Club Libertad

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Libertad
Liberta
Nome Club Libertad
Alcunhas Gumarelo
Repollero
Equipo del Siglo en Paraguay
Albinegro
Fundação 30 de julho de 1905 (109 anos)
Estádio Dr. Nicolás Leoz
Capacidade 10.500 pessoas
Localização Assunção, Paraguai
Presidente Paraguai Horacio Cartes
Treinador Paraguai Pedro Sarabia
Patrocinador Estados Unidos Tigo
Estados Unidos Coors Light
Material esportivo Estados Unidos Nike
Competição Paraguai Campeonato Paraguaio (Apertura)
Flags of the Union of South American Nations.gif Copa Libertadores
Paraguai Campeonato Paraguaio (Clausura)
Website clublibertad.com.py
Kit left arm black stripes thin1.png Kit body libertad0910h.png Kit right arm black stripes thin1.png
Kit shorts blackstripesonwhite.png
Kit socks juve0910h.png
Uniforme
titular
Kit left arm.png Kit body libertad1112a.png Kit right arm.png
Kit shorts nacional1011h.png
Kit socks juve0910H.png
Uniforme
alternativo
Temporada atual
editar
Libertad – Campeão 1910.
Libertad – Campeão 1945.
Selo de Paraguay no ocasião do 100 aniversário com um time de 1952 ou 1953.[1]

O Club Libertad é um clube paraguaio de futebol fundado em 1905, com sede em Assunção. Disputa a Primeira Divisão do Campeonato Paraguaio de Futebol e manda seus jogos no Estádio Dr. Nicolás Leoz.

É considerado um dos três grandes clubes do futebol paraguaio, ao lado de seus rivais Olímpia e Cerro Porteño, clubes com qual faz os maiores clássicos do Paraguai. Também é o terceiro maior vencedor do Campeonato Paraguaio de Futebol, com 15 conquistas no total.

O clube também já venceu a segunda divisão no ano de 2000, desde então o Libertad tornou-se o clube paraguaio de maior destaque no cenário internacional, tendo vencido sete vezes o campeonato nacional na última década se tornado uma das presenças mais constantes na Copa Libertadores, sempre passando da fase de grupos, tendo inclusive chegado a semifinal da competição no ano de 2006 e sido eliminado pelo Internacional de Porto Alegre, sendo assim o melhor clube paraguaio da década, apesar do Olímpia ter conquistado a Libertadores em 2002.

O Libertad é o clube do coração do presidente da Conmebol Nicolás Leoz, que já foi seu presidente e da Associação Paraguaia de Futebol e também um dos que mais cedem jogadores para a Seleção Paraguaia, tanto para jogos amistosos, quanto para as competições oficiais.

O presidente do clube, Horacio Cartes, foi eleito presidente do Paraguai nas eleições de 2013.

História[editar | editar código-fonte]

O Libertad surgiu no dia 30 de julho de 1905, durante um momento muito conturbado da história política do Paraguai. A iniciativa da fundação veio de um grupo de estudantes que, no ano anterior, participou de uma revolução que pôs fim ao Partido Colorado e deu início ao Partido Liberal. Um dos lemas do movimento era “Liberdade” e, durante uma passeata em busca de seus objetivos, o líder dos jovens, Juan Manuel Sosa Escalada, teve a idéia de criar o time de futebol.

Após uma reunião de 15 estudantes, a agremiação foi fundada, já elegendo seu primeiro presidente: Juan Escalada. O clube passou a ser sediado na cidade de Assunção, capital do Paraguai (em espanhol).

Com camisas confeccionadas pelas mães dos atletas, a primeira partida da equipe Alvinegra foi contra seu maior rival, o Olímpia, grande vencedor da história do Campeonato Paraguaio. Este confronto terminou empatado por 1 a 1.

Logo no começo de sua história, a equipe teve um início meteórico e, apenas com cinco anos de existência, já levantou a primeira taça de campeão nacional amador. Título que se repetiria nos anos de 1917 e 1920.

No ano de 1930, o Campeonato Paraguaio ganhou novos participantes, tendo 14 clubes na disputa. A competição foi decidida apenas na última rodada. O Alvinegro contou com a derrota do River Plate-PAR para o Olímpia, fazendo com que sua vitória diante do Presidente Alvear garantisse o título do torneio.

A estréia no cenário internacional foi logo após a vitória de 1930. O clube viajou para a cidade de Tucumán, na Argentina, mas o desempenho não foi muito bem sucedido. O time obteve um empate, uma vitória e duas derrotas.

