Claudio Edinger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claudio Edinger
Claudio Edinger
Nome completo Claudio Henrique Edinger
Nascimento 3 de maio de 1952 (61 anos)
Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Fotógrafo, escritor, diretor de arte, editor, curador
Movimento estético Fotografia Fine Art
Página oficial www.claudioedinger.com

Claudio Edinger (Rio de Janeiro, 1952) é um fotógrafo brasileiro.[1]


Biografia[editar | editar código-fonte]

Quando tinha um ano, seus pais se mudaram para São Paulo, onde Claudio cresceu e se formou em economia, pela Universidade Mackenzie em 1974, mas nunca chegou a exercer a profissão de economista. Ainda no início da década de 1970, apaixonou-se pela fotografia,[2] realizando sua primeira exposição individual, Edifício Martinelli, no Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand (MASP), em 1975. No ano seguinte, mudou-se para Nova York, onde permaneceu até 1996.

Livro De Bom Jesus a Milagres

Durante os vinte anos que passou nos Estados Unidos, Claudio se dedicou à fotografia documental e artística, e trabalhou como fotógrafo autônomo para periódicos brasileiros e norte-americanos como O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Time, Newsweek, Life, Rolling Stone. Em 1977 teve aulas com o fotógrafo Philippe Halsman (1906-1979), especialista em retratos.

Realizou a exposição individual ‘Judeus Ortodoxos’, 1978, no International Center of Photography, em Nova York resultado de uma pesquisa de dois anos com os judeus hassídicos do Brooklyn. De 1979 a 1994, lecionou na Parson’s/New School for Social Research e, de 1992 a 1994, no International Center of Photography (ICP).

Livro Rio

Carreira[editar | editar código-fonte]

Claudio Edinger nasceu no Rio de Janeiro em maio de 1952.[3] Antes de completar dois anos de idade, sua família mudou-se para São Paulo. Ele afirma que sua alma estava em São Paulo e seu coração no Rio. Esta relação particular de amor pelos dois lugares aparece em suas fotografias destas cidades. Edinger é considerado um dos mestres contemporâneos do ensaio fotográfico.[4] Inspirado em Tolstoy, que diz “Sem saber quem sou, a vida é impossível”, Edinger desde o começo de sua carreira, usa a câmera como recurso de pesquisa. Publicou treze livros.[5]

Livro São Paulo

Em 1975 o fotógrafo realizou sua primeira série, sobre o Edifício Martinelli em São Paulo. No começo do século o Martinelli havia sido o mais alto e exclusivo edifício de São Paulo. Quando Edinger começou sua pesquisa fotográfica no prédio, ele havia se transformado em uma favela vertical.

A fim de aprofundar o seu conhecimento do mundo e tentar entender melhor sua próprias raízes, Edinger deixa o Brasil em 1976 rumo a Nova Iorque.

Edinger escolheu fotografar e viver entre os judeus hassídicos do Brooklyn. Dessa convivência, resultou uma série de fotografias em preto e branco, tiradas ao longo de dois anos, que retratam as tradições e os costumes daquela comunidade. Depois de ter sido apresentado a Cornell Capa por Philippe Halsman em 1978, ele foi convidado para expor suas imagens da vida dos judeus do Brooklyn no ICP (International Center of Photography).

Livro Chelsea Hotel

Após sua estada no Brooklyn, ele mudou-se para o histórico Chelsea Hotel e durante o final da década de 70 e começo dos anos 80, Edinger retratou muitas personalidades excêntricas do hotel, que tinha entre seus moradores muitos pintores e músicos, como Bob Dylan, Virgil Thompson, Jimmy Hendrix e Janis Joplin, Arthur C. Clark, que escreveu "2001 – Uma Odisséia no Espaço" no hotel, Clifford Irving, que escreveu a autobiografia falsa de Howard Hughes também por lá, Andy Warhol, que o usava para fazer filmes e Sid Vicious, que assassinou sua namorada Nancy no quarto 101.[6]

Essa série de fotografias resultou em seu primeiro livro, o “Chelsea Hotel”[7] publicado por Abbeville Press em 1983. O livro recebeu a "Leica Medal of Excellence" e é considerado um clássico da fotografia sobre os anos 70 e 80.

