Cligès

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde setembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Cligès é um poema escrito em 1176 pelo poeta medieval francês Chrétien de Troyes. Conta a história do cavaleiro Cligès e de seu amor pela mulher de seu tio, Fenice. Por ser uma história de adultério, ela é algumas vezes considerada uma crítica ou paródia do romance de Tristão e Isolda, do mesmo autor. As primeiras linhas de Cligès dão a única informação contemporânea existente sobre a biografia e trabalhos anteriores do autor.

Ícone de esboço Este artigo sobre um livro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

De tous les maux, le mien diffère; Il me plait; je me réjouis de lui; Mon mal est ce que je veux et ma douleur est ma santé! Je ne vois donc pas de quoi je me plains, car mon mal me vient de ma volonté; C’est mon vouloir que devient mon mal, mais j’ai tant d’aise à vouloir ainsi que je souffre agréablement, et tant de joie dans ma douleur que je suis malade avec délices.

(Chrétien de Troyes)