Claudette Colbert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claudette Colbert
Claudette Colbert em I Cover the Waterfront, de 1933.
Nome completo Émilie Claudette Chauchoin
Nascimento 13 de setembro de 1903
Saint-Mandé, Seine, França
Nacionalidade  Estados Unidos
Morte 30 de julho de 1996 (92 anos)
Speightstown, Barbados
Ocupação Atriz
Cônjuge Norman Foster (1928–1935)
Dr. Joel Pressman (1935–1968) (data da morte)
Atividade 1923–1965; 1974–1987
Oscares da Academia
Melhor atriz
1935 - Aconteceu Naquela Noite
Prêmios Globo de Ouro
Golden Globe Awards Melhor actriz coadjuvante/secundária em televisão
1988 - The Two Mrs. Greenvilles
Outros prêmios
Prêmio Sarah Siddons pelo trabalho em teatro (1980)
IMDb: (inglês)


Claudette Chauchoin, conhecida como Claudette Colbert (Saint-Mandé, 13 de setembro de 1903Speightstown, 30 de julho de 1996) foi uma atriz americana, mais conhecida por seu desempenho em It Happened One Night (br: Aconteceu Naquela Noite), pelo qual recebeu o Oscar de melhor atriz de 1934.

Nascida em Saint-Mondé, França, mas criada em Nova Iorque, Claudette começou sua carreira na Broadway em produções dos anos 20, indo para o cinema com o advento do "cinema falado". Estabeleceu uma bem sucedida carreira com a Paramount Pictures, se tornou uma das mais bem pagas artistas do cinema na época. Colbert foi reconhecida como um dos principais expoêntes femininos da chamada screwball comedy (comédia excêntrica) mas também era conhecida pela sua versatilidade. Ganhou o Oscar de melhor atriz por seu desempenho em It Happened One Night (1934), e também recebeu indicações por papéis dramáticos em Private World (br: Mundos Íntimos), de 1935, de Since You Went Away (br: Desde que Partiste), de 1944.

Sua carreira cinematográfica começou a declinar na década de 1950 e fez seu último filme em 1961. Continuou a atuar em teatro e televisão durante os anos posteriores. Claudette se aposentou após uma carreira de mais de 60 anos indo morar em Barbados, onde veio a falecer aos 92 anos após uma série de acidentes vasculares cerebrais. Encontra-se sepultada no cemitério da Igreja de Godings Bay, Speightstown, Saint Peter em Barbados.[1]

A grande maioria de suas cenas mostrava o lado esquerdo de seu rosto. Claudette Colbert tinha aversão de ser fotografada com o lado direito do rosto. Possui uma estrela na Calçada da Fama.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Juventude[editar | editar código-fonte]

Emilie Chauchoin[2] [3] nasceu em Saint Mondé, Siene, França.[4] Filha de Georges Claude e Jeanne Chauchoin, após alguns problemas financeiros, sua família emigrou para Nova York em 1906.[5] Colbert se naturalizou nos Estados Unidos.[6] e estudou na escola Washington Irving High School, onde sua professora Alice Rossetter, a incentivou a ir a uma audição para uma peça que havia escrito, Colbert fez sua estréia no palco em Provincetown Playhouse The Widow's Veil quando tinha 15 anos.

Em seguida trabalhou como estenógrafa no Art Students League of New York, como balconista e babá para pagar suas despesas. Ela pretendia se tornar costureira, mas Anne Morrison ofereceu a Colbert um papel em sua peça. Ela apareceu em um palco da Broadway num pequeno papel em The Wild Westcotts (1923). Inspirada a prosseguir com o teatro, Colbert terminou os estudos e embarcou na carreira em 1925. Ela adotou o nome Claudette Colbert nesta fase, já usava o nome Claudette na escola e Colbert era o nome de solteira de sua avó.