Livro Carnaval

Do Chelsea, em 1984, Edinger mudou-se para Venice Beach, California. Durante o final da década de 60 e 70 Venice Beach era um dos centros da contracultura. O lugar foi também um campo fértil para o fotógrafo, que o retratou em “Venice Beach”[8] (também ganhador da "Leica Medal of Excellence").

Em 1986, mudou-se para a Índia, onde começou a usar cores para fotografar Varanasi, que desempenhou papel fundamental em sua busca espiritual, que começou no Brooklyn. Utilizando uma câmera Hasselblad, ele fotografou em médio formato o turbilhão de pessoas e lugares da Índia. Este projeto sobre o norte da Índia, ainda está em andamento.

De volta ao Brasil, Edinger teve de lidar com as conseqüências da Alzheimer que acometeu sua avó materna. Sua pesquisa sobre doenças mentais no Brasil o conduziu ao Juqueri, o maior asilo de doentes mentais da America Latina, com 3.500 pacientes na época, onde fez as fotos para o livro "Madness (Loucura)"[9] foi o prêmio Ernst Hass do Maine Photographic Workshop. O asilo foi fechado pouco tempo depois de seu livro ter sido publicado mostrando as péssimas condições do local. Após sete anos mostrando esse trabalho a vários editores, ele foi finalmente aceito e publicado pela DBA (Brazil) e Dewi Lewis[10] (Reino Unido).

Enquanto tentava publicar seu livro sobre a loucura, Edinger começou um projeto que o ocupou por cinco anos: fotografar o carnaval. De 1991 a 1995, ele fotografou o evento em cinco regiões diferentes do país: Rio, Salvador, Recife/Olinda, São Paulo e Paraty. Este livro[11] foi publicado em 1996. O projeto recebeu a Bolsa Vitae e estabeleceu Edinger como um fotógrafo brasileiro essencial, agora com uma reputação internacional. Ele estava finalmente de volta ao seu lar após vinte anos em Nova York.

A partir daí, começaram a surgir outros livros. Old Havana,[12] um retrato em tons quentes da decadência da capital cubana, com sua arquitetura colonial delapidada, mantida a duras penas por sua bem-humorada população. Esse livro foi publicado simultaneamente em inglês, português e alemão.

Em 2000, Edinger publicou “Cityscapes”[13] pela DBA (Brasil). É um trabalho autobiográfico de reflexão e descobrimento sobre seu tempo em Nova York como fotógrafo vivendo em uma cidade estrangeira.

Seu retorno ao Brasil o levou em 2000, a fotografar em branco e preto, com o foco seletivo, a cidade do Rio de Janeiro,[14] [15] onde ele nasceu. Só que agora usando uma câmera Sinar 4x5, de grande formato. Tentou mostrar a ambiguidade dos espaços e da vida nas grandes cidades, que ele primeiro encontrou em Nova York. Esta é uma série de fotos muito pessoais mostrando a ligação do autor ao seu tema de uma forma íntima e poética. Trabalhando com foco seletivo e uma câmera de grande formato, o trabalho de Edinger tem evoluído para uma arte com pendores surrealistas ao ponto de Ernie NItzberg, o critico de arte da revista ARTillery de Los Angeles, ter dito que com seu trabalho Edinger inventou o neoexpressionismo na fotografia.

