Classificação decimal universal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Classificação Decimal Universal (CDU ou UDC) é um sistema de classificação documentária desenvolvido pelos bibliógrafos belgas Paul Otlet e Henri la Fontaine no final do século XIX. Segundo Suaiden Otlet “ao criar a CDU, estava doando ao mundo, junto á sua magistral obra, um dos instrumentos mais poderosos para a organização, recuperação, disseminação, acesso e uso de informação em qualquer tipo de coleção, seja de biblioteca, arquivou ou museu.”[1] Ela é baseada na classificação decimal de Dewey, mas usa sinais auxiliares para indicar vários aspectos especiais de um assunto ou relações entre assuntos. Assim, o sistema contém um elemento facetado ou analítico-sintético significativo e é usado especialmente em bibliotecas especializadas. A CDU tem sido modificada e expandida ao longo dos anos para abranger a produção cada vez maior em todas as áreas do conhecimento humano e continua sofrendo um processo de revisão contínua para dar conta de todos os novos desenvolvimentos. Tabosa (2011) afirma que, "a [2] Classificação Decimal Universal foi desenvolvida no início do século XX, tendo sofrido várias alterações no decorrer do tempo, até a forma que se apresenta atualmente. Baseada na CDD, a CDU também utilizou o sistema de casas decimais, dividindo o conhecimento em dez grandes classes". 

Os documentos classificados pela CDU podem ter qualquer forma (suporte), mais frequentemente papel impresso, mas também podem ser outras mídias como filmes, ilustrações, mapas e antiguidades e assim como diz Andrade: "A CDU encontra- se na língua inglesa que é a oficial, na francesa, italiana, portuguesa e alemã." [3]

Classes Principais[editar | editar código-fonte]

Uso[editar | editar código-fonte]

As classificações CDU usam numerais indo-arábicos e são baseados no sistema decimal. Cada número é interpretado como uma fração decimal com o ponto decimal inicial omitido, que determina a ordem de preenchimento. Em prol da facilidade de leitura, um identificador CDU é geralmente pontuado a cada três dígitos. Assim, depois de 61, "ciências médicas", vêm as subdivisões de 611 a 619. Sob 611, "Anatomia", Vêm suas subdivisões de 611.1 a 611.9 e sob 611.1 vêm todas as suas subdivisões antes de ocorrer 611.2, e assim por diante. Depois de 619 vem 620.

Uma vantagem deste sistema é que ele é infinitamente expansível e quando novas subdivisõe são introduzidas, elas não precisam alterar o ordenamento dos números.

Um documento pode ser classificado sob uma combinação de diferentes categorias através do uso de símbolos adicionais. Por exemplo:

+ mais adição e.g. 59+636 zoologia e criação seletiva de animais
/ barra extensão e.g. 592/599 Zoologia sistemática (tudo de 592 a 599 inclusive)
: dois pontos relação e.g. 17:7 Relação entre ética e artes
[] colchetes sub-agrupamento algébrico e.g. 31:[622+669](485) estatísticas de mineração e metalurgia na Suécia (o auxiliar considera 622+669 como uma unidade)
= igual linguagem e.g. =111 em Inglês; 59=111 Zoologia, em inglês

O projeto da CDU é compatível com a leitura feita por máquinas e o sistema tem sido usado em conjunção tanto com sistemas de separação mecânica antigos quanto com os atuais catálogos de acesso público on-line. Uma versão do CDU, com 65 mil subdivisões está disponível em formato banco de dados e é chamado Master Reference File (MRF). A versão atual completa do CDU possui 220 mil subdivisões.

Índice geral da CDU[editar | editar código-fonte]

0 Generalidades. Ciência e conhecimento. Organização. Informação. Documentação. Biblioteconomia. Instituições. Publicações.[editar | editar código-fonte]

  • 001 Ciência e conhecimento em geral. Organização do trabalho intelectual.
  • 002 Documentação. Documentos em geral.
  • 004 Ciência e tecnologia dos computadores. Informática.
  • 006 Normalização. Normas.
  • 007 Actividade e organização. Informação. Teoria da comunicação e do controlo em geral (Cibernética).

1 Filosofia. Psicologia.[editar | editar código-fonte]

2 Religião. Teologia.[editar | editar código-fonte]

  • 21 Religiões históricas e primitivas
  • 22 Religiões do extremo oriente
  • 23 Hinduísmo. Jainismo. Sikhismo
  • 24 Budismo
  • 25 Religiões da antiguidade. Religiões e seitas menores
  • 252 Religiões da Mesopotâmia
  • 254 Religiões do Irã
  • 257 Religiões da Europa

