada em 29 March 2013.
  13. Woerner, Meredith (24 December 2012). Producer Caroline Skinner explains why Doctor Who is getting a new Companion for Christmas io9. Página visitada em 27 January 2013.
  14. Steven Moffat and the Cast on The Snowmen BBC (8 December 2012). Página visitada em 27 January 2013.
  15. Radish, Christina (27 March 2013). Steven Moffat Talks DOCTOR WHO, His Favorite Upcoming Episodes, Writing the Doctor and Sherlock Holmes, the 50th Anniversary, and More Collider. Página visitada em 29 March 2013.
  16. a b Sagers, Aaron (18 December 2012). Actress Jenna-Louise Coleman talks 'Doctor Who' CNN. Página visitada em 27 January 2013.
  17. Harp, Justin (28 March 2013). 'Doctor Who' star Matt Smith: 'Clara reignites The Doctor's curiosity' Digital Spy. Página visitada em 29 March 2013.
  18. Jeffery, Morgan (6 March 2013). Jenna-Louise Coleman on 'Doctor Who' dynamic: 'It's like a dance' Digital Spy. Página visitada em 19 March 2013.
  19. Setfield, Nick (1 September 2012). Doctor Who 7.01 "Asylum of the Daleks" Review SFX.. Página visitada em 2 September 2012.
  20. Hogan, Michael (2 September 2012). A bold debut for the new Doctor Who assistant, review The Daily Telegraph.. Página visitada em 2 September 2012.
  21. Martin, Dan (25 December 2012). Doctor Who: The Snowmen – Christmas special 2012 The Guardian.. Página visitada em 26 December 2012.
  22. Setchfield, Nick (25 December 2012). Doctor Who "The Snowmen" Review SFX.. Página visitada em 23 March 2013.
  23. Risley, Matt (25 December 2012). Mary Poppins Got Game! IGN. Página visitada em 23 March 2013.
  24. Mulkern, Patrick (25 December 2012). Doctor Who — The Snowmen review Radio Times.. Página visitada em 23 March 2013.
  25. Review of Doctor Who 'The Snowmen' The Independent. (25 December 2012). Página visitada em 26 December 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Doctor Who é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.