Vida profissional[editar | editar código-fonte]

Broadway[editar | editar código-fonte]

Famosa cena em que Claudette Colbert, mostra suas penas para pedir carona. (Aconteceu naquela noite - 1934)

Após a assinatura de um contrato de cinco anos com Al Woods, Colbert fez papéis modestos na Broadway, de 1925 a 1929. Durante seus primeiros anos no palco ela lutou para não ficar catalogando papéis e recebeu críticas e elogios na produção de The Barker (1927) interpretando uma encantadora de serpentes, papel que ela repetiu numa pequena turnê no London's West End.[7]

See Naples and Die e Eugene O'Neill's Dynamo (1929), não foram bem sucedidas, mas foi notada pelo produtor teatral Leland Hayward, que sugeriu a ela um papel num filme de Frank Capra, "For the Love of Mike"1927, acredita-se agora que tenha sido um "filme perdido".[8] Único filme de Colbert no cinema mudo e foi um fracasso de bilheteria.[9]

Início no cinema[editar | editar código-fonte]

Após o fracasso de For the Love of Mike, ela não fez filmes por dois anos quando finalmente assinou um contrato com a Paramount Pictures, seus filmes então, foram produzidos mais rapidamente em Nova York, o que lhe permitiu continuar a carreira. Seu primeiro filme falado foi The Hole in the Wall (1929), co-estrelando com outro novato Edward G. Robinson, que foi seguido por The Lady Lies, também em 1929. Ambos os filmes foram bem sucedidos. Durante as filmagens de The Lady Lies, Colbert participava ainda da peça See Naples and Die, que viria a ser seu último trabalho no teatro dos anos 20.

Apareceu falando francês no filme Mysterious Mr. Parkes, um dos poucos filmes vistos nos Estados Unidos em língua estrangeira, também teve uma participação em "The Big Pond". Este último foi filmado em inglês e francês, Colbert, com fluência em ambos idiomas, foi de fundamental importâncias em seu casting. Apareceu ao lado de Maurice Chevalier, que comentou, "Ela era morena, linda, talentosa e uma comediante deliciosa, e seu Inglês era perfeito." [10] Embora estes filmes fossem populares com o público, um de seus filmes deste período,Young Man of Manhattan, que teve a participação de seu marido, Norman Foster, recebeu críticas negativas. A revista Picturegoercriticou o desempenho de Foster e observou-o como um dos mais fracos Colbert homens, escrevendo: "Ele não parecem ter nenhuma sinceridade nem em suas cenas de amor."

Carreira[editar | editar código-fonte]