As conquistas seguintes viriam nos anos de 1943 e 1945, quando venceu seu quinto e sexto Campeonato Paraguaio. O título de 1945 foi novamente decidido na última rodada, quando a equipe deixou o Cerro Porteño com três pontos a menos na classificação geral. Naquele ano, Porfírio Rolón foi o artilheiro da competição com 18 gols.

Em 1955, o Alvinegro paraguaio comemoraria um título que iniciaria um grande período de jejum de títulos. A agremiação também teria o artilheiro do torneio daquela temporada, o atacante máximo Rolón, com 11 gols. Vinte e um anos depois, o Libertad voltaria a vencer um Campeonato Paraguaio.

A seca foi grande novamente, mas, em 2002 e 2003, o clube atingiu a marca de bicampeão e também se tornou o terceiro time do país com mais conquistas nacionais. O último título conquistado pelo Alvinegro de Assunção foi no ano de 2006, quando a equipe ganhou pela 11ª vez o torneio do Paraguai.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

O Libertad é um time com uma trajetória de grande sucesso no cenário do futebol do Paraguai (em espanhol). Devido a isso, ídolos é algo que não falta para o terceiro maior vencedor do Campeonato Nacional.

Um dos primeiros atletas a despontar no Alvinegro de Assunção foi o atacante Delfin Benítez Cáceres. O jogador atuou no clube entre os anos de 1927 e 1932. A estréia aconteceu quando o atleta tinha apenas 17 anos. Já em sua partida inaugural, o goleador deixou a marca contra o arqui-rival do Libertad, o Olímpia, garantindo a vitória por 2 a 1.

Logo que despontou para o futebol, Benítez chamou a atenção de todos e isso lhe garantiu uma vaga na seleção nacional de seu país. Essa convocação rendeu ao atacante uma transferência para o Boca Juniors. No time argentino, o artilheiro ganhou grande destaque após dar show contra o Vélez Sarsfield, fora de casa, e marcar dois gols.

Títulos[editar | editar código-fonte]

* Invicto

Campanhas de Destaques[editar | editar código-fonte]

Elenco atual[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 13 de dezembro de 2013.[2]


Goleiros
Jogador
1 Uruguai Rodrigo Muñoz
12 Paraguai Armando Vera
25 Paraguai Bernardo Medina
' Paraguai Diego Morel
Defensores
Jogador Pos.
3 Paraguai Ismael Benegas Z
14 Paraguai Rubén Monges Z
15 Paraguai Gustavo Gómez Portillo Z
18 Paraguai Felipe Nuñez Z
26 Paraguai Pedro Benítez Z
2 Paraguai Jorge Moreira LD
13 Paraguai Aldo Olmedo LD
4 Paraguai Gustavo Mencia LE
Meio-campistas
Jogador Pos.
15 Paraguai Claudio David Vargas V
16 Paraguai Sergio Aquino Capitão V
17 Paraguai Osmar Molinas V
27 Paraguai Jorge González V
29 Paraguai Alan Benítez V
30 Paraguai Blas Díaz V
31 Paraguai Iván Ramírez V
19 Paraguai Nelson Romero M
21 Paraguai Danilo Santacruz M
22 Paraguai Néstor Camacho M
Atacantes
Jogador
7 Paraguai Pablo Velázquez
9 Arménia Mauro Guevgeozián
20 Paraguai Juan Villamayor
23 Paraguai Rodolfo Gamarra
24 Paraguai José Ariel Núñez
28 Paraguai Jorge Recalde
' Paraguai Manuel Maciel Jogador Lesionado
Legenda
  • Capitão: Capitão
  • Suspenso.: Jogador suspenso
  • Jogador Lesionado: Jogador lesionado/contundido
  • +: Jogador em fase final de recuperação
  • +: Jogador que volta de lesão/contusão
  • Sem condições.: Jogador sem condições físicas

Comissão técnica[editar | editar código-fonte]

  • Atualizado em 25 de dezembro de 2013.[3] [4]
Comissão técnica
Nome Função
Paraguai Pedro Sarabia Treinador
Paraguai Eduardo Villalba Assistente
Paraguai Felipe Montaner Jr. Assistente
Paraguai Marcelo Ataide Preparador físico
Paraguai Jorge Battaglia Treinador de goleiros
Comissão técnica
Nome Função
Paraguai Digno Olivero Médico
Paraguai Cristian Martínez Médico
Paraguai Diego Caballero Paramédico
Paraguai Diego Silvero Paramédico
Paraguai Antonio Inosstroza Fisioterapeuta


Transferências[editar | editar código-fonte]

Apertura 2013[editar | editar código-fonte]