Os livros que vieram a seguir, com a utilização de sua câmera de grande formato e uso experimental da cor,[16] em seu mais recente trabalho sobre São Paulo, foram um grande avanço no trabalho do fotógrafo. Resultaram em uma maior receptividade de suas fotografia em galerias de arte, museus e coleções particulares.[17]

Obras publicadas[editar | editar código-fonte]

Ao longo de seu período nos Estados Unidos, Claudio Edinger publicou 3 livros: Chelsea Hotel, em 1983, e Venice Beach, em 1985, editados pela Abbeville Press, ambos vencedores do prêmio Leica Medal of Excellence, e o “The Making of Ironweed” sobre o filme dirigido por Hector Babenco, com Meryl Streep e Jack Nicholson.

Durante cinco anos – 1991 a 1996 – Claudio documentou o carnaval em 5 regiões do país: Rio de Janeiro, Recife/Olinda, São Paulo, Salvador e Paraty. De volta ao Brasil em 1996, Claudio publicou, editado por Dewi Lewis, DBA e DAP publishers, o livro Carnaval e venceu em 1999 o Prêmio Higashikawa no Japão.

Loucura, resultado de dois anos (1989 e 1990) de captação de imagens dentro do Hospital Psiquiátrico do Juqueri - onde chegou a viver durante duas semanas - deu origem ao livro Madness/Loucura, publicado em 1997 por DBA, DAP e Dewi Lewis. Edinger recebeu o Prêmio Ernst Haas, em 1990 por este trabalho.

Entre 1994 e 1996, Claudio fotografou a parte antiga da cidade de Havana (Habana Vieja), que resultou no livro Old Havana, de 1997, editado por Dewi Lewis, Edition Stemmle, DBA and DAP publishers. No mesmo ano de sua publicação, o livro foi eleito pela American Photo como um dos melhores livros do ano.

Edinger publicou ainda, em 2000, o livro Cityscapes, com imagens de Nova York e, em 2001, Portraits, ambos editados pela DBA. Em 2003, editado pela ABooks, lançou o livro Vitória, cidade das ilhas.

Em 2003, Claudio publicou o álbum Rio, seu primeiro trabalho com a câmera 4x5, de grande formato, a mesma utilizada no seu mais novo livro, São Paulo: minha estranha cidade linda. Todo em preto e branco, o livro sobre o Rio de Janeiro, também editado pela DBA, foi eleito um dos melhores livros do ano pela Photo District News.

São Paulo: minha estranha cidade linda, seu mais recente livro, que foi lançado em meados de março de 2009, já recebeu o Prêmio Porto Seguro.[18]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Prêmio Leica de Excelência | 1983 | Chelsea Hotel|
  • Prêmio Leica de Excelência | 1985 | Venice Beach |
  • Prêmio Revista Life como finalista do W. Eugene Smith Grant | 1989 | Loucura [19]
  • Prêmio Ernst Haas | 1990 | Loucura |
  • One of the year's best books | American Photo | 1997 | Old Havana |
  • Bolsa Vitae Foundation |1993 | Carnaval |
  • Bolsa Japan Foundation | 1997 | Hong Kong [20]
  • Pictures of the Year | 1996 | Melhor foto em uma revista - Newsweek
  • Prêmio J.P. Morgan de Fotografia | 1999 |
  • Prêmio Higashikawa (Japão) | 1999 | Melhor fotógrafo estrangeiro do ano | Carnaval [21]
  • PDN Photo Annual | 2003 | One of the year's best personal projects | Rio [22]
  • PDN Photo Annual | 2006 | One of the year's best books | Rio [23]
  • Prêmio Porto Seguro | 2007 | São Paulo [24]
  • Melhor Livro Fotográfico do ano | 2009 | Revista CLIX | São Paulo [25] [26]
  • Prêmio Porto Seguro | 2010 | Sertão da Bahia |
  • PDN Photo Annual | 2010 | One of the year's best personal projects | Sertão da Bahia
  • Prêmio Hasselblad | 2011 | Downtown Los Angeles
  • Prêmio Abril | 2012 | Melhor ensaio fotográfico | Santa Catarina

Exposições[editar | editar código-fonte]

