Claudio de Moura Castro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Claudio de Moura Castro
Economia, educação e mercado de trabalho
Nacionalidade Brasil brasileiro
Atividade
Campo(s) Economia, educação e mercado de trabalho
Instituições Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
Fundação Getúlio Vargas
Universidade de Chicago
Universidade de Brasília
Universidade de Genebra
Universidade da Borgonha
Centro Nacional de Recursos Humanos
Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada
Banco Mundial
Banco Interamericano de Desenvolvimento
Alma mater Universidade Federal de Minas Gerais
Universidade Yale
Universidade de Berkeley
Universidade Vanderbilt
Conhecido(a) por especialista em educação

Claudio de Moura Castro (1938–; ‘Cláudio’, na ortografia padrão) é um economista brasileiro. É graduado em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, mestre pela Universidade Yale e doutor pela Universidade Vanderbilt.[1] Castro foi professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, da Fundação Getúlio Vargas, da Universidade de Chicago, da Universidade de Brasília, da Universidade de Genebra e da Universidade da Borgonha. Trabalhou no Banco Mundial e no Banco Interamericano de Desenvolvimento, presidiu a CAPES de 1979 a 1982, foi secretário-executivo do Centro Nacional de Recursos Humanos de 1982 a 1985 e técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada de 1970 a 1985,[2] e atualmente preside o Conselho Consultivo da Faculdade Pitágoras.

Conhecido como polêmico, conservador e adepto do ultra-liberismo, tem uma coluna quinzenal na revista Veja desde setembro de 1996, e é conhecido como especialista em educação no Brasil.[3] No entanto, suas declarações em tom de brincadeira afirmando que deveria ser dado um bônus para que "caboclinhas de Pernambuco e do Ceará" casem com engenheiros estrangeiros resultou em muita polêmica e em uma carta de repúdio por parte das entidades e movimentos da sociedade civil brasileira [4]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) economista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.