3 Ciências Sociais.[editar | editar código-fonte]

  • 30 Ciências sociais em geral. Teorias, metodologia e métodos em Ciências Sociais. Sociografia.
  • 304 Questões sociais. Prática social.
  • 308 Sociografia. Estudos descritivos da sociedade.
  • 31 Estatística. Demografia. Sociologia.
  • 346 Direito económico. Direito da condução estatal da economia.
  • 347 Direito civil
  • 348 Direito eclesiástico. Direito canónico.
  • 349 Ramos especiais do direito
  • 351 Actividades da Administração Pública.
  • 352 Administração local. Autoridades locais.
  • 353 Administração regional.
  • 354 Administração central. Governo nacional.
  • 355/359 Assuntos militares.
  • 36 Assistência social. Previdência Social. Seguros.
  • 371 Organização do ensino. Sistemas educativos.
  • 373 Ensino escolar em geral.
  • 377 Ensino técnico-profissional. Institutos politécnicos.
  • 378 Ensino superior. Universidades.
  • 389 Metrologia. Pesos e medidas.
  • 391 Vestuário. Traje. Traje folclórico. Moda e adorno.
  • 392 Usos e costumes na vida privada
  • 393 Morte. Cerimónias fúnebres. Ritos mortuários
  • 394 Visa pública. Vida popular.
  • 395 Cerimonial. Etiqueta. Protocolo.
  • 396 Feminismo. Situação e condição das mulheres.
  • 397 Povos primitivos. Nómadas. Ciganos.
  • 398 Folclore. Tradição popular.

4 Classe vaga.[editar | editar código-fonte]

5 Matemática e Ciências Naturais.[editar | editar código-fonte]

6 Ciências Aplicadas. Medicina. Tecnologia.[editar | editar código-fonte]

7 Arte. Belas-artes. Lazer. Música. Design. Jogos. Desporto.[editar | editar código-fonte]

8 Linguagem. Linguística. Literatura.[editar | editar código-fonte]

  • 821.11 Literaturaem línguas germânicas
  • 821.12 Literatura em línguas itálicas
  • 821.13 Literatura em línguas românicas

9 Geografia. Biografia. Historia.[editar | editar código-fonte]

900 História

  • 910 Geografia e viagens
  • 920 Biografia e genealogia
  • 930 História do mundo antigo (para ca. 499)
  • 940 História da Europa
  • 950 História da Ásia
  • 960 História da África
  • 970 História da América do Norte
  • 980 História da América do Sul
  • 990 História de outras áreas

Tabela 2 (Áreas geográficas, períodos históricos, Pessoas)[editar | editar código-fonte]

-1 Lugar em geral
-2 Designação fisiográfico
-3 Mundo antigo
-4 Europa
-41 Ilhas britânica (inteiro geográfica)
-410 Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda N
-410.1 Inglaterra
-410.3 Gales 
-410.5 Escócia
-410.7 Irlanda do Norte
-415 Irlanda (todo geográfica)
-417 República da Irlanda
-430 Alemanha
-436 Áustria
-437.1 República Checa
-437.6 República Eslovaca
-438 Polónia
-439 Hungria
-44 França
-450 Itália
-4549 San Marino
-45634 Cidade do Vaticano
-4585 Malta
-460 Espanha
-469 Portugal
-47 Antiga URSS Europeia
-470 Rússia
-48 Escandinávia
-480 Finlândia
-481 Noruega
-485 - Suécia
-489 Dinamarca
-492 Holanda
-493 Bélgica
-494 Suíça
-495 Grécia
-497 Estados dos Balcãs
-5 Ásia
-61 Tunísia, Líbia
-7 North and Central America
-71 Canadá
-72 México
-728 Central America
-729 Índias Ocidentais
-73 Estados Unidos
-74 Estados N E
-75 Estados S E
-76 Estados S Central
-77 Estados N Central
-78 Estados W
-79 Estados do Pacífico
-8 América do Sul
-9 Pacífico Sul e Austrália. Ártico. Antártida

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • UDC CONSORTIUM. Classificação decimal universal: Índice – edição padrão internacional em língua portuguesa. Organização e revisão de Odilon Pereira da Silva. Brasília : IBICT, 1999. 176 p. Pt. 2. (Publicação UDC, P023). ISBN 85-7013-055-4. (disponível para compra no site do IBICT)
  • CDU: Classificação Decimal Universal: tabela de autoridade. [Eds] Ana Cristina Almeida, Manuela Santos. Lisboa: Biblioteca Nacional, 2005, 891 pp. ISBN 972-565-395-5.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Silva,, Odilon Pereira da organizador. UDC CONSORTIUM. Classificação decimal universal: Índice – edição padrão internacional em língua portuguesa.. Brasília: IBICT, 1999. p. 176 p..
  • "[file:///D:/Documentos/Downloads/Biblionline-7(2)2011-proposta_de_um_modelo_de_expansao_da_classificacao_de_coelhos_de_raca_na_cdu%20(1).pdf Proposta de um modelo de expansão da classificação de coelhos de raça na CDU]". Biblionline. Página visitada em 19 ago 2014.
  • ANDRADE, Lucas Veras de; BRUNA, Dayane; SALES, Weslayne Nunes de. Classificação: Uma analise comparativa entre a classificação decimal universal – CDU e a classificação decimal de Dewey – CDD. Biblos: Revista do Instituto de Ciências Humanas e da Informação, v. 25, n.2, p.31-42, jul./dez. 2011.