  • 2012 SP Arte - Galeria Arte 57 (São Paulo) | Sertão da Bahia | coletiva |
    Livro Loucura
  • 2012 Museu da Imagem e do Som (São Paulo) | Sertão da Bahia | individual
  • 2012 Athena Galeria de Arte (Rio de Janeiro) | Rio e Sertão da Bahia | coletiva
  • 2011 Samuel Owen Gallery (Connecticut) | São Paulo | coletiva
  • 2011 Maison Europeénne de la Photographie | Rio | coletiva |
    Livro Venice Beach
  • 2011 Athena Galeria de Arte (Rio de Janeiro) | Rio | coletiva
  • 2011 SIM (Curitiba) | Santa Catarina | coletiva
  • 2011 Casa 11 Photo (Rio de Janeiro) | Santa Catarina e São Paulo | coletiva
  • 2011 Galeria Maria Baró | Amazônia | coletiva
  • 2011 ArtRio - Galeria Athena (Rio de Janeiro) | Rio | coletiva
  • 2011 SP Arte Foto - Galeria Arte 57 (São Paulo) | Santa Catarina | coletiva
  • 2011 SP Arte - Galeria Arte 57 (São Paulo) | Santa Catarina | coletiva
  • 2010 Arterix (São Paulo) | Sertão da Bahia | individual
  • 2010 1500 Gallery (Nova York) | São Paulo | individual [27]
  • 2010 SP Arte Foto - Galeria arte 57 ( São Paulo) | Amazônia | coletiva
  • 2010 SP Arte - Galeria arte 57 ( São Paulo) | Amazônia | coletiva
  • 2009 Espaço de Arte Trio (São Paulo) | Paris | individual [28]
  • 2009 SP Arte Foto - Galeria arte 57 ( São Paulo) | Paris | coletiva
  • 2009 SP Arte - Galeria arte 57 ( São Paulo) | Paris | coletiva
  • 2009 Galeria Arte 57 (São Paulo) | São Paulo | individual
  • 2008 iContemporânea - Galeria Arte 57 (São Paulo) | São Paulo | individual |
    Livro The City
  • 2008 SP Arte - Galeria Arte 57 ( São Paulo) | Loucura | individual
  • 2007 iContemporânea - Galeria Arte 57 (São Paulo) | Rio | individual
  • 2007 Galeria Arte 57 ( São Paulo) | Isso é que é | individual
  • 2006 SP Arte - Galeria Arte 57 (São Paulo) | Sertão da Bahia | individual
  • 2005 Palazzo Magnani (Milão) | Loucura | individual
  • 2003 Galeria Leica (São Paulo) | Rio | individual
  • 2003 Photo España (Madrid) | Loucura | individual
  • 2001 Museu de Arte Moderna (São Paulo) | Cityscapes | individual
  • 2000 Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro) | Retratos | individual
  • 1999 Higashikawa Photo Fest (Japão) | Carnaval | individual
  • 1999 Fotogaleria Li (São Paulo) | Retratos | individual
  • 1997 Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro) | Carnaval | individual |
    Livro Portraits
  • 1996 Museu Metropolitano de Curitiba | Carnaval| individual
  • 1996 Museu da Imagem e do Som (São Paulo) | Carnaval | individual
  • 1995 Galeria Fotóptica (São Paulo) | Old Havana | individual
  • 1993 Maine Photographic Workshop (Estados Unidos) | India | individual
  • 1992 Galeria Cândido Mendes (Rio de Janeiro) | Loucura | individual
  • 1991 Visa Pour L’Image (Perpignam, França) | Loucura | individual
  • 1991 Museu de Arte de São Paulo | Coleção Pirelli | coletiva
  • 1990 Galeria Fotoptica (São Paulo) | Loucura | individual
  • 1990 Drew University ( Estados Unidos) | India, Loucura, Judeus Ortodoxos | individual
  • 1988 Galeria Fotoptica (São Paulo) | India | individual |
    Livro Um Swami no Rio
  • 1985 Museu de Arte Contemporânea (São Paulo) | Trienal de Fotografia | coletiva
  • 1984 Galeria Arco (São Paulo) | Venice Beach | individual
  • 1983 Centre Georges Pompidou (Paris) | Fotografia Brasileira | coletiva
  • 1983 Photographer’s Gallery (Londres) | Fotografia Brasileira | coletiva
  • 1980 Parson's School of Design (Nova York) | Hassídicos | individual
  • 1978 International Center of Photography (Nova York) | Hassídicos | individual
  • 1976 Museu de Arte de São Paulo | São Paulo | coletiva
  • 1975 Museu de Arte de São Paulo | Martinelli | individual |