Claudette Colbert em "Tovarich".
220pxClaudette Colbert em "I Cover the Waterfront".
Claudette Colbert em "It's a Wonderful World".
  • 1927 - O Filho da Fortuna - (For the love of Mike)
  • 1929 - Hole in the wall, The
  • 1929 - Lady lies, The
  • 1930 - Inconstância - (Young man of Manhattan)
  • 1930 - Big pond, The
  • 1930 - Homicida - (Manslaughter)
  • 1930 - La grande mare
  • 1930 - L'énigmatique Monsieur Parkes
  • 1931 - Honra de Amantes - (Honor among lovers)
  • 1931 - O Tenente Sedutor - (Smiling lieutenant, The)
  • 1931 - Segredos de Uma Secretária - (Secrets of a secretary)
  • 1931 - Sua Esposa Perante Deus - (His woman)
  • 1932 - Wiser sex, The
  • 1932 - Misleading lady
  • 1932 - O Homem de Ontem - (Man from yesterday, The)
  • 1932 - Make me a star
  • 1932 - O Falso Presidente - (Phantom president, The)
  • 1932 - O Sinal da Cruz - (Sign of the cross, The)
  • 1933 - Esta Noite é Nossa - (Tonight is ours)
  • 1933 - Reportagem de Estouro - (I cover the waterfront)
  • 1933 - A Comédia de Um Lar - (Three-cornered moon)
  • 1933 - Torch Singer
  • 1934 - Four Frightened People
  • 1934 - Aconteceu Naquela Noite - (It happened one night)
  • 1934 - Cleopatra - (Cleopatra)
  • 1934 - Imitação da Vida - (Imitation of life)
  • 1935 - O Lírio Dourado - (Gilded Lily, The)
  • 1935 - Mundos Íntimos - (Private worlds)
  • 1935 - Prelúdio Nupcial - (She married her boss)
  • 1935 - Roubada do Altar - (Bride comes home, The)
  • 1936 - Sob Duas Bandeiras - (Under two flags)
  • 1937 - A Donzela de Salem - (Maid of Salem)
  • 1937 - Conheci-o em Paris - (I met him in Paris)
  • 1937 - Nobres Sem Fortuna - (Tovarich)
  • 1938 - A Oitava Esposa do Barba Azul - (Bluebeard's eight wife)
  • 1939 - Zazá - (Zaza)
  • 1939 - Meia-Moite - (Midnight)
  • 1939 - Que Mundo Maravilhoso! - (It's a wonderful world)
  • 1939 - Ao Rufar dos Tambores - (Drums Along the Mohawk)
  • 1940 - Fruto Proibido - (Boom town)
  • 1940 - Levanta-te, Meu Amor - (Arise, my love)
  • 1941 - Com Qual dos Dois? - (Skylark)
  • 1941 - Lembra-te Daquele Dia - (Remember the day)
  • 1942 - Mulher de Verdade - (Palm Beach story, The)
  • 1943 - Sem Tempo Para Amar - (No time for love)
  • 1943 - A Legião Branca - (So proudly we hail!)
  • 1944 - Desde que Partiste - (Since you went away)
  • 1944 - Adorável Engano - (Practically yours)
  • 1945 - Esposa de Dois Maridos - (Guest wife)
  • 1946 - O Amanhã é Eterno - (Tomorrow is forever)
  • 1946 - Sem Reservas ou Romance e Fantasia - (Without Reservations)
  • 1946 - Emoção Secreta - (Secret heart, The)
  • 1947 - O Ovo e Eu - (Egg and I, The)
  • 1948 - Sonha, Meu Amor - (Sleep, my love)
  • 1949 - Lua-de-Mel Com Pimenta - (Family honeymoon)
  • 1949 - Do Amor, Só o Dinheiro - (Bride for sale)
  • 1950 - Feras que Foram Homens - (Three came home)
  • 1950 - Cada Vida, Seu Destino - (Secret fury, The)
  • 1951 - Agonia de Uma Vida - (Thunder on the hill)
  • 1952 - Nas Selvas da Malaia - (Planter's wife, The)
  • 1954 - Destinées
  • 1954 - Se Versalhes Falasse - (Si Versailles m'était conté)
  • 1955 - Texas Lady
  • 1956 - Blithe Spirit (TV)
  • 1959 - Bells of St. Mary, The (TV)
  • 1961 - No Vale das Grandes Batalhas - (Parrish)
  • 1987 - Two Mrs. Greenvilles, The (TV)

Premiações[editar | editar código-fonte]

  • Recebeu três indicações ao Oscar de melhor atriz, por "Aconteceu Naquela Noite" (1934), "Mundos Íntimos" (1935) e "Desde Que Partiste" (1944). Venceu por "Aconteceu Naquela Noite".
  • Ganhou o Globo de Ouro de Melhor atriz coadjuvante em televisão por "The Two Mrs. Greenvilles" (1987).

Referências

  1. Claudette Colbert (em inglês) no Find a Grave.
  2. Larousse Encyclopedia: Claudette Colbert (em francês) Larousse.fr.
  3. Claudette Colbert (em francês) Cineartistes.com.
  4. COLBERT, Claudette. British Film Institute. BFI.org.uk. (em inglês) Ftvdb.bfi.org.uk.
  5. Ellis Island History: Some Were Destined For Fame. Ellis Island National Park. (em inglês) Americanparknetwork.com. Visitado em 19 de janeiro de 2008.
  6. Famous Naturalized U.S. Citizens (PDF) Internet Archive. Visitado em 30 de outubro de 2007.
  7. Basinger, Jeanine; Audrey E. Kupferberg. Claudette Colbert - Films as actress (em inglês) Filmreference.com. Visitado em 3 de dezembro de 2007.
  8. Classic Film Guide Classicfilmguide.com.
  9. Título ainda não informado (favor adicionar) (em inglês) The New York Times Nytimes.com.
  10. Shipman,o grande filme Estrelas, p. 113

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Claudette Colbert