Cloisters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Representação da Crucificação

Os Cloisters (Os Claustros) são um ramo do Metropolitan Museum of Art dedicado à arte e arquitetura da Europa na Idade Média. Os Cloisters estão localizados em Nova York, na parte norte de Manhattan, em uma colina perto do Rio Hudson.

Os Cloisters incluem um museu e quatro acres adjacentes. A Coleção contém aproximadamente cinco mil obras medievais, que vão do século XII ao XV. Entre essas obras, sete tapeçarias holandesas representando A Caça ao Unicórnio; o Altar Merode, de Robert Campin e o altar românico Cruz de Cloisters. Estão também na coleção várias iluminuras, incluindo obras dos Irmãos Limbourg, As riquíssimas Horas do Duque de Berry e O Livro das Horas de Jeanne d'Evreux , de Jean Pucelle.

A construção onde está abriga a coleção é, por si só, uma obra de arte. É um estrutura múltipla, que incorpora elementos de cinco claustros medievais franceses: Sant Miquel de Cuixà (Saint-Michel-de-Cuixa, da Catalunha do Norte), Saint-Guilhem-le-Désert, Bonnefont-en-Comminges, Trie-en-Bigorre e Froville. Essas construções foram reagrupadas no local na década de 30.

O museu e parque adjacente foi criado graças a John D. Rockefeller, Jr., que doou boa parte de sua própria coleção para os Cloisters.

Commons
O Commons possui multimídias sobre The Cloisters