Workshops e Palestras[editar | editar código-fonte]

  • Parson's School of Design/The New School | New York | 1979 | 1993
  • School Visual Arts | Lecture | 1980 | 1981 | 1982
  • MASP - Museu de Arte de São Paulo | 1988 |
    Livro 30 anos
  • New York University | Palestra | 1990
  • Drew University | Palestra | 1990
  • International Center of Photography | New York | 1993 | 1995
  • Maine Photographic Workshop | 1993 | 1995
  • Barnstorm - The Eddie Adams Workshop | 1995
  • International Center of Photography - New York | Palestra | 1997
  • Centro Mario de Andrade - São Paulo | Workshop | 1998
  • Editora Abril - São Paulo | Workshop | 1998
  • O Globo - Rio de Janeiro | Workshop | 1999 |
  • Senac Photography College - São Paulo | Palestra | 2000 | 2001
  • Paraty Em Foco - Workshop | 2007 | 2008 | 2009 | 2010 | 2011 [29]


Coleções[editar | editar código-fonte]

  • AT&T Photo Collection • Adriana Rondons • Alberto de Carvalho Alves • Alfredo Setubal • Aline de Almeida Prado
  • Ana Luiza Brant de Carvalho e Nerval Ferreira Braga • Ana Vitória Mota • Anna Alvarenga • Antonia Galdeano
  • Ataide Vaz • Antonio Carlos e Bibia Cunha Lima • Banco Itaú • Beatriz Vidigal Araújo • Bernardo e Celia Parnes
  • Betina e Gilberto Martins Ferreira • Betty Cunali • Bianca Cutait • Bianca Rainer • Bianca Munis
  • Bibia e Neno Cunha Lima • Brazil Golden Art Fund • Bruno Musatti • Carlos e Maria Emilia Carvalhosa
  • Carla Ferraro • Carmen de Barros • Centro Cultural Banco do Brasil • Cliff Lee • Charlô Whately • Christina Cunali
  • Claudia Belinello • Claudia Jaguaribe • Credit Suisse • Dado Castello Branco • Daniel Feffer • Denise Aguiar Alvarez
  • Dudu e Mara Linhares • Eder Chiodetto • Edu e Helô Muylaert • Dr. Eduardo Villaça • Elias Landsberger
  • Elisa Pacheco Fernandes • Equity International Photo Collection • Esther Giobbi • Fanny Feffer • Felipe Feitosa
  • Flavia Soares • Flavio Bitelman • Fernando Ullmann • Greg e Claudia Sanchotene • Higashikawa Photofest (Japão)
  • Gustavo Lacerda • Helô Monteiro da Silva • Helena e Toninho de Castro Sannini • Illia e Ana Maria Warchavchic
  • International Center of Photography | New York • Itaú Cultura | São Paulo • Jay Colton • João e Fatima Farkas
  • João Marcos Mendes de Souza • Joelma Radziuk • Joaquim Paiva • João Paulo e Adriana Cunha Lima
  • Jorge e Janja Gonçalver • Jorginho da Cunha Lima • José Augusto de Santana • José Roberto Marinho
  • José Olavo Scarabotolo • Juan Esteves • Jussara Magnami • Leonel Kaz • Ligia Danesi • Ligia Maura Costa
  • Lisa Sander • Lourdinha Siqueira • Luis Fernando e Maribel T. Neves • Luzia de Magalhães Padilha
  • MAC - Museu de Arte Contemporânea | São Paulo • Malan Ferreira • MAM - Museu de Arte Moderna | São Paulo
  • Maná Soares • Mariana Almeida Prado • Mariana e Ricardo Annunciato
  • Marilisa Cardoso e José Eduardo de Lacerda Soares • Mark Whitley • Marli Mariano
  • MASP - Museu de Arte de S. Paulo • Museu da Imagem e do Som | São Paulo • Museu Metronòm | Barcelona
  • Museu Metropolitano de Curitiba • Marcel Jung • Nerval e Bize Ferreira Braga • Nina Sander • Oswaldo Pepe
  • Otávio R. Macedo • Coleção Pirelli • Paula Palhares e Rubens Fernandes Junior • Patricia Mendes Caldeira
  • Raquel Correa de Oliveira • Renato Ganhito • Renato Magalhães Gouvêa Jr. • Renato Padro Costa • Ricardo Moraes
  • Ricardo Queiroz • Roberta Rossetto • Roberto Carvalho • Roberto Ruhman • Rodrigo Ribeiro
  • Sandra Arruda e Andre Balbi • Sergio Gantmanis Munis • Silvio Bentes • Silvio Frota • Simonetta Persichetti
  • Thomas Farkas • Tutu e Sérgio Galvão Bueno • Vanessa Gantmanis e Ivan Munis
  • Visa Pour L' Image | Perpignam | França • Yael e Claudio Steiner


Publicações[editar | editar código-fonte]

  • American Photo • Art News • Business Week • Bons Fluidos • Boston Globe • Bravo
    Livro Vitoria
  • Casa Claudia Luxo • Claudia • Conde Nast's Traveler • Daily Telegraph of London • Details • Elle • Epoca
  • Estado de São Paulo • Folha de S. Paulo • Forbes • Fortune • Fotosite • Fotografe Melhor
  • Digital Photographer • Isto é • Joyce Pascowitch • Life • Los Angeles Times • Marie Claire • Money
  • National Geographic • Newsweek • The New York Times Magazine • Nico • Oi • Poder • Photo France
  • Photo Italy • Photo District News • Paris Match • People • Playboy • República • Rolling Stone • Self
  • The Smithsonian • Sports Illustrated • Stern • Time [30] • Town & Country • Travel & Leisure • USA Today
  • US • US News • Valor • Vanity Fair • Veja • Washington Post


Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Edinger, Claudio (2009). Paris, apesar de tudo. Poder Joyce Pascowitch (11) 52-59.
  • Mell, C. Hélio (2009). Foco na sensibilidade. Brasileiras (20) 28-29.
  • Gonçalves, N. Daniel (2009). Mistérios da cidade. Veja São Paulo (42-10) 15.
  • Pan (2007). MNP (34) 74-83.
  • Girls of Ipanema. (2007). Nico (summer 2007) 162-171.
  • O olhar do pesquisador (2007). Fhox (114) 78-79.
  • Revelou-se a sua enorme curtição. (2007). Próxima Viagem (89) 44-45.
  • Jeito carioca (2007). Gol (60) 64-67.
  • Edinger, Claudio (2006). De jesus a milagres. Revista Fotosite (10) 29-34.
  • Elias, Érico (2006). História de um ensaísta versátil. Fotografe Melhor (113) 38-45.
  • Rocha, Flávia (2006) Por um sertão imortal. Casa Vogue (250) 184-187.
  • Les grands maîtres du Brésil. (2005). Photo (420) 86.
  • Edinger, Claudio (2005) Fotografia na chapa. Revista Fotosite (5) 50-55.
  • A-List Special Interests. (2003). Travel+Leisure (9) 152.


Ligações externas[editar | editar código-fonte]